Adob

  • Mensagens: 222
A história da aviação é assim, sempre um pouco mais rápido, mais alto, mais tecnologia.
Com os motores a mesma coisa; mais potência, menos peso, maior fiabilidade...

É assim desde os irmãos Wright e continuará, um bem haja!

os motores estão a ficar mais pesados

aviationlover

  • Mensagens: 1201
Mais pesados? não me parece, até estão a usar materiais compósitos como a fibra de carbono tornado-os mais leves por sinal.

AECM

  • Mensagens: 340
Mais pesados? não me parece, até estão a usar materiais compósitos como a fibra de carbono tornado-os mais leves por sinal.

O uso de compósitos dependendo do local no motor muitas vezes não diminui assim tanto o peso ou até o pode aumentar

toto1100

  • Mensagens: 3925
Mais pesados? não me parece, até estão a usar materiais compósitos como a fibra de carbono tornado-os mais leves por sinal.

Parece-te mal. Um Leap de um 320neo pesa mais 800kg que um CFM 56

nunopinheiro

  • Mensagens: 4336
Não há milagres, se o bypass é maior o peso total também aumenta, uma vez que o motor cresce significativamente.
As áreas "motoras" (turbo) não tem crescido mas a fan tem e muito. (its a turbofan) e a tendência será meterem mais uma peça no meio para a Geared TurboFan, e forma a poderem reduzir ainda mais a velocidade da FAN evitado que as extremidades da fan cheguem a velocidades supersónicas, a medidada que fazem esta cada vez maior

https://en.wikipedia.org/wiki/Geared_turbofan



nesta imagem da para perceber bem que o peso é dominado pela dimensão da Fan elemento (1)
« Última modificação: 29 de Agosto 2019, 09:57:32 por nunopinheiro »


António Costa

  • Mensagens: 992
Um GE9X não deve ser nada leve...

Icterio

  • Mensagens: 425
    • Melhor ter sorte do que perícia.
Claro que motores mais potentes e com volume de ar muito maior serão, inevitavelmente, mais pesados mas, por outro lado, desenvolvem muito mais potência.  Em contrapartida a relação peso/potência é muito melhor e, nesse sentido, são mais leves por potência nominal.  Agora comparem dois motores de gerações diferentes mas que sejam semelhantes (mesma fan inlet ou até com a mesma potência) e vão ver que os motores actuais serão mais leves.

O mesmo se aplica a radares, sistemas de navegação, computadores, etc...

nunopinheiro

  • Mensagens: 4336
Icterio não sei se tem razão absoluta. As maiores fan não aumentam a potência necessariamente, o objectivo é mais aumentar a  efeciencia... Aproveitando mais eficientemente o trabalho gerado pela secção quente.

Mas honestamente não sei, não fui ver os valores de thrust gerado.
Mas não tenho a certeza se uma métrica peso a dividir por kN de thrust tem melhorado. Com os últimos modelos.

exemplo o (caso de thrust máximos)
CFM56-5B3 150 kN peso 2.380 kg valor- 15,8 Kg/kN
vs
CFM-LEAP-1A30 143 kN peso 3,153 kg valor- 22,9 Kg/kN

exemplo o (caso de thrust mínimos)
CFM56-5B5 98 kN peso 2.380 kg valor- 24,3 Kg/kN
LEAP-1A23 107 kN peso 2,990kg valor- 27,9 Kg/kN

estes dois exemplos mostram motores significativamente mais pesados para potencias semelhantes.

Claro os mais pesados compensarão isso gastando bastante menos combustível que também tem peso e custo monetário.
bypass ratio de
6:1 velha geração (173 cm)
11:1 nova geração (198 cm)

Mas explica porque para trajetos mais curtos os motores da geração anterior podem ser mais económicos.   

o PWGTF para o A32X ainda tem um Bypass mais elevado de 12.5:1 (206 cm) para um peso de  2857.6 kg para uma relação maxima optima na ordem dos 17.2 kg/kN mesmo assim abaixo da geração anterior 


dados retirados de https://en.wikipedia.org/wiki/CFM_International_CFM56, https://en.wikipedia.org/wiki/CFM_International_LEAP e https://en.wikipedia.org/wiki/Pratt_%26_Whitney_PW1000G
« Última modificação: 29 de Agosto 2019, 12:25:37 por nunopinheiro »


Icterio

  • Mensagens: 425
    • Melhor ter sorte do que perícia.
Os ganhos de peso não são extraordinários, de facto, quando comparamos motores recentes, provavelmente porque hoje são construídos com um nível de fiabilidade elevadíssimo, e isso acarreta peso.  Mas, mesmo assim, se encontrarmos 2 motores com as mesmas características, mas de gerações diferentes, vamos encontrar ganhos de peso (mas, nem sempre).

Por exemplo, entre o  Rolls-Royce BR700 de meados dos anos 90 e o Pratt & Whitney Canada PW800 de 2012.
Desenvolvem ambos à volta de 70kN e tem a mesma largura (50in), tendo em conta versões semelhantes (PW810 vs BR700-725A1).  O Rolls-Royce pesa 1653kg e o PW 1422kg, ainda é uma poupança considerável.  Mas se compararmos com turbofans dos anos 50 e 60, os ganhos são ainda mais evidentes.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
5 Respostas
1487 Visualizações
Última mensagem 16 de Fevereiro 2014, 22:40:56
por Tony Soprano
1 Respostas
626 Visualizações
Última mensagem 12 de Agosto 2014, 14:17:34
por superpiloto
21 Respostas
2057 Visualizações
Última mensagem 16 de Outubro 2015, 12:07:21
por iSeven
0 Respostas
1079 Visualizações
Última mensagem 12 de Maio 2016, 09:54:12
por Flyz
0 Respostas
389 Visualizações
Última mensagem 28 de Maio 2016, 19:48:23
por Flyz

Total 97+0=97 ms, db 0 ms, php 97 ms