PL47

  • Mensagens: 3
Olá a todos,

Para executar o meu trabalho necessito me deslocar de avião regularmente.
Sempre tive prazer e nunca tive nenhum receio em voar. Numa deslocação a Turquia apanhei uma Turbulência bastante forte e senti-me impotente.
Desde então sinto-me ansioso e por vezes um pouco desconfortável em certas viagens, tenho receio que corra mal.

Alguém tem alguma forma ou ideia de como poder ultrapassar a situação?

Muito obrigado.

Spark

  • Mensagens: 6082
    • Atualmente, os veículos da internet são apenas 2: o hypetrain e o hatewagon. All aboard!!!
Xanax 1mg costuma funcionar...

PL47

  • Mensagens: 3
As vezes sim, outras nem tanto infelizmente.

Filipe

  • Mensagens: 153
« Última modificação: 23 de Outubro 2016, 02:28:42 por Filipe »


N748RA

Caro PL47,

isto não é nenhuma solução médica nem garanto que resulte, mas vamos pôr as coisas nestes termos: A atmosfera é como um copo de sumo de laranja, tem líquido, tem polpa, pode ter um caroço ou outro.....resumidamente não é absolutamente homogénea.

Por isso o avião comporta-se forma diferente e tem oscilações quando passa dos bocadinhos de gomo de laranja para o líquido, ou quando encontra um caroço. No entanto os aviões são construídos a pensar em todos estes factores e os profissionais lá à frente são treinados para lidar com essas situações. Sim, em casos de turbulência extrema aquilo pode dar um salto e alguém bater com a cabeça na bagageira e aleijar-se, mas o avião não vai cair por isso, enquanto houver ar a passar na asa ele vai voar! E acredite que mesmo com a turbulência toda do mundo, o que não falta lá em cima a 900km/h é ar a passar pelas asas :D

Cinto SEMPRE apertado quando estiver sentado (independentemente do sinal de cintos estar ligado ou não), música nos ouvidos e "tá a andar de mota"!

Bons voos ;)
« Última modificação: 23 de Outubro 2016, 03:38:13 por N748RA »


Vbastos

  • Mensagens: 31
Best answer award goes to : N748RA

PL47

  • Mensagens: 3
Caro PL47,

isto não é nenhuma solução médica nem garanto que resulte, mas vamos pôr as coisas nestes termos: A atmosfera é como um copo de sumo de laranja, tem líquido, tem polpa, pode ter um caroço ou outro.....resumidamente não é absolutamente homogénea.

Por isso o avião comporta-se forma diferente e tem oscilações quando passa dos bocadinhos de gomo de laranja para o líquido, ou quando encontra um caroço. No entanto os aviões são construídos a pensar em todos estes factores e os profissionais lá à frente são treinados para lidar com essas situações. Sim, em casos de turbulência extrema aquilo pode dar um salto e alguém bater com a cabeça na bagageira e aleijar-se, mas o avião não vai cair por isso, enquanto houver ar a passar na asa ele vai voar! E acredite que mesmo com a turbulência toda do mundo, o que não falta lá em cima a 900km/h é ar a passar pelas asas :D

Cinto SEMPRE apertado quando estiver sentado (independentemente do sinal de cintos estar ligado ou não), música nos ouvidos e "tá a andar de mota"!

Bons voos ;)

Antes de mais obrigado a todos pelas respostas já obtidas. Sim eu sei que o ar é um fluido e então é como se o avião estivesse a navegar no mar e vai ao sabor das ondas.
Tenho sempre cinto apertado, não vá apanhar turbulência inesperada.
No entanto a sensação de desconforto é grande e estava a tentar ouvir opiniões ou até conselhos de pilotos, visto ser um forum de aviação.
Regularmente chego aos 60 voos anuais e então é pensar que as coisas vão correr sempre bem e como foi só uma vez tentar esquecer o assunto.

Obrigado

Filipe

  • Mensagens: 153
Não existem soluções mágicas, no entanto penso que o primeiro passo a seguir é o da informação.
Se você verificar dados estatísticos, se tiver conhecimento técnico e científico sólido em relação a turbulência que lhe permita de forma racional concluir que é seguro, então será mais fácil ultrapassar essa situação

nunopinheiro

  • Mensagens: 6526
Facil abra a pagina do Flightradar24 repare na quantidade de aviõesinhos no ar a cada minuto depois repare que raramente há problemas, e que estatisticamente esta mais seguro no avião do que no carro que o levou até ao aeroporto.
Depois vá ver uns vídeos dos testes de stress feitos as asas dos aviões   


« Última modificação: 14 de Dezembro 2016, 18:56:21 por nunopinheiro »


VNE

  • Mensagens: 1446
Meu caro, eu sei o que isso é, acredita!

Depois de um aterragem de emergência em Caracas antecedida de turbulência violenta, na placa estavam ainda dois B 747 da Ibéria e Alitalia com mais ambulâncias à volta do que passageiros (passe o exagero). O problema não foi só connosco, pensei.

Regressar a Lisboa foi um martírio, voo noturno sem pregar olho e cheio de medo sempre que o som do WC tocava...

Depois de chegar a Lisboa, dois anos sem por o rabo num avião, só de os ver lá em cima metia nervos!

Até que um dia um amigo, comandante da TAP, soube do meu "real cagaço" e decidiu-se a tirar-me a cisma, falou-me da mecânica, dos testes de segurança, das certificações e levou-me às oficinas da TAP na Portela, escusado será dizer que adorei, afinal os aviões são "humanos".

Ensinou-me que o primeiro segredo é saber melhor como funciona um avião e reconhecer os ruídos para não ter medo sempre que se recolhem os flaps à descolagem, ou quando uma bomba hidráulica é acionada para ganhar pressão e não estranhar o barulho sempre que se fecha a porta de carga.

Depois é apreciar a turbulência, os pilotos até gostam. Pilotar é fixe, mas chega a ser uma seca, um pouco de turbulência até é porreiro.

Para um avião cair com turbulência é preciso uma tempestade perfeita. E isso não existe  ;D ;D

Depois faz como ele me sugeriu, compra a Airliner World, a Flyer, a Flying, a Avion Revue e a versão brasileira e todas as revistas que queiras (até a Sirius e o Takeoff). Ao fim de uns meses já consegues distinguir com um simples olhar as várias versões dos B737, família A320 e por aí fora. Mas vais também ler muitos textos sobre segurança e sobre o próprio voo em si.

O pior que te pode acontecer é gostares mesmo do tema e meteres na cabeça que até tu podes ser piloto, vais a uma escola, inscreves-te e acabas piloto.

Se acontecer assim contigo deixarei de ser o único que adora pilotar e que antes se borrava de medo dos aviões.

Já alguém disse que só temos medo do que não conhecemos.

Abraço e bons voos.
« Última modificação: 14 de Dezembro 2016, 22:03:09 por VNE »


zema

  • Mensagens: 648
adoro voar, incluindo toda a parafernalia de andar de aeroporto em aeroporto, mas no takeoff nunca me sinto confortável. por duas razoes, no momento em que levanta é quando eu deixo de controlar, (em terra tenho sempre a opção de desistir, portanto nunca estou relaxado quando estamos a espera de autorização para levantar)

e depois no takeoff porque me falaram no ponto de nao retorno, isso assinta-me, que corra algo mal na subida e nao se possa fazer nada.

depois de estabilizar sem problema, curiosamente aterrar (que talvez seja a fase mais critica do voo) nao me causa nenhum nervosismo

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Aviso: este tópico não tem nenhuma mensagem nova há, pelo menos, 90 dias.
A não ser que tenha a certeza que quer responder, por favor, considere a hipótese de criar um novo tópico.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
3 Respostas
1272 Visualizações
Última mensagem 14 de Abril 2014, 14:47:39
por Mariovieira
0 Respostas
1264 Visualizações
Última mensagem 26 de Junho 2014, 12:06:31
por aerointeressado
6 Respostas
1174 Visualizações
Última mensagem 24 de Agosto 2015, 19:18:03
por david1990
2 Respostas
1872 Visualizações
Última mensagem 04 de Julho 2014, 14:13:13
por Mariovieira
35 Respostas
6910 Visualizações
Última mensagem 28 de Outubro 2014, 20:32:13
por jopeg

Total 76+0=76 ms, db 0 ms, php 76 ms