Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 2275
Continuo a pensar no mesmo... Duvido que enterrem por completo um avião que se calhar daqui a 10 anos ou menos faz falta a algumas companhias...

aviationlover

  • Mensagens: 1206
Não me parece Tomás, tanto que aqui à tempos algumas companhias disseram que não correspondia verdadeiramente ao que eles queriam, a operação ainda é um pouco cara, a Emirates é um caso especial.

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 2275
Não me parece Tomás, tanto que aqui à tempos algumas companhias disseram que não correspondia verdadeiramente ao que eles queriam, a operação ainda é um pouco cara, a Emirates é um caso especial.
Acho que vamos ter de esperar pelos próximos anos para ver... Vai depender muito da saturação dos aeroportos com movimento significativo... Mas sim compreendo o que o aviationlover está a dizer

brunodias

  • Mensagens: 5435
Para mim não vejo supresa nenhuma, mesmo essa conversa da saturação dos aeroportos tem muito que se lhe diga, por exemplo alguns a380 tem first class, se retirarem isso, um a350 1000 ou um 777x já não fica muito longe, e estamos a assumir que as ocupações dos a380 são sempre boas

AvGeekDiogo

  • Mensagens: 1140
  • LHR/EGLL
    • Instagram das minhas fotos de Plane Spotting
Al Baker aparentemente (segundo o Alex Macheras, vale o que vale..) já diz que quando os A380 deles fizerem 10 anos de serviço, vão ser retirados..
https://aviationanalyst.co.uk/2019/02/12/exclusive-boeing-777x-will-replace-airbus-a380-routes-at-gulf-carrier/

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 2275
Para já estarem com ideias de os despachar é porque não são um enorme sucesso na Qatar... Também achei esquisito um ceo de uma companhia dar tanta informação... Nestes assuntos geralmente sobre as frotas costumam ser mais low profile... Ainda por cima num assunto tão delicado como o do A380 do qual toda a gente parece não querer falar muito...

aviationlover

  • Mensagens: 1206
Mas a Qatar mostrou isso mesmo nas encomendas dos A380 que foram muito poucas mesmo.

Cebola

  • Mensagens: 446

aviationlover

  • Mensagens: 1206
Cebola não me parece, na notícia diz que assim que entregarem o ultimo 380 a produção será encerrada, o futuro está nos twin jets com os novos 777x e os 350 e que transportam práticamente os mesmos passageiros que o 380 e mais económicos.

toto1100

  • Mensagens: 6129
Sera interessante ver se é desta que a BA/IAG se chegam á frente e encomendam meia duzia deles antes que acabem.

Para quem gosta de trivia, o fim do A380 significa que o 747 vai conseguir ser o ultimo 4-motores a ser construido.
O A380 terminara a sua vida com +/- o numero de entregas (~250) que o Tristar.
« Última modificação: 14 de Fevereiro 2019, 09:10:30 por toto1100 »


Cebola

  • Mensagens: 446
Sei que os novos bimotores estão muito competitivos e que o projecto a380 pode (vai) encerrar de vez.
O que nao deixa de ser triste ver esta obra de arte ser descontinuada.
Com isto a linha 330 ganhou forte folego com estas 40 encomendas, o que é positivo tb para a Tap que vê assim a sua opção como bem conseguida.

ClearedForTakeOff

  • Moderador
  • Mensagens: 1333
    • Aviation Blog
Sera interessante ver se é desta que a BA/IAG se chegam á frente e encomendam meia duzia deles antes que acabem.

Para quem gosta de trivia, o fim do A380 significa que o 747 vai conseguir ser o ultimo 4-motores a ser construido.
O A380 terminara a sua vida com +/- o numero de entregas (~250) que o Tristar.

Quem tiver interesse em aumentar a frota, basta ligar para a AF e Malaysia, ou esperar pelos que forem ficando disponíveis nos próximos anos.

Desta vez há que admitir: é o FIM.
Mesmo que a Boeing anuncie reabrir a produção do B747-8i, a AB não pode perder tempo com isso.
Manter a linha do A380 reactivável não me parece possível
Implicaria para a própria AB:
- manter equipa treinada
- espaço  e logística de assemblagem
- atualizar o modelo conforme nova legislação

O pior é que os fornecedores não ficarão em stand by, e há-que simplesmente "move on".

toto1100

  • Mensagens: 6129
Para variar estas sempre imensamente a par do que se passa no mercado. O CEO da IAG ainda o mes passado disse novamente que queria encomendar A380 novos desde que fossem ao "preco certo".
Como é obvio, quando ja nao se construirem é que nao poderao comprar novos de certeza.

Rex

  • Mensagens: 1327
Quem tiver interesse em aumentar a frota, basta ligar para a AF e Malaysia, ou esperar pelos que forem ficando disponíveis nos próximos anos.

Desta vez há que admitir: é o FIM.
Mesmo que a Boeing anuncie reabrir a produção do B747-8i, a AB não pode perder tempo com isso.
Manter a linha do A380 reactivável não me parece possível
Implicaria para a própria AB:
- manter equipa treinada
- espaço  e logística de assemblagem
- atualizar o modelo conforme nova legislação

O pior é que os fornecedores não ficarão em stand by, e há-que simplesmente "move on".

Sim, não é só a Airbus, tem que se pensar em toda a cadeia de fornecedores constituída por dezenas ou centenas de empresas e muitos milhares de trabalhadores e produzir apenas 6 por ano e com toda a incerteza que havia no ar em relação ao futuro a situação era insustentável para todos. Foi a própria Airbus que obrigou toda a gente a pôr as cartas na mesa para conseguir tomar uma decisão difícil mas definitiva.

Ficarem um x de encomendas que dão até 2021 também não é por acaso, deve ser mais ou menos o tempo necessário, dois anos, para gradualmente se dar formação a trabalhadores/migração de fornecedores para outros projectos.

É um dia muito triste para a aviação mas são coisas que acontecem e para a Airbus é a melhor decisão. Tem modelos muito populares/competitivos e tem alguns problemas nas FAL que nestes próximos anos podem ser bastante optimizadas e o A380 é um lastro que ocupa muitos recursos que podem ser melhor aproveitados noutros projectos.
« Última modificação: 14 de Fevereiro 2019, 10:58:25 por Rex »


aviationlover

  • Mensagens: 1206
Sera interessante ver se é desta que a BA/IAG se chegam á frente e encomendam meia duzia deles antes que acabem.

Para quem gosta de trivia, o fim do A380 significa que o 747 vai conseguir ser o ultimo 4-motores a ser construido.
O A380 terminara a sua vida com +/- o numero de entregas (~250) que o Tristar.

Quem tiver interesse em aumentar a frota, basta ligar para a AF e Malaysia, ou esperar pelos que forem ficando disponíveis nos próximos anos.

Desta vez há que admitir: é o FIM.
Mesmo que a Boeing anuncie reabrir a produção do B747-8i, a AB não pode perder tempo com isso.
Manter a linha do A380 reactivável não me parece possível
Implicaria para a própria AB:
- manter equipa treinada
- espaço  e logística de assemblagem
- atualizar o modelo conforme nova legislação

O pior é que os fornecedores não ficarão em stand by, e há-que simplesmente "move on".

Naaa a Boeing não irá reativar o 747-8i, isto porque vem aí o 777x que faz o mesmo que um 747-8i e melhor.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
81 Respostas
41626 Visualizações
Última mensagem 21 de Junho 2014, 22:25:47
por Mosquito
14 Respostas
1824 Visualizações
Última mensagem 24 de Junho 2015, 01:49:05
por Spark
12 Respostas
2070 Visualizações
Última mensagem 20 de Outubro 2015, 12:28:45
por iloper
15 Respostas
2989 Visualizações
Última mensagem 14 de Novembro 2016, 22:51:08
por Spark
6 Respostas
932 Visualizações
Última mensagem 11 de Maio 2017, 16:05:36
por ClearedForTakeOff

Total 91+0=91 ms, db 0 ms, php 91 ms