Franmed

  • Mensagens: 980
Como em todas as companhias aéreas mundiais inclusive a Emirates. Mas manfred você não sabe o que é monopólio e a sua noção do assunto está a mudar paulatinamente a medida que escreve. E retiro me da conversa porque o manfred pensa que está esclarecido sobre matérias que claramente me parece que não domina. Cumprimentos

Fugir com o rabo à seringa

E já agora é Franmed e não Manfred.....

Volto a perguntar, quais são as rotas mais rentáveis da TAP ? São ou não são as transat ?

CS-TTK

  • Moderador
  • Mensagens: 1404
Quantas companhias trabalham o longo curso em Dublin ou Estocolmo em comparação com Lisboa ?

O ter mais companhias a operar num aeroporto não significa necessariamente ter mais concorrência.. Estocolmo tem muito mais companhias mas muitos mais destinos de longo curso e não tem mais do que duas companhias a operar a mesma rota, no melhor dos casos...
 No meu ponto de vista, no caso de lisboa a única concorrência à TAP em rota directa que podia haver mas não há seria a TAM a operar GRU-LIS ou GIG-LIS... de concorrência indirecta nem se fala, basta 50 minutos de voo ate madrid e tem uma imensidão de oferta em longo que supera a da TAP (excepto algumas rotas brasileiras...)

Franmed

  • Mensagens: 980
Quantas companhias trabalham o longo curso em Dublin ou Estocolmo em comparação com Lisboa ?

O ter mais companhias a operar num aeroporto não significa necessariamente ter mais concorrência.. Estocolmo tem muito mais companhias mas muitos mais destinos de longo curso e não tem mais do que duas companhias a operar a mesma rota, no melhor dos casos...
 No meu ponto de vista, no caso de lisboa a única concorrência à TAP em rota directa que podia haver mas não há seria a TAM a operar GRU-LIS ou GIG-LIS... de concorrência indirecta nem se fala, basta 50 minutos de voo ate madrid e tem uma imensidão de oferta em longo que supera a da TAP (excepto algumas rotas brasileiras...)

A concorrência existe quando a oferta é significativa e existe interesse em ter volume de passageiro.. A Ryanair provavelmente teria mais lucro em determinadas rotas se reduzissem a oferta. Mas tal baixaria o volume de passageiros tão importantes na negociação de contratos.

Veja-se o exemplo da rota Dublin/Porto em que a Ryanair nunca aumentou a oferta, apesar de voos cheios a altos preços.....

Bastou a Aer Lingus entrar e aumentaram logo. É isso que é concorrência.

Alguém acredita que se a Norwegian entrasse amanhã a fazer LIS/MIAMI a TAP aumentaria frequências ?

Capitão do Fim

  • Mensagens: 226
Volto a perguntar: Consegue concretizar?

nunopinheiro

  • Mensagens: 4064
Salvo erro o franmed refere-se ao longo curso a partir de Portugal, o Franmed acredita no potencial para hub longo curso nos  Açores.

Eu pessoalmente não vejo isso, até por acreditar cada vez mais em ponto mesmo entre os dois lados do lago, mas...
« Última modificação: 17 de Dezembro 2016, 23:57:46 por nunopinheiro »


Airliner

  • Mensagens: 899
A TAP apostou em PDL supostamente para retirar passageiros à Azores Airlines nos voos para os Estados Unidos. O que acontece é que a maioria que voa nesta altura do ano para estes destinos, são pessoas com idades acima de 50 anos. É um tipo de cliente que se for preciso paga mais 200/300 dólares, mas têm e querem vir em voos diretos para as suas ilhas (São Miguel ou Terceira, que são as ilhas com voos para Boston). Pelo que sei, a frequência do final da manhã de Lisboa até nem corre mal. A questão é a da noite, onde o voo da TAP chega às 23:20, o da S4 às 23:15, com o avião da Ryanair vindo de Lisboa acabado de chegar há menos de 30 minutos. Chama-se a isso falta de noção. Para além de isto tirar hipótese aos passageiros das outras ilhas voarem neste horário (teriam que pernoitar e raramente opta-se por esta hipótese nas ilhas), nunca um mercado tão verde consegue dinamizar mais de 450 lugares em menos de uma hora em pleno inverno. Em relação à Azores Airlines, ainda se vai aguentando porque há muitos passageiros da Terceira e outras ilhas a voarem em voos de Lisboa para os Açores via PDL por haver uma diferença enorme de preços. Vejo sempre que as frequências que saem de Lisboa até ao final da tarde, registam boas ocupações.

Franmed

  • Mensagens: 980
A TAP apostou em PDL supostamente para retirar passageiros à Azores Airlines nos voos para os Estados Unidos. O que acontece é que a maioria que voa nesta altura do ano para estes destinos, são pessoas com idades acima de 50 anos. É um tipo de cliente que se for preciso paga mais 200/300 dólares, mas têm e querem vir em voos diretos para as suas ilhas (São Miguel ou Terceira, que são as ilhas com voos para Boston). Pelo que sei, a frequência do final da manhã de Lisboa até nem corre mal. A questão é a da noite, onde o voo da TAP chega às 23:20, o da S4 às 23:15, com o avião da Ryanair vindo de Lisboa acabado de chegar há menos de 30 minutos. Chama-se a isso falta de noção. Para além de isto tirar hipótese aos passageiros das outras ilhas voarem neste horário (teriam que pernoitar e raramente opta-se por esta hipótese nas ilhas), nunca um mercado tão verde consegue dinamizar mais de 450 lugares em menos de uma hora em pleno inverno. Em relação à Azores Airlines, ainda se vai aguentando porque há muitos passageiros da Terceira e outras ilhas a voarem em voos de Lisboa para os Açores via PDL por haver uma diferença enorme de preços. Vejo sempre que as frequências que saem de Lisboa até ao final da tarde, registam boas ocupações.

A questão vai muito para além disso. Existem muitos pormenores estranhos

Um exemplo é o codeshare dessa rota que é feito apenas com a SATA.  Uma vez perguntei e ninguém respondeu. Porque é que as rotas da TAP para os Açores não entram nos acordos de codeshare que a TAP efetua ?

A Azul é um dos exemplos

http://www.publituris.pt/2016/08/05/243935/

"Com a operação exclusiva e sem escalas da Azul entre São Paulo (Campinas) e Lisboa, a companhia oferece aos clientes convenientes conexões para o Porto, Faro e Funchal por meio da capital portuguesa e dos voos da TAP (confira abaixo os horários das ligações da Azul entre Brasil e Portugal)"

Airliner

  • Mensagens: 899
A TAP apostou em PDL supostamente para retirar passageiros à Azores Airlines nos voos para os Estados Unidos. O que acontece é que a maioria que voa nesta altura do ano para estes destinos, são pessoas com idades acima de 50 anos. É um tipo de cliente que se for preciso paga mais 200/300 dólares, mas têm e querem vir em voos diretos para as suas ilhas (São Miguel ou Terceira, que são as ilhas com voos para Boston). Pelo que sei, a frequência do final da manhã de Lisboa até nem corre mal. A questão é a da noite, onde o voo da TAP chega às 23:20, o da S4 às 23:15, com o avião da Ryanair vindo de Lisboa acabado de chegar há menos de 30 minutos. Chama-se a isso falta de noção. Para além de isto tirar hipótese aos passageiros das outras ilhas voarem neste horário (teriam que pernoitar e raramente opta-se por esta hipótese nas ilhas), nunca um mercado tão verde consegue dinamizar mais de 450 lugares em menos de uma hora em pleno inverno. Em relação à Azores Airlines, ainda se vai aguentando porque há muitos passageiros da Terceira e outras ilhas a voarem em voos de Lisboa para os Açores via PDL por haver uma diferença enorme de preços. Vejo sempre que as frequências que saem de Lisboa até ao final da tarde, registam boas ocupações.

A questão vai muito para além disso. Existem muitos pormenores estranhos

Um exemplo é o codeshare dessa rota que é feito apenas com a SATA.  Uma vez perguntei e ninguém respondeu. Porque é que as rotas da TAP para os Açores não entram nos acordos de codeshare que a TAP efetua ?

A Azul é um dos exemplos

http://www.publituris.pt/2016/08/05/243935/

"Com a operação exclusiva e sem escalas da Azul entre São Paulo (Campinas) e Lisboa, a companhia oferece aos clientes convenientes conexões para o Porto, Faro e Funchal por meio da capital portuguesa e dos voos da TAP (confira abaixo os horários das ligações da Azul entre Brasil e Portugal)"
A única companhia que tem acordos de code-share para além da Sata nos voos para os Açores é a Ethiad com um acordo estabelecido para a rota da Terceira.

toto1100

  • Mensagens: 3686
Como em todas as companhias aéreas mundiais inclusive a Emirates. Mas manfred você não sabe o que é monopólio e a sua noção do assunto está a mudar paulatinamente a medida que escreve. E retiro me da conversa porque o manfred pensa que está esclarecido sobre matérias que claramente me parece que não domina. Cumprimentos

Fugir com o rabo à seringa

E já agora é Franmed e não Manfred.....

Volto a perguntar, quais são as rotas mais rentáveis da TAP ? São ou não são as transat ?

Até gostava de saber que companhia europeia nao low cost ė que nao tira a grande grande maioria dos seus proveitos dos voos de longo curso. Gostava de saber uma que fosse. (Se quisermos ir mais longe, ha muito boa gente que ate acha que os voos intra-europeus dao regra geral prejuizo as companhias nao low cost e só existem porque é necessario alimentar o longo curso)

E nao, la porque és dos Açores nao quer dizer que saibas o que é um monopolio. Nos Açores efetivamente havia monopolio. Para o brasil e pra África so nao ha mais voos porque muitas outras companhias nao querem. A TAP aproveitar ter um bons proveitos nessa aerea nao quer dizer que haja um monopolio.

CS-TTK

  • Moderador
  • Mensagens: 1404
Quantas companhias trabalham o longo curso em Dublin ou Estocolmo em comparação com Lisboa ?

O ter mais companhias a operar num aeroporto não significa necessariamente ter mais concorrência.. Estocolmo tem muito mais companhias mas muitos mais destinos de longo curso e não tem mais do que duas companhias a operar a mesma rota, no melhor dos casos...
 No meu ponto de vista, no caso de lisboa a única concorrência à TAP em rota directa que podia haver mas não há seria a TAM a operar GRU-LIS ou GIG-LIS... de concorrência indirecta nem se fala, basta 50 minutos de voo ate madrid e tem uma imensidão de oferta em longo que supera a da TAP (excepto algumas rotas brasileiras...)

A concorrência existe quando a oferta é significativa e existe interesse em ter volume de passageiro.. A Ryanair provavelmente teria mais lucro em determinadas rotas se reduzissem a oferta. Mas tal baixaria o volume de passageiros tão importantes na negociação de contratos.

Veja-se o exemplo da rota Dublin/Porto em que a Ryanair nunca aumentou a oferta, apesar de voos cheios a altos preços.....

Bastou a Aer Lingus entrar e aumentaram logo. É isso que é concorrência.

Alguém acredita que se a Norwegian entrasse amanhã a fazer LIS/MIAMI a TAP aumentaria frequências ?

Exactamente:
-uma companhia a operar a rota -> monopólio.
-mais do que uma companhia a operar a rota e preços baixam -> concorrência
-mais do que uma companhia a operar a rota e preços não biaxam (por exemplo LIS-FNC) -> especificidades do mercado

PS: esta discussão até está interessante embora esteja completamente off-topic. Se a moderação entender adequado sugiro criar um novo tópico e mover os ultimos posts para lá que será mais benefico para a discussao do que terminar esta discussão por estar em off topic ;)

toto1100

  • Mensagens: 3686
Haver so uma companhia a efetuar uma rota nao quer dizer que haja monopolio. Monopolio é quando não ha concorrência e ha condições no mercado que o impedem - tipo so uma companha ter direito a operar, a companhia que a opera estar a operar com praticas desleais (dumping, etc.). So haver uma companhia a fazer Porto-Faro nao quer dizer que haja um monopolio. Ha dezenas de companhias na Europa que podiam operar a rota se quisessem.

 E alias hoje em dia ate ha pouquissimas rotas em que isso é verdade, pois com ligações qualquer rota tem concorrencia. Estando a falar do longo curso ainda mais, pois se num voo de 2 horas fazer uma ligação se pode dizer que isso não é grande opção,  num de 6-16 horas ja muito pouco gente nao coloca essa possibilidade.

Flyz

  • Mensagens: 1203
Ps:a tap e launch custumer do a330-neo, sabia que por cada semana de atraso e ou especificaçoes não cumpridas existem avultadas multas em favor do cliente??(estamos a falar em milhoes...)

Airliner

  • Mensagens: 899
O TP1867 de ontem à noite registou uma ocupação muito abaixo daquilo que é normal se fazer em pleno período natalício. Creio que não tenha chegado aos 60/65%.

Franmed

  • Mensagens: 980
Volto a referir....A TAP não está a usar toda a sua rede nessas rotas... nem promoção, nem publicidade..

Veja-se o que se passa em BOS, onde a TAP está a alocar recursos, codeshares e promoção

Junho16

BOS-LIS (S4) - 72.9%
BOS-LIS (TP) - 91.0%
BOS-TER (S4) - 59.1%

Boston-Terceira bastante mau para Junho

Airliner

  • Mensagens: 899
Volto a referir....A TAP não está a usar toda a sua rede nessas rotas... nem promoção, nem publicidade..

Veja-se o que se passa em BOS, onde a TAP está a alocar recursos, codeshares e promoção

Junho16

BOS-LIS (S4) - 72.9%
BOS-LIS (TP) - 91.0%
BOS-TER (S4) - 59.1%

Boston-Terceira bastante mau para Junho
A TAP só se preocupará quando as rotas no verão darem mau resultado. Agora, quando a Terceira ficou três meses consecutivos com valores semanais constantes acima dos 95%... Ponta Delgada não foi tanto assim, mas mesmo assim dá que pensar.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
7 Respostas
927 Visualizações
Última mensagem 17 de Junho 2015, 01:10:18
por Spark
1 Respostas
1763 Visualizações
Última mensagem 18 de Agosto 2016, 11:18:36
por Cecília
204 Respostas
25068 Visualizações
Última mensagem 20 de Fevereiro 2018, 00:00:08
por jopeg
TAP 2018 (números e ocupações)

Iniciado por jopeg « 1 2 ... 7 8 » TAP

112 Respostas
14572 Visualizações
Última mensagem 06 de Julho 2019, 11:00:12
por FLopes
8 Respostas
1171 Visualizações
Última mensagem 20 de Janeiro 2019, 22:07:13
por Franmed

Total 142+1=143 ms, db 0 ms, php 143 ms