CS-TTK

  • Moderador
  • Mensagens: 1430
Na minha opinião o actual modelo do subsídio distorce o mercado, no sentido em que a partir dos 86EUR (até 400EUR) não existe uma verdadeira concorrência.
Todas as companhias jogam com as regras do jogo. A TAP naturalmente fruto da posição dominante que tem nas rotas entre FNC e LIS/OPO tem mais margem para jogar com essa regras. Mas também a tarifa média da EZY subiu e muito depois desde que este modelo do subsídio.

A título informativo, numa entrevista o ex secretário regional do turismo Eduardo Jesus justificou a questão dos 60 dias para cartão de crédito com o facto de haver modalidade de crédito com pagamento a um prazo de 45 dias e daí essa medida. Pessoalmente, sendo residente e beneficiário do subsidio, acho que os 60 dias forçavam os passageiros a reservar com antecedência e só deveriam ser abertas excepções para estudantes ou doentes. Mas isto é apenas a minha opinião...

decio

  • Mensagens: 297
Acho correcto que estejamos preocupados com o assalto aos cofres do Estado causado por este modelo. Mas já se questionaram quantos potenciais turistas, nacionais e estrangeiros, a região perde devido a este mesmo modelo?

Eu já vivo à quase 10 anos no estrangeiro e é sempre a mesma dor de cabeça quando quero visitar a família na Madeira. As passagens facilmente chegam aos 500/600 euros, tarifa discount, com escala em Lisboa. Eu vivo no leste Europeu, pertíssimo do aeroporto de Viena, onde quase todos os dias chegam aviões de longo curso da TAP. Se eu encontro estes problemas com as tarifas, imagino que muitos austríacos/eslovacos/checos/hungaros também os encontrem e acabam por desistir de férias na Madeira.

efpmeneses

  • Mensagens: 864
Décio, mas também é precisamente essa a minha questão...

Não me questiono só sobre o assalto aos cofres do estado. A preocupação dos meus pais é que com tantos gastos com este modelo, um dia destes o regime mude para algo muito prejudicial para quem vive na Madeira...

Quando falo a pessoas conhecidas em ir visitar a Madeira, dizem-me logo que com muito menos vão a uma cidade europeia...

Com os preços praticados os habitantes da parte continental nem por sombras consideram ir à Madeira fazer férias...
Cumprimentos
Élvio Meneses

Snip

  • Mensagens: 313
Ora bem verdade verdadinha! Também penso nisso! A subida do preço médio leva a que um não residente tenha que enfrentar um custo elevadissimo! Vejo isso com os meus amigos, quando lhes falo em ir à Madeira e a resposta que me dão é: "pelo preço da viagem vou a outra capital europeia"

Hawks

  • Mensagens: 741
Falta à Madeira uma terceira companhia no mercado. Se a Ryanair entrasse com 3 voos diários, as outras companhias teriam que baixar os preços.

Não vai acontecer tão cedo. O GR já fez saber publicamente que não vai dar o dinheiro que a Ryanair pretende, e a Ryanair já fez saber publicamente que sem esse financiamento não vai voar.

Segundo disseram, a Ryanair pretendia 6 milhões de euros anuais. Isso equivale a metade do plafond que o GR tem disponível para o subsídio de mobilidade.

Além do mais, imagine-se que a Ryanair pretendia na Madeira uma operação semelhante à que tem em Ponta Delgada: domésticas + Londres + Frankfurt. Se as domésticas são benvidas para baixar a tarifa média, as restantes não estão no mapa de interesses da Madeira porque essas rotas já estão bem servidas de voos regulares e charter. Existe o receio que uma entrada da Ryanair levasse a um recuo desses operadores que voam "certinho" de Inverno e Verão.

pfrodrigues

  • Mensagens: 81
Boa tarde!

Não é bem assim! Para o sistema ser revisto, conforme é intenção do governo regional é necessário que o governo da republica o queira fazer, alterando a portaria  em vigor na  Assembleia da Republica.
o governo da republica não tem passado a informação necessária ao governo regional para que se possam efetivar as   alterações permentes  porque não tem interesse nisso, uma vez que esta é uma forma encapotada do estado português subsídiar a TAP, o que de outra forma não poderia fazer em virtude da regulamentação comunitária.
Por outro, lado a estória de um madeirense não ter interesse em comprar passagens com antecedência, deixando para o fim porque só vai pagar 86€, também não corresponde a verdade, uma vez que é preciso ter dinheiro para para pagar 300 e tal € por bilhete/passageiro e aguardar 60 dias (se o pagamento for feito por cartão de crédito) para receber o  dinheiro, ou pelo fim da viagem! As pessoas e famílias não nadam em dinheiro para subsídiar a TAP. Então no Natal, Páscoa, etc, esqueçam.
Não se esqueçam que a Madeira foi pioneira em Portugal no processo de  liberalização. Ao sistema inicial procurou-se fazer ajustamentos. Inicialmente o reembolso era de 60€ e passou para os  86€, mas o teto dos 400€, pensado para evitar os abusos que estavam a acontecer nos Açores, de facto revelou-se contraprocedente e o governo regional há muito que pede  a alteração do sistema atual!!!  Toda a gente concorda, mas o presidente da TAP disse recentemente que era uma coisa para estudar em 2018... pudera!

http://www.dnoticias.pt/madeira/psd-apresentou-proposta-para-alteracao-do-subsidio-de-mobilidade-na-assembleia-da-republica-AA929398
Penso que está enganado. O que acontece é o contrário; nomeadamente que o governo da república está cansado de subsidiar este sistema criado pelo governo regional. A ANAC entregou ao governo o estudo em Maio. O processo legislativo implica audições parlamentares a todos os envolvidos . Há pelo menos 3 propostas de alteração ao sistema vigente (criado pelo governo regional); do PS, PSD e BE.
A alteração do sistema, que penso não percebeu, foi que o MAXIMO que um residente na ilha paga é de 86 euros, sendo que antes o reembolso máximo era de 60. Ou seja, alguém que pague 399 euros por um bilhete será reembolsado em 399-86=313.
Antes pagaria 329. Não me parece que o governo da República esteja especialmente interessado em subsidiar o Sr. Neelman mas corrigir as anomalias de quem faz leis à pressa como foi o caso desta demora tempo. Mas se prefere achar que o governo da Republica é que prefere estar a suportar estes custos exorbitantes de um sistema desencadeado pelo governo regional então está bem. Tem toda a lógica.

Hsousa, 
Percebi muito bem! Sou beneficiário do subsídio! Posso é não me ter expressado bem! E também lhe posso dizer que quando o valor de referência para um beneficiário era de 60€ viajava muito mais porque os preços tanto na TAP como na Easyjet eram muito mais baixos para reservas com antecedência. O problema eram os estudantes e as reservas de última hora, para não falar dos picos, que se mantêm. Cheguei a ir a lisboa em fevereiro por 9€ com regresso a 11€. Agora, é  impossível!
Não disse que a culpa do sistema atual é da TAP, nem do governo da Republica.  Apenas que a TAP se está a aproveitar do mesmo muito eficazmente! Oxalá fizesse o mesmo com o serviço que presta! É uma empresa detida em 50% pelo Estado, que domina uma rota,  que é doméstica, com preços quase de voos intercontinentais (tipo NY ou Miami). Prejudica os residentes, os  nacionais  e o turismo! As outras vão atrás!
Esqueçam a Ryanair. É pena a Transavia que opera Porto, Nantes, Paris, Amsterdão / Funchal e que conhece muito bem a rota e respetivas limitações (atmosféricas) não abra o Lisboa/Funchal.
E sim,  o sistema não é bom e tem de ser alterado e o governo regional e toda a oposição quer fazê-lo há muito tempo e o governo da república   tem empatado. Deve estar à espera do timing certo para que isso se traduza em ganhos politicos ... temos eleições dentro de 2 anos na região e no pais!
Já agora convêm esclarecer que se o passageiro escolher a easyjet no final não  pagou apenas os 86€  previstos na Portaria nº 260-C/2015 de 24 de Agosto, pela viagem de ida e volta, mas 106€, uma vez que esta empresa aplica uma taxa administrativa por reserva de 20€ que não é reembolsável.
« Última modificação: 31 de Outubro 2017, 14:55:55 por pfrodrigues »


pfrodrigues

  • Mensagens: 81

CS-TTK

  • Moderador
  • Mensagens: 1430
A meu ver a questao de fundo mantem-se mesmo que esta modalidade seja implementada. Apesar dos residentes apenas pagarem 86EUR, as companhias vao continuar a assaltar os cofres do estado. E a distorcao no mercado sera ainda maior e sera ainda mais penalizador para os nao residentes...

rzo

  • Mensagens: 105
Essa noticia do jm-madeira, parece-me conversa para passar tempo...

Franmed

  • Mensagens: 1003
Não há modelos perfeitos..mas esse proposto pela TAP é de bradar aos céus

a primeira coisa que aconteceria seria o abandono das low cost e em seguida cancelamentos em massa nos períodos de menor procura

Se o bilhete para o residente passa a ter preço "fixo" qual o incentivo para viajar na época baixa ou nas low cost ?

Não se pode olhar para o modelo com base apenas no preço...
« Última modificação: 02 de Novembro 2017, 10:47:15 por Franmed »


anonuser2

  • Mensagens: 573
Mas o modelo não se aplica apenas à TAP. Aplica-se a residentes que venham ao continente.
Penso que o modelo em questão não é uma proposta da TAP mas sim o aparente desejo do governo regional e demais partidos conforme um forense já descreveu num post anteriormente. A TAP, parece agora aceitar, ainda que me surpreenda que isto vá para a frente porque vai obrigar a muita logística por parte do governo da república.
Tratar passagens aéreas tal e qual como medicamentos do SNS parece-me surreal mas enfim, já nada me surpreende

sdo

  • Moderador
  • Mensagens: 681
O facto do passageiro ter de adiantar o valor da passagem até ao reembolso ainda poderia ser encarado como um factor dissuasor de escolher as tarifas mais elevadas (ainda que a sua eficácia não fosse grande). Com este novo modelo acaba-se definitivamente com isso.

Podem meter tarifas a 2000€, é só carregar no botão comprar e pagar os 86...
« Última modificação: 02 de Novembro 2017, 11:47:12 por sdo »


Hawks

  • Mensagens: 741
O facto do passageiro ter de adiantar o valor da passagem até ao reembolso ainda poderia ser encarado como um factor dissuasor de escolher as tarifas mais elevadas (ainda que a sua eficácia não fosse grande). Com este novo modelo acaba-se definitivamente com isso.

Podem meter tarifas a 2000€, é só carregar no botão comprar e pagar os 86...

Pode ser que então aí que quem paga a factura perceba que um mercado liberalizado não é um mercado desregulado nem cartelizado.
« Última modificação: 02 de Novembro 2017, 12:04:15 por Hawks »


Hawks

  • Mensagens: 741
Mas o modelo não se aplica apenas à TAP. Aplica-se a residentes que venham ao continente.
Penso que o modelo em questão não é uma proposta da TAP mas sim o aparente desejo do governo regional e demais partidos conforme um forense já descreveu num post anteriormente. A TAP, parece agora aceitar, ainda que me surpreenda que isto vá para a frente porque vai obrigar a muita logística por parte do governo da república.
Tratar passagens aéreas tal e qual como medicamentos do SNS parece-me surreal mas enfim, já nada me surpreende

Não é preciso comparar ao SNS, existem outras empresas de transporte com participação públicas que são subsidiadas pelo estado resultando que, em última instância, o utilizador do título de transporte não adianta dinheiro ao estado em qualquer circunstância.

flyportugal

  • Mensagens: 90
alguém compreende esta roubalheira? a TAP a vender um serviço de executiva num voo operado pela Sata em classe económica?

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
33 Respostas
3083 Visualizações
Última mensagem 01 de Agosto 2015, 21:19:47
por Alex
56 Respostas
8317 Visualizações
Última mensagem 17 de Fevereiro 2016, 19:34:14
por Capoa
0 Respostas
556 Visualizações
Última mensagem 02 de Junho 2016, 16:37:23
por Jorge78
1 Respostas
750 Visualizações
Última mensagem 06 de Dezembro 2016, 23:13:22
por Jorge78
14 Respostas
1646 Visualizações
Última mensagem 15 de Fevereiro 2019, 23:03:22
por brunodias

Total 82+0=82 ms, db 0 ms, php 82 ms