nunopinheiro

  • Mensagens: 6687
Antônio quando se faz isso faz-se com intermédia entidade, diretamente para além de parecer mal num mercado em que o pessoal comum manda nada e muito menos compra, não serve de nada...mais a mais o que ambas querem dizer ao público em geral é que a aviação civil é muito segura..

Eles as vezes lá fazem de conta que se atacam, mas estes gurdam ataques reais para os escritórios fechados onde se assinam contractos.
(Ou pior) a Airbus têm ums casos em cima por usar "lubrificantes" negociais. E tenho a certeza que não é a única.
« Última modificação: 12 de Setembro 2019, 23:36:56 por nunopinheiro »


António Costa

  • Mensagens: 1257
Mas é mesmo isso que estou a dizer, em aeronáutica não se atacam porque ambos os lados têm algo "obscuro" e tudo a perder se se atacarem e por isso é que a Airbus continua calada em relação à crise da Boeing. Amanhã pode ser ao contrário e os americanos haveriam de se lembrar disso mesmo.

toto1100

  • Mensagens: 6227
Estas a dizer que ha empresas que sabem de problemas de segurança nos seus avioes e nao o dizem? Tens noção do que estás a dizer?

Cebola

  • Mensagens: 446
No caso da Boeing, apos varias intervenções de varias entidades, em especial pilotos, podemos afirmar que sabiam que havia um problema.
Claro está que estamos a tomar como verídicas estas intervenções.

toto1100

  • Mensagens: 6227
E reparou-se rapidamente que tinham um problema.
O que foi escondido tambem nao foi propriamente um problema de seguranca. O que foi escondido (para poderem vender o aviao como nao precisando de tanto treino), foi um sistema (MCAS) que, se tivesse sido bem desenvolvido, nao traria problemas de seguranca nenhuns. E foi quando se descobriu esse problema de seguranca, que se descobriu o encobrimento da existencia do sistema (e toda a aldrabice associada).

Dizer que os construtores sabem de problemas de seguranca nos seus avioes e nao partilham essa informacao é de uma gravidade extrema. E se for o caso seria sinal de que todo o sistema de partilha de informacao (confidencial ou nao) que foi estabelecido e que permitiu que a industria chegasse aos niveis de seguranca que tem, estava a funcionar muito mal.

Cebola

  • Mensagens: 446
Concordo com o que dizes mas neste caso da Boeing, estou inclinado para o fato de terem omitido informação, sendo esta sobre a formação ou sobre a qualidade do software, e que vieram a colocar em cheque o bom nome da industria.
Infelizmente julgo que a Boeing sofreu com a pressão da sua concorrência e agora está a viver tempos verdadeiramente conturbados.
Digo isto pois nem todos acompanham a industria como, por exemplo, nós aqui no forum e agora qualquer historia faz alimentar receios no comum dos mortais.
Não esquecer que a própria FAA e demais entidades tb têm culpas no cartório.
Pessoalmente gosto muito de voar nos Boeing e sempre os reconheci como grandes maquinas, com grande historial de segurança, etc, etc... agora, neste caso concreto, fizeram m**** da grossa.... e tudo porque a pressão dos $$$ falou mais alto para não ficarem na cauda da corrida.
Agora esses hipotéticos $$$ que poderiam perder ao não colocar o avião a voar quando o fizeram, seriam peanuts neste momento...

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 2318
E a Boeing está a rezar a todos os santinhos para que não haja mais problemas no 777x porque até agora tem sido problemas nos motores e uma porta que saiu a voar durante um teste de pressurizacao... Aliás já suspenderam os testes de carga e tudo...

aviationlover

  • Mensagens: 1206
Tomás atenção, os testes servem para isto mesmo detetar possíveis falhas e corrigi-las, aprenderam a lição e na questão dos motores não têm culpa nenhuma, a RR também teve e têm ainda problemas nos trent.

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 2318
Tomás atenção, os testes servem para isto mesmo detetar possíveis falhas e corrigi-las, aprenderam a lição e na questão dos motores não têm culpa nenhuma, a RR também teve e têm ainda problemas nos trent.
Sim nos motores não podem fazer grande coisa, problema da GE. Mas para terem suspendidos os testes de carga, é porque não foi uma mera falha ou porque a porta não devia ter cedido aquela pressão, acho eu. O problema são os atrasos que isto está a provocar no programa...

aviationlover

  • Mensagens: 1206
Tomás se forem stress test é suposto eles verem até quando aquilo aguenta, se rebentou antes do tempo é porque havia defeito, acho eu.

nunopinheiro

  • Mensagens: 6687
Um stress test nao é para ver até quando rebenta, isso tem outro nome que agora não me alembra..... Vou ver...

https://wikipedia.org/wiki/Stress_testing

Tem mais que ver com cargas repetidas e avaliar como o matériais reagem a ciclos de carga e como é a as suas características de elasticidade são afectadas ao longo desses ciclos. Típico exemplo os testes de fadiga dos matériais.

Já o..
https://wikipedia.org/wiki/Ultimate_tensile_strength
Provavelmente está mais próximo do que queria dizer mas não é um stress test, pelo menos em mecânica não era. E eng civil também não é..
« Última modificação: 13 de Setembro 2019, 17:46:14 por nunopinheiro »


Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 2318
Nunca me lembro de ver em lado nenhum que a pressurizacao é testada até um dos componentes da fuselagem falhar... Pelo menos ao nível da aviação comercial...
Fui fazer uma pesquisa e tropecei nem por acaso no wing flexibility test do 777 clássico. :P este sim é um teste até a asa rachar. Aguentou 153% da carga máxima  que é possível encontrar durante o voo. Aos 154 cabum

https://m.
« Última modificação: 13 de Setembro 2019, 18:02:58 por Tomás Ribeiro »


nunopinheiro

  • Mensagens: 6687
E Tomás esse teste não foi um stress test a asa, a Airbus tinha para aí um vídeos de stress test as asas do A350.

É bastante diferente pegar num elemento e levar este até ao ponto de ruptura, teste de resistência limite, ou pegar nesse mesmo elemento e fazer este passar por um teste de cargas e descargas repetidas...

A plasticidade dos materiais fica corrompida com os ciclos e os materiais ficam mais rigidos e susceptíveis de falhas sem aviso prévio. Um problema mais comum nos metais do que nas fibras de carbono que têm ref mês plásticos muito curtos.
« Última modificação: 13 de Setembro 2019, 18:16:28 por nunopinheiro »


Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Aviso: este tópico não tem nenhuma mensagem nova há, pelo menos, 90 dias.
A não ser que tenha a certeza que quer responder, por favor, considere a hipótese de criar um novo tópico.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
0 Respostas
789 Visualizações
Última mensagem 14 de Julho 2014, 18:40:48
por aerointeressado
5 Respostas
3370 Visualizações
Última mensagem 18 de Setembro 2015, 11:21:29
por Filipe Pinho
10 Respostas
1771 Visualizações
Última mensagem 02 de Outubro 2016, 18:56:35
por AvGeekDiogo
0 Respostas
982 Visualizações
Última mensagem 18 de Novembro 2016, 02:21:28
por PNC2
7 Respostas
2453 Visualizações
Última mensagem 24 de Setembro 2017, 22:54:12
por LapaG

Total 56+0=56 ms, db 0 ms, php 56 ms