nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
Não ha dinheiro na B para isso, eles estão escaldados com os 30 mil milhões queimados com o B787.  Nos próximos anos década a B vai andar entretida a fingir que não perdeu esse dinheiro para poder pagar dividendos aos acionistas, e a direção.
Mas a manta não da para tudo tapa de um lado destapa do outro.

brunodias

  • Mensagens: 4320
Bruno, não seria mais sensato lançar um modelo novo, em vez de ir "esticando" um modelo que tem como base uma fuselagem com quase 50 anos, que foi tendo evolução ao longo desse tempo, é certo, mas que não deixa de ser um contexto algo desactualizado e com pouca margem de progressão?

Se ainda não faliram secalhar não é 1 erro tão grande como se pinta

No fundo eles querem é fazer o novo 757

brunodias

  • Mensagens: 4320
Não ha dinheiro na B para isso, eles estão escaldados com os 30 mil milhões queimados com o B787.  Nos próximos anos década a B vai andar entretida a fingir que não perdeu esse dinheiro para poder pagar dividendos aos acionistas, e a direção.
Mas a manta não da para tudo tapa de um lado destapa do outro.

Se isso fosse só na B

iloper

  • Mensagens: 1522
Os investimentos têm de atingir o be... já se sabe que na aviação não é de um dia para o outro. O 787 é neste momento o standard. Mais 5 anos e já atingem o be..

nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
Be?? Queres dizer o break even? Salvo erro o B787 "já" o atingiu, o problema não é esse o problema é a divida toda escondida em deferals que a Boeing tem nele. Que impede novos investimentos tipo o b787 particularmente nos mesmos moldes.
De forma simplista a Boeing para poder pagar dividendos aos acionistas e fazer o buyback de ações escondeu a divida do 787 em vendas futuras, e vai andar a pagar isso nos próximos anos.
« Última modificação: 04 de Junho 2016, 14:11:25 por nunopinheiro »


iloper

  • Mensagens: 1522
Lá está... neste momento não, mas daqui a 5 anos estará tudo resolvido. E o 737 continua a ser um avião atual...

nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
iloper, claro que sim, o único problema que tem realmente é o trem de aterragem muito baixo que o impede de ter motores com elevado bypass, e por isso esta a perder muita margem de mercado para a Airbus particularmente no segmento  +200 pax, dentro de 5 anos o rácio A B en NB estará provavelmente nos 60/40 e nos lucros ainda mais do lado da A.

BTW nem daqui a 5 anos tem a divida do B787 paga nem 10 :) 1,300 B787 aviões é quantos aviões tem de entregar para recuperar o dinheiro investido e gasto inclusive em dividendos ao acionistas. porque a B considerou que "já" os vendeu e já gastou o lucros deles. relembro que 1300 é mais que o backlog mais os já entregues.

Mas os tipos que mandam na Boeing já receberam os seus bónus e isso é que conta .

iastroleo

  • Mensagens: 33
Deculpem o OT, mas já li várias vezes aqui no forum que o B787 é considerado um "fracasso" e deu bastante dívida à Boeing.. Há alguma razão especial ou é apenas devido a não terem tantas encomendas como eles esperavam?

nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
iastroleo, globalmente foi um projeto muito muito mal executado, atrasado, mais pesado do que era suposto, muito mais caro do que esperavam por frame, o B787 800 e o B787 900, são essencialmente aviões diferentes, os terrible teens, muitos muitos problemas com o outsourcing, etc etc.
Encomendas tem muitas, o problema é que perderam muito muito dinheiro ate agora. 30 mil milhões.
Para mitigar esta desgraça eles inventaram o program acounting, que tinha um bloco (aviões  vender cujos lucros cobririam as despesas) relativamente pequeno no inicio mas a medida que a coisa ia correndo mal foram aumentando agora esta em 1300 aviões.
Desta forma a B pode continuar a apresentar lucros e pagar dividendos e bónus aos acionistas e direção. ganancia a destruir uma empresa.
« Última modificação: 04 de Junho 2016, 17:57:42 por nunopinheiro »


brunodias

  • Mensagens: 4320
Isto é tudo muito bonito e podia-se falar em B como se fala, mas na honestidade todas as empresas tem algo a esconder, Os A os E o Bom

nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
Bruno mas o program acounting de 1300 é vergonhoso, simplesmente admitam que perderam o dinheiro e durante uns anitos não paguem dividendos aos acionistas. A airbis perdeu dinheiro com o A380 e la admitio que perdeu o dinheiro.
O que a B esta a fazer é mau para ela própria. neste momento deveria estar a lançar um real new NB e não a pintar ou max com mais batom vermelho.
Ao que se vai dizendo o mad max vai levar uma asa nova e um trem novo, (que deveriam ter feito para o max normal) , mas como tem de poupar dinheiro tentaram aquilo que tentaram.  Resultado ate acabam por gastar muito mais e continuam atrás da A.
« Última modificação: 04 de Junho 2016, 18:27:56 por nunopinheiro »


brunodias

  • Mensagens: 4320
Eu penso que metes 1 pouco de fanatismo a 1 discurso bom

A airbus admitiu que perdeu dinheiro, mas não admite todo o dinheiro, porque todos sabemos o que aconteceu há encomenda da hong kong, todos sabemos o que aconteceu com a encomenda da transaero,e da skymark

Quando a boeing anunciou os max ela fez muito bem, eles não tinham tempo para 1 novo avião, e a tecnologia não está tão evoluida que se tenha grandes vantagens num modelo novo,alias o 737 continua a ser mais poupado que a familia 32x

Este novo max, o suposto 10, é para substituir os 757, e depois sim poderam começar a adaptar para substituir os 737

Isso do atras e na frente tem muito que se lhe diga, muitas empresas cancelam encomendas e outras encomendas nunca serão entregues como todo o mundo sabe e não saiem dos order books para não baixar o preço das acções

iastroleo

  • Mensagens: 33
Muito obrigado pelo esclarecimento, nunopinheiro :)

Cumprimentos

tareias77

  • Mensagens: 4721
Acusar o Nuno de fanatismo, Bruno? Acho que ele até foi bem explícito na sua análise. Por mais que se goste da Boeing, temos de reconhecer que a estratégia seguida não é a melhor. Não se trata de fanboys, trata-se da realidade.

nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
Admito ser um A famboy ;) mas procuro ser independente e racional na analise, até porque também gosto da Boeing, acho o B787 um belíssimo avião, e ate do 737 gosto.
Mas há que admitir que a B neste momento tem um portfólio de produtos comerciais cheios de problemas, e que boa parte desses problemas foram culpa da própria B noutros casos puro azar.

A Aribus tem a baleia como problema que talvez nunca vai resolver (mas ao menos a vasta maioria dos custos estão ou assumidos ou quase), e provavelmente dentro de 15-20 anos o que fazer no segmento A330. (lançar um A350 800?)

Bruno tenho muitas muitas duvidas que o novo 10 seja um substituto do 757, acho que a B tem de mudar a fuselagem para isso para ao menos receber contentores.
« Última modificação: 04 de Junho 2016, 20:23:16 por nunopinheiro »


Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
5 Respostas
1477 Visualizações
Última mensagem 27 de Março 2014, 17:09:12
por Spark
2 Respostas
1363 Visualizações
Última mensagem 04 de Julho 2014, 14:13:13
por Mariovieira
4 Respostas
1405 Visualizações
Última mensagem 08 de Julho 2014, 19:24:42
por ruialves
2 Respostas
743 Visualizações
Última mensagem 18 de Julho 2014, 00:48:26
por LEVI
48 Respostas
5588 Visualizações
Última mensagem 31 de Dezembro 2016, 15:37:28
por Airliner

Total 96+0=96 ms, db 0 ms, php 96 ms