jeropiga

  • Mensagens: 272
Acho que a root cause foi o proprio fan hub que se separou e levou o inlet e os fancowls atrás. Se fosse um problema da fan case ( como aconteceu com o 330 da Egipair) http://www.avherald.com/h?article=4a901212&opt=0 a fan estaria lá ainda.

Se assim for, trata-se de uma LLP. Não me admiro que após este evento venha aí um chorrilhos de AD, com NDT ou directivas para reduzir a vida da peça.

Algures no fundo do mar está um fan hub com as pás todas, mas aguardemos pela investigação.

Aparentemente o A380 sobrevoava a Gronelândia quando o incidente ocorreu.

assim parece. No FR é possivel recriar a rota e tanto a descida como as variações de velocidade, que diria associadas ao evento, ocorreram sobre terra. Assim sendo, esperemos que um esquimó encontre o que saiu do motor!

Caravelle

  • Mensagens: 260
Algures no cimo da Gronelândia está um fan hub com as pás todas, mas aguardemos pela investigação.

Corrigido.  :P

Bons voos.
Daily flights to
EUROPE - AFRICA - AMERICAS

AvGeekDiogo

  • Mensagens: 1023
  • LHR/EGLL
    • Instagram das minhas fotos de Plane Spotting
Vale o que vale mas a AirLive avança que encontraram parte do motor sobre a Gronelândia..

Citação

BREAKING Missing parts of Air France A380 engine have been spotted by a Danish helicopter in Greenland

Missing parts of Air France A380 (reg. F-HPJE) engine have been spotted on the ice sheet by helicopter.

According to the BEA, they were located on a desert area covered with ice, located about 150 km southeast of the town of Paamiut, located on the west coast of Greenland.

The missing parts were located by using data from one of the aircraft’s two black boxes, the Flight Data Recorder (FDR), which “determined the location where the damage occurred to engine #4.

The BEA, which is conducting the safety investigation in conjunction with the Danish, American and Canadian authorities.

The Engine Alliance GP7000 is a turbofan jet engine manufactured by Engine Alliance. It is one of the powerplant options available for the Airbus A380, along with the Rolls-Royce Trent 900.

Fonte:Airlive

jeropiga

  • Mensagens: 272
já há fotos das peças no AVH!

AndreMP

  • Moderador
  • Mensagens: 978

iloper

  • Mensagens: 1522
se caía em cima da cabeça de alguém... Não iam ficar muito bem na fotografia

brunodias

  • Mensagens: 4514
felizmente não acertou em ninguem, agora o importante é evitar que volte a acontecer

ngouveia

  • Mensagens: 496
Finalmente a investigação deste incidente chegou a uma conclusão. A explosão do motor ter-se-á devido a um defeito de fabrico, levando a FAA a emitir uma AD requerendo inspecções com carácter de urgência em todos os A380 com motores da Engine Alliance.


aviationlover

  • Mensagens: 1201
O que é que se passa com os motores de avião ultimamente? a RR tem issues com os motores o que levou a alguns 787 com os trent 1000 a ficarem grounded, a GE tem um problema com o novo motor que vai equipar os 777-9x e 8x, agora foi este da Engine Alliance que suponho que seja uma joint-venture entre a PW e a outra não sei, isto está a ficar bravo.

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1846
A EA é uma joint venture da PW e da GE.

Spark

  • Mensagens: 5744
    • A internet nos dias de hoje são 2 veículos: o hypetrain e o hatewagon. ALL ABOARD!!!
Eu, que não percebo nada da poda, atiro um bitaite: querem meter potência a mais nos motores?

ngouveia

  • Mensagens: 496
Acho que é mais quererem fazê-los o mais leve possível...

brunodias

  • Mensagens: 4514
Nos carros custuma-se dizer que dos 3 podemos ter 2 e aqui ha-de ser parecido
Nos carros é baixo consumo, fiabilidade, potência

Se é potente e fiavel não tem baixo consumo, se é potente e de baixo consumo não e fiavel, e se é fiavel e de baixo consumo não é potente

Aqui nos aviões é eficiente, fiavel e potente
Claro que não é tão linear

Icterio

  • Mensagens: 425
    • Melhor ter sorte do que perícia.
A história da aviação é assim, sempre um pouco mais rápido, mais alto, mais tecnologia.
Com os motores a mesma coisa; mais potência, menos peso, maior fiabilidade...

É assim desde os irmãos Wright e continuará, um bem haja!

ClearedForTakeOff

  • Moderador
  • Mensagens: 1310
    • Aviation Blog
O A350 está certificado para ETOPS 370.
No tempo dos 747-200/DC-10/Tristar nem controle digital da potência havia.
Era uma autêntica arte, com o F/E a controlar uma série de manómetros e a garantir simetria de potência.
Nada disto contribua para fiabilidade decisiva, mas era o que havia.

O Cessna 152 (e falo dos que foram fabricados nos anos 80) tem motor Lycoming, muito fiável.
Os equivalentes no início dos anos 30, apesar de poderem parecer semelhantes, chegavam a ter 2 ou 3 falhas de motor POR HORA. Era assim...e pronto...

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
5 Respostas
1487 Visualizações
Última mensagem 16 de Fevereiro 2014, 22:40:56
por Tony Soprano
1 Respostas
626 Visualizações
Última mensagem 12 de Agosto 2014, 14:17:34
por superpiloto
21 Respostas
2057 Visualizações
Última mensagem 16 de Outubro 2015, 12:07:21
por iSeven
0 Respostas
1079 Visualizações
Última mensagem 12 de Maio 2016, 09:54:12
por Flyz
0 Respostas
389 Visualizações
Última mensagem 28 de Maio 2016, 19:48:23
por Flyz

Total 91+0=91 ms, db 0 ms, php 91 ms