Hawks

  • Mensagens: 1008
Sao os "emigrantes" do Norte na Madeira.  ;D

Eu sei que sou chato, mas notar que o foi dito aqui nao foi que eram 50% de ligaçoes em Lisboa, eram 50% de estrangeiros em ligaçao em Lisboa. Dou de barato que por "estrangeiros" se considera viagens iniciadas no estrangeiro, incluindo por portugueses. Mas mesmo asim ha que somar os madeirenses que voam via Lisboa para outros destinos para chegar à percentagem de ligacoes.

A comunidade madeirense no Reino Unido é relativamente expressiva, mas no resto da Europa é residual porque Alemanha, França, Suiça que foram grandes destinos de emigração de portugueses do continente não foram destinos tradicionais de emigração na Madeira. Onde eles estão "à séria" é Venezuela e África do Sul mas estes actualmente nem têm opção de voar via LIS (a não ser que façam multi-escalas). A maior parte dos madeirenses que conheço na Africa do Sul voava para a Amsterdão na KLM e depois para FNC na Transavia (havia uma opção que lhes dava protecção em casos de atrasos e cancelamentos como se fosse um bilhete corrido).

toto1100

  • Mensagens: 5697
Sim, sim. Mas independemente do tamanho que tiver, esses emigrantes originarios da Madeira devem estar incluidos nos "estrangeiros", dado que assumo que a TAP nao esteja a analisar a nacionalidade dos seus viajantes. Esses 50% de "estrangeiros" devem ser viagens iniciadas no estrangeiro, entre os quais portugueses que vivem no estrangeiro.
O que falta para se chegar ao numero de ligaçoes na rota sao as pessoas que vivem na Madeira e que viajam via Lisboa para outro sitio qualquer. E esses ainda hao-se ser algumas pessoas.
« Última modificação: 30 de Julho 2020, 11:41:00 por toto1100 »


sailorman

  • Mensagens: 146
Nuno, já vistes que o pessoal teria de se mudar para o Porto, Funchal, Faro......isso era muito complicado e muito difícil ou já não nos lembramos quando a administração alvitrou a ideia da manutenção ir para Beja foi um Deus nos acuda..... e eram os meros besuntas ... adora quando chega aos Drs.   isso é impensável porque muda o paradigma do negocio logo não é rentável. EHEHEHEHE

Porque raio havia de a TAP levar a manutençao para Beja? Que administraçao é que sugeriu isso? Ou foi algum politico?


Toto, se se lembrar imediatamente após a chegada da actual ADM houve intenção de tirar toda a estrutura da TAP para fora do "aeroporto" vendendo o imobiliário do reduto TAP libertando por sua vez espaço para a VINCI. Nesse projecto incluía a deslocalização da manutenção que obviamente iria cair em Beja.

Veja o Link.

https://www.jn.pt/economia/tap-vende-terrenos-junto-ao-aeroporto-4898994.html

toto1100

  • Mensagens: 5697
Se era disso que estavas a falar, acho que interpretaste mal isso...
Em lado nenhum dessa notícia fala em retirar a manutenção de Lisboa, a ideia era retirar os escritórios.
Esses terrenos são fora, embora juntos, do aeroporto. A manutenção (em hangares) é feita nas instalações dentro do aeroporto.
Essas oficinas fora do aeroporto provavelmente tanto podiam ser em Beja como em qualquer zona industrial de Norte a Sul do pais (nem tudo que esta relacionado com a aviaçao tem que estar junto a um aeroporto).

A TAP so teria interesse em tirar a manutenção do seu hub (so parte poderia sair, a mais pesada; alguma teria sempre que ficar em Lisboa) se lhe pagassem a mudança e lhes dessem uns subsídios jeitosos para a operação. Que senão esses 150 milhoes que fala na notícia com um bocado de sorte nem para pagar as novas instalações noutro sitio chegavam (so o hangar da HiFly em Beja custou 30 milhoes).
« Última modificação: 30 de Julho 2020, 13:11:48 por toto1100 »


Snip

  • Mensagens: 413
Querem mais uma "borla" ? A LH voa para Frankfurt e para Munique. Tudo bem que são muitos passageiros de várias ligações mas também não seria rentável apanhar esses passageiros que vinham de outras paragens? Imaginem alguem que vinha da europa do Leste e que tinha de ir SEMPRE a um grande HUB nao poderia apanhar um voo TAP em MUN ou FRA para FNC em vez de um LH? Ou um passageiro que venha de um destino que a TAP não cubra... Isto sou eu a ser CEO de bancada, mas também demonstra que a TAP poderia ela propria tentar "alimentar-se" das ligações dos outros e que se calhar até compensaria. Mas isto é bater no mesmo, HUB HUB HUB e o resto não importa.

Sei de passageiros que vêm da Africa do Sul para a Madeira que fazem a ligação via Zurich. Entre o passageiros em ligação "roubados" a outros e os normais de P2P a TAP não conseguiria encaixar algum dinheiro extra só com ? Afinal de contas, não é esta a receita que fazem para LIS? A diferença aqui seria que o "feeder" seria outra companhia
« Última modificação: 30 de Julho 2020, 13:10:14 por Snip »


AvGeekDiogo

  • Mensagens: 1107
  • LHR/EGLL
    • Instagram das minhas fotos de Plane Spotting
Esta operação do Grupo Ferpinta / Hotel Vila Baleira com a Sevenair é 'estranha'.

Voos de ida a 1 e regresso a 2, e novamente de ida a 15 e regresso a 16.
Mesmo para uma "operação de charme", um dia no Porto Santo parece-me pouco ...

No site da Sevenair de momento só dia 14 está disponível para marcar entre Cascais e Porto Santo. Preço €150.
No sentido inverso, dia 1 e 2 apenas disponível pelo mesmo preço.

Hawks

  • Mensagens: 1008
Citação
COVID-19: REABERTURA DO TURISMO NA MADEIRA EM JULHO "SUPEROU AS EXPECTATIVAS"

A reabertura da Madeira ao turismo em julho “superou as expectativas”, com a passagem de 46 mil viajantes, perspetivando-se uma oferta hoteleira de 84% até final de agosto, disse o secretário madeirense que tutela o setor.

“Podemos afirmar que o mês de julho correspondeu e superou as expectativas que nós tínhamos no momento de reabertura, após todo este encerramento causado pela pandemia da covid”, afirmou Eduardo Jesus à agência Lusa.

O governante apontou que a região registou um “bom movimento”, “com mais de 46 mil passageiros entrados e saídos e com um saldo positivo acentuado daqueles que [lá] ficaram”.

Ao nível do setor hoteleiro do arquipélago, ainda “há algumas unidades que se preparam para abrir, outras que têm já o compromisso assumido de abrir no mês de agosto”, mas “72% de toda a oferta regional de hotelaria e turismo em espaço rural está a funcionar”.

Segundo Eduardo Jesus, perspetiva-se que “outros 12% devem abrir em agosto, o que significa que, até final de agosto, se terá 84% da oferta da Madeira aberta e a funcionar”.

O governante complementou que se “prevê a abertura em setembro e em outubro” de outros estabelecimento hoteleiros, apontando que “cerca de 10 não têm data prevista para abrir porque optaram por fazer obras ou outras decisões que não têm diretamente a ver com o reinicio da atividade”.

A Madeira, considerou o secretário regional, foi “fortemente penalizada” pelo facto de os destinos de origem olharem para “dados nacionais, de forma integrada, e não terem feito as distinções das regiões do país”.

“Como a situação nacional não é comparável com a regional, essa assunção da informação penalizou-nos bastante e nós fomos limitados no que diz respeito à vinda de turistas de boas origens que habitualmente nos dão um fluxo bastante grande”, argumentou.

Para minimizar este efeito, foram promovidas pela Madeira mais de 80 diligências junto dos governos dos mercados emissores, “através da diplomacia, para esclarecer e informar qual a situação epidemiológica de facto da Região Autónoma da Madeira”.

Eduardo Jesus realçou que o objetivo é “passar a imagem de que a Madeira é um destino seguro e tem tomado medidas para garantir que essa segurança seja vivida, seja oferecida a quem visita e seja uma importante motivação para aqueles que trabalham na região, ganhando confiança com toda esta reabertura”.

O governante considerou ainda que “o grande desafio foi vencer necessariamente as dificuldades que se colocam ao medo que se instalou nas pessoas - de viajar - e restaurar a confiança foi o grande desígnio”.

No seu entender, “a Madeira fez um grande trabalho, não só com a imagem forte que tem hoje do controlo da pandemia, sendo a única região portuguesa que não regista qualquer óbito”.

Numa primeira fase, antes da reabertura, o arquipélago “tinha 90 casos registados e apenas um ou dois casos ativos”. Após a normalização do aeroporto, “apenas soma mais 10 casos positivos”, o que revela bem que as medidas implementadas estão a surtir efeito”.

A Madeira, indicou, foi “a primeira região turística do país a implementar o manual de boas práticas, a iniciar um processo de certificação de segurança sanitária de todo o destino”.

Além disso, foi “pioneira num conjunto de medidas”, como a triagem à chegada aos aeroportos.

“Toda esta operação vem agora culminar com a decisão da utilização das máscaras nos espaços públicos”, medida que entra em vigor às 00:00 de sábado.

“Faz com que a Madeira se posicione como destino seguro, não porque queremos ou dizemos, mas porque tomamos medidas e as usamos para consolidar essa segurança que se impõe neste momento”, concluiu.

In JM-Madeira
« Última modificação: 31 de Julho 2020, 12:55:04 por Hawks »


Hawks

  • Mensagens: 1008
Citação
AEROPORTO DA MADEIRA PASSA DE 60 PARA 140 FREQUÊNCIAS EM AGOSTO

O movimento no Aeroporto da Madeira vai aumentar de 60 frequências semanais efetuadas em julho para 140 em agosto, entre partidas e chegadas, evidenciando que “a retoma está a acontecer”, disse o secretário do Turismo do arquipélago.

“O movimento aeroportuário satisfaz e há perspetiva para um mês de agosto de crescimento acentuado. De julho para agosto vamos passar de 60 frequências semanais para 140”, afirmou Eduardo Jesus à agência Lusa.

Para o governante madeirense, a situação evidencia que “a retoma se está a fazer lenta, mas de uma forma consolidada”, sendo este “o grande objetivo” do executivo, coligação PSD/CDS, liderado pelo social-democrata Miguel Albuquerque.

“Sim, a retoma já aconteceu, está a acontecer”, sublinhou.

Em termos da nacionalidade dos visitante, há “portugueses e muitos estrangeiros, acima de tudo oriundos de vários países europeus, apesar de terem chegado à Madeira cidadãos dos Estados Unidos”.

As companhias aéreas retomaram a linha da Madeira, numa primeira fase, com um número menor de frequências, mas há perspetivas de crescimento das ligações já para o mês de agosto, com a TAP, a easyjet, a Transavia, a Binter, a Sata, a Edelweiss Air, a Jet Air Fly, a Tui Fly, a Jet.2 - que “é grande novidade para o início do mês de agosto” -, a Smartwings, a Lufthansa ou a Bristish Airways.

“É uma variedade bastante grande de companhias que já conhecem o destino e que nos unem a países e origens importantes”, realçou.

O governante destacou, nesta retoma, as ligações da Madeira com Lisboa e Porto, Paris, Amesterdão, Ponta Delgada - que faz a ligação também com os Estados Unidos -, Canárias, Bruxelas, Zurique, Frankfurt, Dusseldorf, Londres, Praga e vários áreas britânicas, como Manchester, Glasgow, Leeds, Edimburgo e East Midlands.

Esta programação, acrescentou, visa “retomar ligações, a retomar frequências, a continuar com parcerias antiga, no sentido de manter essas companhias, apoiá-las e fazer com que esta retoma vá ganhando cada vez mais fôlego”.

O objetivo é que a operação se possa “traduzir num maior número de pessoas a visitar a Região Autónoma da Madeira”.

Eduardo Jesus destacou “as diligências que foram feitas e negociações em curso para fomentar a vinda de turistas com os operadores turísticos”, através da Associação de Promoção da Madeira (APM), num “papel muito ativo com reuniões e encontros permanentes com operadores, companhias aéreas”.

“A APM tem estado perto de todas as oportunidades que se perspetivam para a Madeira, onde também se fechou uma grande operação para o Porto Santo com os quatro maiores operadores nacionais”, referiu.

Nesta ilha, em 20 de julho teve início “uma operação importante” que envolve os operadores nacionais (a Abreu, a Sonhando, a Solferias e a Soltropicos) e dura até 21 de setembro, envolvendo cerca de 3.300 passageiros.

“Além de outras operações que estamos a apoiar e cativar para o Porto Santo, esta é grande operação que se conseguiu fechar numa batalha continuada no tempo, que mostrou empenho e vontade de todos”, afirmou.

JM-Madeira

Hawks

  • Mensagens: 1008
25 chegadas previstas para FNC amanhã, das quais 12 de origem internacional (9 do Reino Unido). Há 5 "segundas-feiras atrás" tivemos 2 voos.

Imagino que os voos venham com ocupações baixas,  ainda assim tendo em conta que o máximo de amostras processadas num só dia no aeroporto tenha sido de 860 (e mesmo tendo em conta que as autoridades tenham dito que há margem para mais) vai ser necessário muita elasticidade para dar vazão a todos os voos.

Hawks

  • Mensagens: 1008
CGN-PXO Eurowings

Era para começar a 9 de Maio, tinha sido dada como anulada devido à pandemia, voltou a ser confirmada/disponível para reserva para Setembro e Outubro (8 operações). É uma operação importante para a economia local.

Voltou a ser cancelada o que é uma má notícia para PXO que neste momento não tem ligações internacionais programadas até ao final do ano.

Franmed

  • Mensagens: 1404
CGN-PXO Eurowings

Era para começar a 9 de Maio, tinha sido dada como anulada devido à pandemia, voltou a ser confirmada/disponível para reserva para Setembro e Outubro (8 operações). É uma operação importante para a economia local.

Voltou a ser cancelada o que é uma má notícia para PXO que neste momento não tem ligações internacionais programadas até ao final do ano.

Hmmm

Não têm a Dinamarca ?

Hawks

  • Mensagens: 1008
CGN-PXO Eurowings

Era para começar a 9 de Maio, tinha sido dada como anulada devido à pandemia, voltou a ser confirmada/disponível para reserva para Setembro e Outubro (8 operações). É uma operação importante para a economia local.

Voltou a ser cancelada o que é uma má notícia para PXO que neste momento não tem ligações internacionais programadas até ao final do ano.

Hmmm

Não têm a Dinamarca ?

Tens razão. A operação tinha saído do sistema porque a Dinamarca tinha colocado Portugal "no vermelho" mas com a atualização dos corredores aéreos a 30 de Julho voltou a ficar disponível. Voos semanais a partir de 13 de Setembro operados pela Atlantic Airways.

Hawks

  • Mensagens: 1008
CHARTERS PARA O PORTO SANTO ESTÃO QUASE ESGOTADOS, DIRECTOR-GERAL DA SONHANDO

A recente visita do Presidente da República à ilha de Porto Santo só não ajudou à venda dos charters para o destino, porque já restavam poucos lugares, disse ao PressTUR o director-geral do operador Sonhando que, segundo avançou, já conta quase mil turistas nos seus voos de Lisboa e do Porto para o destino, em Airbus A320 da SATA com 165 lugares.


PressTUR: A recente visita do Presidente da República à ilha de Porto Santo ajudou às vendas dos charters para o destino?

José Manuel Antunes: À venda propriamente não, porque felizmente já está praticamente tudo vendido, há muito poucos lugares para vender até 21 de Setembro. Mas no prestígio do destino, claro que sim, e nós temos mais vida pela frente. Ele fez uma boa propaganda do destino. Para nós teria sido melhor para se tivesse sido há um mês atrás, mas há um mês também não estavam lá os turistas.

 

PressTUR: Em todo o caso...

José Manuel Antunes: Foi bom. Ele parece que gostou e fez sempre grandes elogios a Porto Santo, o que é importante para o prestígio do destino e para a sua continuidade.

No caso da Sonhando, já há sete anos consecutivos que promovemos o destino e até com aviões bem maiores do que este ano e seguramente que em 2021 voltaremos e até com uma operação bem mais forte, porque Porto Santo é efectivamente um excelente destino.

 

PressTUR: E equacionam reforçar ainda este ano a oferta para o Porto Santo?

José Manuel Antunes: Já não. Estamos a 10 de Agosto, nós começamos há quatro semanas e agora era muito difícil operacionalizar um reforço por duas a três semanas. Já não fazia sentido do ponto de vista operacional, porque um empty leg (voo em vazio que acontece no regresso do aparelho da primeira partida e também na ida para ir buscar os últimos turistas) tem um peso muito grande no preço final. Aliás, nós tínhamos inicialmente previsto um empty leg para 19 voos, que é o que normalmente fazemos, mas vamos fazer só 11. Em cima disso fazer uma operação de quatro ou cinco era um peso muito grande do empty leg no preço final ao público.

 

PressTUR: E foi uma surpresa nestas altura da operação já estarem com as partidas quase todas vendidas?

José Manuel Antunes: Sim, posso dizer que sim, que talvez pensássemos que fosse mais penoso vender a totalidade dos lugares, até porque [a venda] começou relativamente lenta e tem havido vários problemas e hesitações no que diz respeito aos testes de covid, com as localizações dos laboratórios que são patrocinados pelo Governo Regional da Madeira. Essa, aliás, tem sido a maior perturbação que temos tido do ponto de vista operacional, porque a maior parte dos laboratórios designados pelo Governo Regional tem pouca capacidade, nomeadamente na Grande Lisboa e no Grande Porto. Isso tem-nos criado alguns constrangimentos e alterações, mas temos conseguido resolver tudo. Nós e os outros operadores, é bom que se diga, porque temos tido uma acção comum e toda a gente tem feito o teste, senão nesses laboratórios, noutros, alguns mesmo a expensas nossas.

 
PressTUR: E qual o balanço?

José Manuel Antunes: A operação está a correr lindamente. Não houve até agora qualquer reclamação. Hoje foi a quarta partida, o que quer dizer que já levamos cerca de mil pessoas de Lisboa e do Porto e tem corrido tudo lindamente, quer com o alojamento e estadias, quer com os transferes, na chegada lá com os testes, etc. Não tivemos até agora o mínimo percalço e acredito que esta operação vai ser a operação modelo da retoma depois da covid-19.

in presstur.com

Snip

  • Mensagens: 413

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
6 Respostas
4414 Visualizações
Última mensagem 02 de Novembro 2017, 11:56:46
por ClearedForTakeOff
1 Respostas
1457 Visualizações
Última mensagem 08 de Março 2014, 18:43:39
por gmoreira
20 Respostas
5437 Visualizações
Última mensagem 27 de Setembro 2018, 22:21:06
por Hawks
0 Respostas
1167 Visualizações
Última mensagem 04 de Março 2015, 13:06:13
por Mariovieira
181 Respostas
26073 Visualizações
Última mensagem 05 de Agosto 2017, 17:45:11
por Rafael6

Total 101+0=101 ms, db 0 ms, php 101 ms