toto1100

  • Mensagens: 3921
Ja tivemos o vende menos, depois meti outros modelos na equação e o vender menos já não conta, o que conta é o backlog

Oi?!?! Isso nao faz sentido nenhum. O numero de vendas naturalmente esta refletido no backlog. Sao exatamente a mesma coisa.

92rc

  • Mensagens: 84
92rc, isso seria mais o B787-8,9 ou vá o Airbus 350-900, os maiores estão mais vocacionados para linhas congestionadas onde é possível encher os meninos, tenho dulvidas que o A350-2000 saia do papel. (Devemos saber em breve em Paris)
Os wide bodies sofrem de algumas ineficiências por motivo da relação assento/isle ser sempre inferior a dos nb's, os novos materiais e motores permitiram que fosse possível esticar estes de forma a poder melhorar o custo teórico por assento. Portanto é natural que eles cresçam e que as companhias colocadas entre dois modelos de custo quase igual optem pelo maior, mesmo que sacrificando range.
Nuno, concordo que, num contexto atual, talvez o 777x ou um A350-2000 sejam "avião a mais" para a maioria das rotas. Mas duvido que eles não tenham um papel no futuro da aviação. É um mercado em franca expansão, um meio de transporte cada vez mais acessível, serão cada vez mais e mais pessoas a andar de avião de um lado para o outro. A tendência é que seja cada vez mais fácil encher meninos destes e quem sabe um A380.

toto1100

  • Mensagens: 3921
O que os ultimos 15 anos têm mostrado é que os avioes gigantescos nao sao um mercado em expansao. Sao a unica area onde todas as previsoes têm falhado.

O mercado dos WB em geral nos proximos 5-10 preve-se que esteja bastante deprimido, pois estao a começar a aparecer imensos 777 a sair de leasing a preços de saldo e a tendencia é para haver mais.

Infelizmente para as construtoras (porque as margens de lucro sao muito menores), o que bomba sao os NB.

92rc

  • Mensagens: 84
A esses 777 a sair de leasing podemos juntar os primeiros A380, creio que a singapore mais ano menos ano termina o leasing dos primeiros, vai ser interessante ver para onde vão parar esses A380.
Mas quando eu falo no futuro não é daqui a 5 anos, isso é relativamente fácil de prever e é óbvio que aí A380, A350-2000 serão avião a mais. É mais num longo prazo daqui a 20 anos por exemplo. Acho que um 777x tem muito menos por onde falhar que um A380, é muito mais eficiente. E a tendência do mercado será maioritariamente ascendente. Por isso é que, em média, hoje um voo de longo curso leva mais passageiros que há 20 anos atrás. Haverá uma tendência para procura de aviões com mais capacidade de transporte.

toto1100

  • Mensagens: 3921
Isso 20 anos ja é dominio da futurologia. :D

92rc

  • Mensagens: 84

nunopinheiro

  • Mensagens: 4332
Ja tivemos o vende menos, depois meti outros modelos na equação e o vender menos já não conta, o que conta é o backlog

Oi?!?! Isso nao faz sentido nenhum. O numero de vendas naturalmente esta refletido no backlog. Sao exatamente a mesma coisa.

+1 e quando o backlog do A350 neste momento é maior que o do B787 (que ate é um mercado /segmento teoricamente maior), dizer que este vende mal é um exagero, 820 copias de um aparelho neste segmento não esta nada mal. é assim ao ritmo esperado pela airbus de 80 copias/ano tem a capacidade vendida para 9/8 anos,  mas esperam conseguir chegar a media de 10 e futuramente 13 aparelhos mês de forma a poder reduzir estes números

92rc e o que dizes é a justificação mais o menos oficial por parte da Airbus para não fechar a porta ao A380, eu ate tendo a concordar, é bem possível que o a380 tenha sido o aparelho certo no momento errado e que se a airbus fizer a travessia do deserto com ele, ate se venha a provar algo viável, mas realisticamente acho que so se mantém por uma questão de orgulho.

Do lado positivo boa parte da infraestrutura criada para ele agora esta a servir para escalar a capacidade do A350 logo nem tudo foi perdido :)
« Última modificação: 07 de Abril 2017, 15:32:13 por nunopinheiro »


brunodias

  • Mensagens: 4514
Não me falou do 321neo ja ser comercializado ou não

A familia airbus é considerada melhor ou pouco melhor porque e por quem???

A turkish usa os seus 739er com mais lugares de executiva


É pena que o topico ja va em off topic, mas é engraçado que começou com um 739 menos competitivo, tenho feito perguntas mudam os argumentos consoante o post mas ainda ninguem disse o porque

Ja tivemos o vende menos, depois meti outros modelos na equação e o vender menos já não conta, o que conta é o backlog
Depois viemos para o 9max que não é comercializado porque só esta construido e não foi entregue e só depois em operação se vai ver como se comporta, o 321 esta na mesma situação, tirando que ja voa, e já é o maior, nem foi preciso entregas para ser comercializado, e para se ver como se comporta


Como se pode ver aqui os argumentos vão um pouco consoante se gosta de 1 modelo ou não

Mas eu não falei em momento algum do A321neoLR... não se pode falar de coisas que ainda não foram produzidas quando mais comercializadas...
Quanto ao resto de que fala, eu prefiro Airbus A320 ao B737...

Agora comparando no papel a versão do B737-900ER (repito ER) à do A321ceo constata-se que os dois têm autonomia de 3200 milhas levando o segundo mais cerca de 11 passageiros que o primeiro. Fora que em MTOW a diferença também pende para o lado do A321. Neste caso são 205,030lbs do A321 contra MTOW de 187,700lbs do B737-900ER... Aqui já há alguns números que explicam o porquê de pelo menos entre os modelos maiores das duas famílias a Airbus estar ligeiramente à frente.

De qualquer modo, consultando o seat guru, é correto que a TK leva mais executivas (16 segundo vi) e menos económicas (135 e 153 lugares respetivamente) porque a colocação de ACT's no modelo B737-900ER sacrificou o número de passageiros que esta pode levar em função do alcance do avião. Opções, como em tudo na vida.

Que  confusão vai por ai
Não falou do 321neolr, então já somos 2, eu falei do 321neo
Atras disse que o 321ceo tinha menos range, agora ja ficou igual
Pelo que vi, e posso estar enganado, a diferença de max payload é cerca de 1tonelada, com esses numeros temos é que assumir que o airbus é mais pesado

Quanto aos act são duvida que são opções, por isso eu digo que os numeros da airbus para o 321lr são um bocado inflacionados

brunodias

  • Mensagens: 4514
Ja tivemos o vende menos, depois meti outros modelos na equação e o vender menos já não conta, o que conta é o backlog

Oi?!?! Isso nao faz sentido nenhum. O numero de vendas naturalmente esta refletido no backlog. Sao exatamente a mesma coisa.

É giro tentar misturar e dar de novo, mas não

O que eu disse é que o 739 começou por ser menos competitivo porque vendia menos, quando falei do 350, ai ja não conta o que vende menos mas o que tem maior backlog

Ambos os argumentos são falsos, só foram usados para tentar elevar algo

O backlog pode ser enorme que não quer dizer que o avião é 1 sucesso, não estão tão relacionados como se quer fazer parecer

brunodias

  • Mensagens: 4514
Ja tivemos o vende menos, depois meti outros modelos na equação e o vender menos já não conta, o que conta é o backlog

Oi?!?! Isso nao faz sentido nenhum. O numero de vendas naturalmente esta refletido no backlog. Sao exatamente a mesma coisa.

+1 e quando o backlog do A350 neste momento é maior que o do B787 (que ate é um mercado /segmento teoricamente maior), dizer que este vende mal é um exagero, 820 copias de um aparelho neste segmento não esta nada mal. é assim ao ritmo esperado pela airbus de 80 copias/ano tem a capacidade vendida para 9/8 anos,  mas esperam conseguir chegar a media de 10 e futuramente 13 aparelhos mês de forma a poder reduzir estes números

92rc e o que dizes é a justificação mais o menos oficial por parte da Airbus para não fechar a porta ao A380, eu ate tendo a concordar, é bem possível que o a380 tenha sido o aparelho certo no momento errado e que se a airbus fizer a travessia do deserto com ele, ate se venha a provar algo viável, mas realisticamente acho que so se mantém por uma questão de orgulho.

Do lado positivo boa parte da infraestrutura criada para ele agora esta a servir para escalar a capacidade do A350 logo nem tudo foi perdido :)

La se esta a misturar e a tirar dos contextos, eu não disse que 820 unidades eram maus, nem disse que o avião vendia mal, o que eu perguntei é se o 350 é menos competitivo porque vende menos que os concorrentes, porque o vender menos foi a razão dada para o 739 ser menos competitivo

toto1100

  • Mensagens: 3921
Nao comento porque nao percebo o que estas a dizer.
Eu nunca sequer falei em backlogs ate este comentario de hoje, por isso nao sei exatamente o que podia estar a misturar.

nunopinheiro

  • Mensagens: 4332
mas bruno na minha opinião no espaço do A350 ele é o que vende melhor, a comparação entre as vendas do A32X e dos B737 é porque ocupam relativamente o mesmo espaço com comparações obvias entre estes A319-737(7), A320-737(8') e A321-737(9), nos widebodies é mais uma sanduíche em que em baixo (fundo) esta o B767 depois temos os A330's(praticamente so o 900)  depois temos os B787's acima temos os A350's e depois temos os B777X's
com alguma sobreposição em capacidade mas não em range... ou o contrario.
« Última modificação: 07 de Abril 2017, 21:34:55 por nunopinheiro »


brunodias

  • Mensagens: 4514
Continuo a pensar que se vai dizendo consoante a cor do fabricante

Honestamente sei ver que o a321 tem vantagens sobre o 739, agora o que aqui se vê é um é menos kk porque sim
Em 4 paginas de muito off topic( do qual eu fiz algum) ainda ninguem soube dizer o porque de 1 ser pior ou o outro melhor, tem se arranjado simplesmente argumentos que sempre que eu digo algo vão mudando

N748RA

  • Mensagens: 119
ainda ninguem soube dizer o porque de 1 ser pior ou o outro melhor, tem se arranjado simplesmente argumentos que sempre que eu digo algo vão mudando

Isso é porque ainda perdem tempo a tentar combater a sua clara afeição pelo 737!

Na página dois eu escrevi isto bem claro: Não há melhor nem pior, há aviões mais ou menos adequados a determinadas rotas e companhias. Para bom entendedor, meia palavra basta.

O A321 compete com o B737-900 e num "mano a mano" dá-lhe um chuto. Olhe para o número de 737-900 e de A321-200 em operação, terá aí a sua justificação. Os dados técnicos ficam no FCOM de cada companhia, porque até da configuração dependem. Estamos aqui a falar de batatas e cebolas mas ninguém apresentou dados concretos (nem podia), você incluído. O B737-900ER é um hipotético A321-200 com uns ACT lá dentro e payload sacrificado em troca de range, que a Airbus nunca comercializou como um "A321LR" mas a Boeing arriscou chamar B737-900ER. Os aviões são rivais no papel, na realidade sabemos que não é só o ter mais 100nm de range que faz um avião ser escolhido, há razões bem mais comerciais. A resposta à sua pergunta "737 vs A32F" e "A350 vs B787" é tão simples quanto não ter resposta ;)

brunodias

  • Mensagens: 4514
Claro que eu sou o fanatico, mas os argumentos é que ainda não vieram, e continuam a não vir

Quando se aponta o dedo fica-se com 3 a apontar para nos

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
8 Respostas
3504 Visualizações
Última mensagem 21 de Janeiro 2019, 14:31:17
por mpinhas
1 Respostas
1214 Visualizações
Última mensagem 25 de Outubro 2017, 12:40:31
por AndreMP
12 Respostas
2923 Visualizações
Última mensagem 26 de Janeiro 2018, 17:21:01
por SPCM
43 Respostas
5123 Visualizações
Última mensagem 17 de Maio 2019, 11:53:35
por GoncaloRibas
11 Respostas
1494 Visualizações
Última mensagem 21 de Julho 2019, 21:05:17
por pfrodrigues

Total 114+0=114 ms, db 0 ms, php 114 ms