aerointeressado

  • Moderador
  • Mensagens: 515
arde,
No site da Presstur:
Citação
Presstur 10-07-2014 (15h00) A Emirates anunciou hoje que recebeu o seu 50º super jumbo Airbus A380, que entra ‘ao serviço’ em inícios de Agosto e eleva o número de aeronaves da companhia aérea para 224, pelo que, feitas as contas, desde Abril de 2010 recebeu 96 aeronaves, todas A380 e B777, aumentando a sua capacidade em 71%, em ASK (lugares x quilómetros voados).

Emirates 50º A380

Com o aumento de capacidade desde Abril de 2010, a companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos acrescentou 48 cidades à sua rede de destinos e manteve “consistentemente” a ocupação dos seus voos na ordem dos 80%, diz em comunicado.
Quando começar a voar com o novo A380 em inícios de Agosto, a Emirates terá a capacidade de voar semanalmente 5,7 mil milhões de ASK (lugares x quilómetros) para 145 destinos, que vão de Los Angeles a Auckland.
O crescimento nos últimos quatro anos é para Tim Clark, CEO da Emirates, citado no comunicado, “provavelmente um dos mais rápidos da história de qualquer companhia aérea”.
“Acrescentámos capacidade literalmente equivalente ao que algumas companhias aéreas de média dimensão operam, mas mais importante que isso, mantivemos taxas de ocupação e de rentabilidade altas”, sublinhou.
“O A380 ajudou-nos a dar resposta à procura nas rotas mais movimentadas, a operar com mais eficiência em aeroportos com poucos ‘slots’ e, também, a introduzir novos conceitos a bordo, que redefiniram a experiência de voar”, sublinha Tim Clark, acrescentando que em finais de 2017 prevê que a transportadora tenha cerca de 90 aviões A380.
A Emirates voa actualmente com o A380 para 27 aeroportos dos cinco continentes, um número que prevê aumentar para 33 até ao fim deste ano, com a colocação do super jumbo nas rotas do Kuwait, a partir de 16 de Julho, Bombaim, a 26 de Julho, Frankfurt, a 1 de Setembro, Dallas, a 1 de Outubro, São Francisco, a 1 de Dezembro, e Houston, a 3 de Dezembro.
A companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos tem actualmente encomendados 299 aviões wide-body, incluindo 90 A380.

aerointeressado
« Última modificação: 25 de Julho 2014, 09:01:49 por aerointeressado »


jopeg

  • Moderador
  • Mensagens: 1472
É sem duvida impressionante crescimento da Emirates !
Algo que não deve agradar muito às grandes europeias (AF/KLM, LH, BA, etc) afetadas por esta companhia nas rotas para a Ásia/Pacífico.

Cumps,

Jopeg

aerointeressado

  • Moderador
  • Mensagens: 515
E agora encomendaram mais 150 Boeing 777X
No site da Presstur:
Citação
Presstur 10-07-2014 (17h03) A Emirates formalizou a encomenda de 150 Boeing B777X que tinha anunciado durante o Dubai Airshow, em Novembro de 2013, avaliada em 56 mil milhões de dólares a preço de catálogo, podendo atingir 75 mil milhões de dólares se adquiridos outros 50 aviões de que a transportadora tem opção.

Boeing B777X

O acordo entre a transportadora dos Emirados Árabes Unidos, que recentemente cancelou a encomenda de 70 A350 à Airbus (para ver mais clique aqui), e o fabricante norte-americano contempla 115 B777-9Xs, 35 B777-8Xs e direitos de aquisição de outros 50 aviões, noticia a imprensa internacional especializada. 
A Emirates, que tem a maior frota mundial de aviões B777, com um em cada dez aparelhos em actividade, tem actualmente encomendados 208 Boeing B777s, afirmou o seu CEO, Tim Clark, citado em comunicado.
Os novos aviões vão dar maior flexibilidade em termos de alcance, maior capacidade e eficiência de consumo de combustível, prevendo-se que cheguem à companhia em 2020, avançou ainda Tim Clark.
O fabrico dos 777X, de que a Boeing tem 300 unidades encomendadas por seis clientes, inicia-se em 2017 e as primeiras entregas estão previstas para 2020.
A Boeing afirma que o 777-9X será 12% mais eficiente que qualquer outro concorrente e que o 777-8X terá uma vantagem de 5% sobre a concorrência.

aerointeressado

Flyz

  • Mensagens: 1154
Sim vai haver um grande re-distribuição de capacidade,e sem dúvida a emirates(se não houver alguma catástrofe)vai ser a maior companhia,ou pelo menos a mais global do mundo.mas acredito que ainda esta a surgir uma nova revolução,que e as companhias asiáticas vão começar A invadir o mercado.baste fazer uma pesquisa rápida para a Ásia e os voos mais baratos são com companhias da china(com n ligações no meio).daqui a uns anos vão haver grandes fluxos turisticos da Ásia para a europa, que os paises(e as companhias tradicionais)vou querer impedir no início,mas que vão permitir aos países europeus muito dinheiro..

tareias77

  • Mensagens: 4672
Sim vai haver um grande re-distribuição de capacidade,e sem dúvida a emirates(se não houver alguma catástrofe)vai ser a maior companhia,ou pelo menos a mais global do mundo.mas acredito que ainda esta a surgir uma nova revolução,que e as companhias asiáticas vão começar A invadir o mercado.baste fazer uma pesquisa rápida para a Ásia e os voos mais baratos são com companhias da china(com n ligações no meio).daqui a uns anos vão haver grandes fluxos turisticos da Ásia para a europa, que os paises(e as companhias tradicionais)vou querer impedir no início,mas que vão permitir aos países europeus muito dinheiro..

Tenho é sérias dúvidas que as companhias asiáticas atinjam um patamar de qualidade e ofereçam um serviço identico á Emirates.

aerointeressado

  • Moderador
  • Mensagens: 515
Não muito apropriado para o tópico mas sobre o crescimento da Emirates e acho que não valia a pena abrir outro tópico.

No site da turisver:
Citação
A partir de 1 de Dezembro, a Emirates vai operar um voo duplo diário para as Ilhas Maurícias, com o segundo A380.
O segundo A380 vai substituir o existente Boeing 777 e aumentar a capacidade da rota da companhia aérea em 19%, verificando-se um transporte adicional de 165 passageiros por dia, para a ilha localizada no oceano Índico.
Recorde-se que os serviços entre o Dubai e as Maurícias são operados em codeshare com a Air Mauritius, parceiro da Emirates, sendo que esta última é a primeira companhia aérea no mundo a operar com o A380 para um destino no oceano Índico.
“O lançamento de um voo duplo diário do A380 para as Maurícias vai reforçar o nosso apoio à indústria turística do país e estamos certos de que o sector hoteleiro e os operadores turísticos irão acolher esta iniciativa”, refere Orhan Abbas, vice-presidente da Emirates para a América Latina e Central e África do Sul.
T.S.

11/07/2014

aerointeressado
« Última modificação: 25 de Julho 2014, 09:00:41 por aerointeressado »


aerointeressado

  • Moderador
  • Mensagens: 515
No site da turisver:

Citação
A partir de 27 de Outubro, a Emirates vai passar a servir a Hungria com um voo diário entre o Dubai e Budapeste, operado por um A330-200 com 278 lugares, sendo que os cidadãos húngaros beneficiarão de um visto à chegada ao Dubai.
A nova rota da Emirates para a capital húngara coincide com a abertura do Centro de Contacto de Clientes da companhia aérea na cidade, em Outubro, prevendo-se a criação, no total, de 300 postos de trabalho.
Considerada um hub financeiro na Europa Central, Budapeste tem, actualmente, a quinta maior economia da Europa Central e Oriental. Acresce que os Emirados Árabes Unidos são o maior parceiro comercial árabe da Hungria, com o valor de trocas comerciais anuais entre os dois países indexado em cerca de 1,2 mil milhões de dólares americanos.
Destaque ainda para os mais de 4,3 milhões de turistas que Budapeste recebe anualmente, tornando-a a sexta cidade mais visitada na Europa.
Jost Lammers, CEO do Aeroporto de Budapeste, declara ser “um orgulho para o Aeroporto de Budapeste poder anunciar a chegada desta grande companhia aérea mundial - especialmente porque a Emirates irá oferecer voos diários e serviços com grande capacidade de transporte”.
Já Tim Clark, presidente da Emirates, refere que “Budapeste será o terceiro destino Europeu para o qual lançamos serviços este ano, o que destaca o nosso investimento contínuo nesta região”.
Recorde-se que a companhia vai lançar outros dois destinos na Europa: Oslo no dia 2 de Setembro e Bruxelas no dia 5 do mesmo mês.

aerointeressado

iloper

  • Mensagens: 1493

aerointeressado

  • Moderador
  • Mensagens: 515
No site da Presstur:

Citação
Presstur 28-07-2014 (14h05) A Emirates destronou a angolana TAAG como maior companhia não europeia a voar de e para Lisboa, por um aumento do número de passageiros embarcados e desembarcados em 30,6% ou 23,9 mil, para 102,1 mil passageiros, enquanto a angolana teve +6,1% ou mais 5,3 mil, para 93,2 mil.
A Emirates cotou-se, aliás, como a companhia que teve o sexto maior aumento do número de passageiros em Lisboa no primeiro semestre, depois da TAP e do ‘contingente’ das maiores low cost europeias — Ryanair, Transavia.com, Vueling e easyJet.
O sétimo maior aumento de passageiros foi da White, companhia de voos charters do grupo Omni, com 23,1 mil, mas neste caso, como no da Ryanair, porque no primeiro semestre não operou de e para o Aeroporto de Lisboa.
Seguiu-se mais um caso de uma companhia com uma operação reduzida no primeiro semestre de 2013, a low cost norueguesa Norwegian, que este ano, com 28,2 mil passageiros, apresenta um aumento em 193,1% ou 18,5 mil, e o nono maior aumento, em 15 passageiros, é também de uma companhia que no primeiro semestre de 2013 tinha uma operação reduzida, a norte-americana US Airways, com mais 15 mil (+105,3%, para 29,2 mil).
Apenas o 10º maior aumento de passageiros em Lisboa é de uma companhia ‘tradicional’, a espanhola Iberia, com mais 14,4 mil (+9,6%, para 165,1 mil), evidenciando a sua recuperação depois de quedas nos últimos anos.
Seguem-se os aumentos da Turkish, em 11,5 mil passageiros (+23,5%, para 60,6 mil), da Luxair, em 9,9 mil (+de 200%, para 9,9 mil), Royal Air Maroc, em 30,6% ou mais 7,9 mil, para 33,7 mil, e KLM, com mais 6,7% ou mais 7,2 mil, para 115,1 mil.
Mas o semestre não foi apenas um somatório de aumentos, pois entre as 40 maiores companhias em passageiros transportados de e para Lisboa no primeiro semestre contam-se nove com quedas, a maior das quais da Swiss, em 17,3 mil (-20,9%, para 65,7 mil).
Seguiram-se as quedas da Aigle Azur, em 14,8 mil (-21,9%, para 14,8 mil), da SATA Internacional, em 13,5 mil (-7,6%, para 164,1 mil), e da British Airways, em 9,5 mil (-7,1%, para 124,6 mil).

aerointeressado

aerointeressado

  • Moderador
  • Mensagens: 515
No site da Presstur:

Citação
Presstur 03-09-2014 (14h21) A Emirates, uma das maiores companhias aéreas do mundo e a que tem mais Airbus A380 em operação, atingiu no primeiro dia deste mês a marca de 30 destinos para onde voa com o super jumbo, que, segundo diz, lhe permitiu “redefinir as viagens”.

Emirates A380 aterra em Frankfurt

O 30º destino para onde a Emirates passou a ter voos em A380 é Frankfurt, para onde a companhia tem três voos por dia, que se somam a dois por dia também em A380 para Munique e ainda voos duas vezes por dia também para Hamburgo e Dusseldorf, perfazendo um total de 63 voos por semana para Alemanha, 21 dos quais no super jumbo.
No voo inaugural do A380 para Frankfurt, a companhia usou uma versão que transporta até 519 passageiros, 14 em suites privadas na primeira classe, 76 em Business e 429 em Económica.
O vice-presidente e principal responsável Comercial (Chief Commercial Officer) da Emirates, Thierry Antinori, citado no comunicado da companhia sobre a nova rota do A380 salientou que Frankfurt “é um dos hubs chave na Europa” e “a capital financeira da Alemanha”, constituindo, assim, uma “opção perfeita” para a utilização do super jumbo.
Thierry Antinori também salientou o potencial de Frankfurt para ‘alimentar’ destinos da Ásia, África e Médio Oriente para onde a Emirates voa do seu hub no Dubai e prognosticou um aumento dos fluxos para a Alemanha à partida das regiões do Médio Oriente, Golfo e Ásia e Pacífico, invocando a “experiência de quando introduzimos o avião [A380] em Munique”.
O presidente do Aeroporto de Frankfurt, Stefan Schulte, também citado no comunicado, declarou que a recepção “da última geração de aviões widebody” reforça o papel de Frankfurt como “hub de tráfego aéreo internacional”.
Só este ano, a Emirates, além de Frankfurt, já colocou o A380 a voar para Barcelona, Londres Gatwick, Zurique, Kuwait e Bombaim, prevendo passar a ter o super jumbo a voar para Dallas Fort Worth, a partir de 1 de Outubro, São Francisco, a partir de 1 de Dezembro, e Houston, a partir de 3 de Dezembro.
Actualmente, a companhia já tem em operação 51 Airbus A380.
A companhia do Dubai informou entretanto que ontem concretizou mais uma expansão no mercado escandinavo, com a introdução da rota Dubai - Oslo, com voos diários em Boeing B777-300ER.
Os seus planos para este ano incluem o início da rota de Bruxelas, na sexta-feira, dia 5, e Budapeste, a 27 de Ouutbro.

aerointeressado

superpiloto

  • Mensagens: 456
Quando o novo Aeroporto de Lisboa existir a Emirates deve estar estressada a voar com A380

ruialves

  • Moderador
  • Mensagens: 735
Ui... Nem para os netos dos meus netos!
O NAL, não o 380...
--
Cmps,
Rui Alves


tareias77

  • Mensagens: 4672
Qual o número de frequências semanais Emirates vs TAAG em Lisboa?
Não são voos diários em B77W?

aerointeressado

  • Moderador
  • Mensagens: 515
No site da Presstur:

Citação
Presstur 06-09-2014 (07h55) A Emirates atingiu ontem a rota 145 com o início da linha de Dubai - Bruxelas, que diz em comunicado já está a atrair “fortes” reservas de mercados como a China, Emirados Árabes Unidos, Japão e Índia.
A companhia indicou que vai operar diariamente em aviões B777-200LR, com capacidade para transportar 16 mil passageiros por mês e salienta que é a única a ter voos de Bruxelas com primeira classe para o Médio e Extremo Oriente.
A informação da Emirates sobre a nova rota destaca que a Bélgica é um parceiro importante dos Emirados Árabes Unidos, com mais de 30 companhias belgas a operarem neste mercado, de que os exemplos que destaca são a construtora Besix, que participou na edificação do Burj Khalifa, e o Jan De Nul Group, que foi responsável pela adição de 186,5 milhões de metros cúbicos de areia para a criação da ilha artificial Palm Jumeirah.

aerointeressado

superpiloto

  • Mensagens: 456
wsAvia:

Emirates lança em Outubro segundo voo diário em A380 para a ilha Maurícia
A companhia aérea Emirates vai iniciar no próximo dia 26 de Outubro o seu segundo voo diário com o Airbus A380 do Dubai para a ilha Maurícia, na República insular das Maurícias, no Oceano Índico. O segundo voo com o Superjumbo estava previsto começar a 1 de Dezembro, mas o mercado exerceu grande pressão e a companhia resolveu entrar mais cedo que estava já determinado.

A companhia árabe passará a oferecer 1.890 lugares por semana. O segundo A380 irá substituir o voo que actualmente é feito por um Boeing 777 e passará a oferecer uma lotação de 489 lugares com três classes à escolha dos seus clientes.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Aviso: este tópico não tem nenhuma mensagem nova há, pelo menos, 90 dias.
A não ser que tenha a certeza que quer responder, por favor, considere a hipótese de criar um novo tópico.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
0 Respostas
313 Visualizações
Última mensagem 05 de Junho 2015, 13:18:43
por Mariovieira
3 Respostas
681 Visualizações
Última mensagem 07 de Agosto 2015, 14:32:07
por Jetstream
0 Respostas
283 Visualizações
Última mensagem 05 de Fevereiro 2016, 13:03:57
por Mariovieira
27 Respostas
3082 Visualizações
Última mensagem 21 de Março 2016, 20:07:37
por nunopinheiro
0 Respostas
541 Visualizações
Última mensagem 20 de Setembro 2016, 14:54:29
por Mariovieira

Total 72+0=72 ms, db 0 ms, php 72 ms