brunodias

  • Mensagens: 4355
Depende da perspectiva. Se analisar companhias como a Emirates que trocaram o A330 por outros modelos significativamente maiores, já lhe fará sentido aquilo de que falo.

Nao, nao faz, porque tal como disse isso é um assunto completamente diferente da questao A321 vs A319 e A330-900 vs. -800.

Opiniões.

Sim, sao opinioes claro. De todos os analistas e da propria Boeing e Airbus que tem sempre que tentar vender os membros mais pequenos das respetivas familias sem dizer que em termos financeiros sao uma má aposta.
Claro que toda a gente tem direito a ter outra opiniao. Esta é errada, que a matematica nao engana.

Porque estava a falar do caso da TAP, em que o seu tamanho não justifica operar modelos que não sejam Airbus, em resposta ao exemplo que o Nuno deu em primeiro lugar.
Obviamente que eu sei bem que são ambas coisas muito distintas. Daí eu estar a dizer que, além de nos estarmos a afastar do tema que eu inicialmente comentei, se está a desvirtuar o meu pensamento.
E atualmente, e para resumir, as companhias preferem frequências a capacidade. Mas, quando não houver mais capacidade para aumentar essas frequências, o que fazem? Era a isto que me referia. Londres, que é um super hub, é o melhor exemplo do que me referia para o futuro: está congestionado. As companhias não podem crescer mais. Que fizeram? Meteram lá os aviões maiores que tinham: A359-1000, B787-10, B773 e A380. Emirates, Etihad, Qatar, Thai, Malaysia, Qantas, Singapore, China Eastern, Korean Air, Asiana... Todas a voar para lá os seus A380... No futuro, quando mais aeroportos e grandes hubs estiverem no limite, que acham as companhias que farão? Parar de crescer ou optar por modelos maiores?
Atualmente, e para concluir, está-se a crescer para novos mercados porque os novos equipamentos têm fiabilidade e são viáveis economicamente para isso. Continuar-se-á a crescer a esse nível obviamente. Mas quando o resto que já cresceu quase até ao limite, estiver efectivamente no limite que se fará? Não tenho a menor dúvida que os grandes Wb's terão um novo papel a dizer. Por isso repito: o A380 só veio cedo demais. Se a Airbus fechar a linha de produção, a conversa que se está a ter com o Boeing e o 797, ter-se-á com o A380 no futuro. E é isto.

Devemos estar a falar de 1 Londres que não fui, ainda ha 1 mês la estive e esses a380 todos devem ser virtuais, a maior parte das companhias não os usa la, vi la da BA como é logico, emirates e qantas, as chinesas e singapore eram outro tipo de aviões
A korean por exemplo usa o 748

New Engine Option

  • Mensagens: 2304
E faz o upgrade para A380 em determinadas épocas do ano. Há vários vídeos no Youtube que provam o que eu digo. Singapore usa diariamente o avião nessa rota. Está muito mal informado Bruno. Nada de novo... Aconselho-o a estar com olhos bem abertos ao aeroporto quando lá tiver. Ou então, olhe, é só ir ao Youtube e ver o que os spotters caçam por lá com as lentes.
« Última modificação: 04 de Fevereiro 2019, 20:39:18 por New Engine Option »


brunodias

  • Mensagens: 4355
Noticia da Bloomberg fala que a Emirates está em negociações com a Boeing para mudar a encomenda de B787 para B777 e também com a Airbus para mudar a encomenda de 30 A380 para A350 ou A330

https://www.aeroin.net/emirates-trocar-787-a380-777x-a330neo-a350/

A parte curiosa é o 787 ainda não estar mesmo encomendado

Não esquecer que alguns voos BA em 747 foram substituidos por 787

E este novo 779 é maior que o 77w

brunodias

  • Mensagens: 4355
E faz o upgrade para A380 em determinadas épocas do ano. Há vários vídeos no Youtube que provam o que eu digo. Singapore usa diariamente o avião nessa rota. Está muito mal informado Bruno. Nada de novo...

Eu sou sempre o errado, agora já são só algumas alturas do ano, parece o do outro topico, hoje fecha pistas amanha já é a princial

O voo que apanhei da tap foi por volta das 20h, e o avião da singapore que la estava não era o a380, por exemplo para 6 feira, são só 2 dos 4 voos em a380, e tal como eu disse há hora que eu disse não era a380
E poderiamos ver as outras empresas e sem ser a emirates nenhuma outra mete la os a380 todos

Por exemplo a korean ja nem o 748 mete, mete o 77w
E a asiana que faz parte do todas mete o a350
A malasyan idem aspas, alias sabe-se que se querem ver livre dos a380
« Última modificação: 04 de Fevereiro 2019, 21:00:26 por brunodias »


New Engine Option

  • Mensagens: 2304
Eu também não disse que o usavam para lá sempre. Disse que o usavam. Se você gosta de apontar contradições (mesmo sabendo que aquilo que se transmite é correto), permita também que os outros lhas apanhem a si. Oh bruno sobre este tema, à sério, faça uma pesquisa.

Vamos lá então: Emirates, Qantas, Qatar, Etihad, Singapore usam o A380 para lá. Espere, não me vai dizer que a Etihad, Singapore e a Qatar alternam o equipamento com outros na rota. Eu sei. A Malaysia comprou o A380 para o usar para Londres, basicamente. Mas a Malaysia está à beira da falência. Também é sabido isso. (Ou só sabe o que lhe convém?). A Thai usa-o para lá. China Southern já o usou. Korean Air também em determinadas épocas do ano. A única, a única onde você pode ter razão, que não voa para lá, é a Asiana. Mas optou por usar o avião em Frankfurt, grande hub mundial.
« Última modificação: 04 de Fevereiro 2019, 21:06:20 por New Engine Option »


brunodias

  • Mensagens: 4355
Para quem disse todas já retirou algumas

Devemos ter 1 definição diferente do todas

New Engine Option

  • Mensagens: 2304
Para quem disse todas já retirou algumas

Devemos ter 1 definição diferente do todas

Retirei uma e mesmo assim não estou 100% certo de que ela alguma vez não tenha voado para lá com o seu A380: a Asiana. Ou seja, retirei sem convicção.
Já você disse que que algumas das que citei não voam para lá (ou não voaram) com o A380. Muito mal-informado. E depois ainda diz que são os outros que estão enganados. Olhe por onde passa. Relativamente a este assunto, de frotas e seu uso em aeroporto, você aprendeu onde eu sou professor. Cumprimentos.

PS: Única no meu vocabulário implica uma coisa singular. Todas, plural. Faltou a algumas aulas de português na primária.
« Última modificação: 04 de Fevereiro 2019, 21:28:29 por New Engine Option »


CS-TUK

  • Mensagens: 204
Caros: A nível Europeu continental a tendência será, com excepção de Portugal e da Grécia para que o médio curso venha a ser progressivamente substituído pelo comboio de alta velocidade. Uma transformação lenta mas creio que consistente e que trará os seus frutos dentro de alguns anos... Entretanto; não me parece que se vão construir ou alargar aeroportos em áreas metropolitanas também já ocupadas quase no seu limite máximo... Quanto aos grandes WB, esses verão o seu sucesso nos mercados orientais. B777X? Só a China deve comprar uma boa quantidade deles, se calhar já este mês como contrapartida por um acordo, ainda que de mínimos com o Sr. Trump...

Já os pequenos NB para grandes missões farão o seu sucesso em mercados limitados que de outra forma dificilmente as veriam. Companhias como a TAP têm muito a ganhar com eles!... Mas, as grandes também para criar mercado a partir de cidades relativamente secundárias...

brunodias

  • Mensagens: 4355
Para quem disse todas já retirou algumas

Devemos ter 1 definição diferente do todas

Retirei uma e mesmo assim não estou 100% certo de que ela alguma vez não tenha voado para lá com o seu A380: a Asiana. Ou seja, retirei sem convicção.
Já você disse que que algumas das que citei não voam para lá (ou não voaram) com o A380. Muito mal-informado. E depois ainda diz que são os outros que estão enganados. Olhe por onde passa. Relativamente a este assunto, de frotas e seu uso em aeroporto, você aprendeu onde eu sou professor. Cumprimentos.

PS: Única no meu vocabulário implica uma coisa singular. Todas, plural. Faltou a algumas aulas de português na primária.

Devemos estar a falar de 1 Londres que não fui, ainda ha 1 mês la estive e esses a380 todos devem ser virtuais, a maior parte das companhias não os usa la, vi la da BA como é logico, emirates e qantas, as chinesas e singapore eram outro tipo de aviões

Esta aqui o que eu disse, há 1 mês, não vamos falar do ano 2017 ou 2016, estamos em 2019 e a realidade é como lhe disse, mas voçê ou supra sumo da informação, que quando erra tem sempre a desculpa que tudo muda do dia para a noite continua a dizer disparates

Apanhei-lhe a asiana como a korean e a malasyan, deixe la desse bla bla de criança, aquele do mas voavam, o voavam é passado, o museu é que vive disso

Voçê ainda no outro topico disse para 1 user levar a bicicleta, mas é a si que lhe faz falta, admitir que não tinha razão, alias pela sua conversa nem devia falar do passado porque quis fazer parecer que todas usam para Londres por ser o mega hub, e afinal é treta, muitas como vê deixaram até de usar
« Última modificação: 04 de Fevereiro 2019, 22:51:46 por brunodias »


New Engine Option

  • Mensagens: 2304
Nem me vou dar ao trabalho de insistir consigo em como tenho razão. Consigo não vale mesmo a pena. Mas já sabe disso. E eu também sei disso, por isso nem sei porque continuo a responder quando já lhe disse que não o faria. Um erro que não se repetirá mais, garantidamente.

Adob

  • Mensagens: 213
Bruno, a realidade não se restringe ao que está ao alcance dos nossos olhos num determinado momento e tendes muito a esse exercício.

LHR recebe no Inverno actual A380 das seguintes:
- BA
- Emirates
- Qatar
- Qantas
- Singapore
- Etihad
- Thai

A Malaysia deixou no Inverno em prol do A350 mas vai voltar a usá-lo no próximo Verão. A Korean é igual, só para o Verão.

Naturalmente que não faz sentido as europeias AF e LH o meterem lá (a AF fê-lo apenas durante um curto período para teste das tripulações algures em 2009).

Dos restantes operadores só a Asiana e a China Southern ficam de fora.

Logo não é muito difícil perceber que há uma quase unanimidade na utilização do A380 para LHR entre a maioria dos seus operadores.

Btw, 10% de todos os passageiros movimentados por Heathrow fazem-no em A380. Se pensares no reduzido número de operadores do A380 e na dimensão do aeroporto facilmente percebes que o A380 é importante e tem um lugar evidente para um aeroporto daqueles.

Tal como tem em LAX. Tal como tem em DXB.
« Última modificação: 04 de Fevereiro 2019, 23:33:48 por Adob »


New Engine Option

  • Mensagens: 2304
Os aeroportos onde o A380 tem um papel mais predodominante são, por esta ordem, DXB, LHR, SIN, CDG, BKK, SYD, ICN, FRA, LAX, DOH, JFK, AUH, MEL, HKG, CAN, PEK, MUC, PVG, JNB e KUL. Facilmente se constata que todos eles são hubs globais, alguns deles já congestionados.
« Última modificação: 04 de Fevereiro 2019, 23:44:42 por New Engine Option »


brunodias

  • Mensagens: 4355
Bruno, a realidade não se restringe ao que está ao alcance dos nossos olhos num determinado momento e tendes muito a esse exercício.

LHR recebe no Inverno actual A380 das seguintes:
- BA
- Emirates
- Qatar
- Qantas
- Singapore
- Etihad
- Thai

A Malaysia deixou no Inverno em prol do A350 mas vai voltar a usá-lo no próximo Verão. A Korean é igual, só para o Verão.

Naturalmente que não faz sentido as europeias AF e LH o meterem lá (a AF fê-lo apenas durante um curto período para teste das tripulações algures em 2009).

Dos restantes operadores só a Asiana e a China Southern ficam de fora.

Logo não é muito difícil perceber que há uma quase unanimidade na utilização do A380 para LHR entre a maioria dos seus operadores.

Btw, 10% de todos os passageiros movimentados por Heathrow fazem-no em A380. Se pensares no reduzido número de operadores do A380 e na dimensão do aeroporto facilmente percebes que o A380 é importante e tem um lugar evidente para um aeroporto daqueles.

Tal como tem em LAX. Tal como tem em DXB.

Não é o que está em causa, o que está em causa é o senhor informações, dizer que o a380 voa para o super hub de londres e todas as empresas com a380 metem la os seus aparelhos, quando depois vemos que isso não é a verdade, tanto que pelo menos 3 não usam para lá o aparelho
Depois já vem a contar com o passado, quando o passado só o prejudica, porque se é como ele diz tem logica ninguem deixar de voar para la
Mas desse senhor espero tudo, porque a guerra até começou com outro user mais atras, o user dizia 330 vs 350 e ele insistia em 338 e 339

Eu já o vejo ao longe, não me lembro mas penso que foi ele que lançou o boato do a350 na tap, claro que a desculpa é que o mundo muda muito rapido, mas se em 2022 a tap encomendar vem encher o peito e dizer que ele já tinha informado

Informações daqui? só fico com uns 5%, o resto é conversa

brunodias

  • Mensagens: 4355
Quanto ao tópico continuo a pensar que o 777x vai ter vida difícil
O 77w foi o que foi porque não tinha concorrência o a340 era um avião moribundo, ninguém acreditava muito nele, os 340 600 vinham com peso a mais
O mercado dos 747 já está quase substituído foi o sendo pelos 77w e mais recentemente por a350, faltam o que? 200? 150? E nem todos vão ser 777x.
O a380 também não é um mercado enorme
O enorme é o 77w mas ainda está cedo para ele, e vai ser dividido também com o a350, mais na versão 900, porque a 1000 também vende pouco. A versão 1100 não está prevista sequer, poderia vir mas o mercado por enquanto não quer, basta pensar nas vendas do 1000.

Adob

  • Mensagens: 213
O 777X vai ficar acabar a substituir A380 (apesar de ser um downgauge de capacidade considerável) e uma parte dos 77W (nomeadamente os operadores que valorizam o cargo). Provavelmente isso dá uns 500 no total, o que não sendo a dimensão do 77W não é assim tão terrível.

O 797 é capaz de ser o projecto mais interessante dos últimos anos. A mim quero ver como a Boeing conseguirá dar a volta à ineficiência de espaço útil de um widebody/duplo corredor pequeno.

Entretanto parece certo que a Airbus vai lançar o A321XLR em Paris. E com essa jogada novamente ganhando espaço e ficando sozinha a surfar num nicho rentável. E a resposta ao 797 provavelmente será um A322/A323 "à la 777X" (asa nova em carbono + motores de nova geração) e mesmo assim conseguir bater na chegada ao mercado um putativo "clean-sheet design" 797. Contudo os problemas de boarding e deboarding à la 757-300 estarão sempre lá...

Já esta conversa dos 36 A380 da Emirates parece-me ser claramente a indicação que a Airbus (por meio do seu novo CEO) já decidiu internamente matar o modelo, assumir o fim do projecto e pegar na nova geração de motores para esticar o A350 lá para 2025. Isso provavelmente vai resultar na Emirates em aumentar um pouco a sua encomenda de 777X, abandonar o 787-10 e ser o launch costumer/parceiro mais visível da nova versão do A350. Pelo meios os leases dos A380 vão ter que ser esticados, até tendo em conta as condições favoráveis dada a ausência de mercado secundário. Isso seria a minha aposta.

Tempos interessantes.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Aviso: este tópico não tem nenhuma mensagem nova há, pelo menos, 90 dias.
A não ser que tenha a certeza que quer responder, por favor, considere a hipótese de criar um novo tópico.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
0 Respostas
843 Visualizações
Última mensagem 16 de Fevereiro 2014, 00:34:12
por ruialves
337 Respostas
25177 Visualizações
Última mensagem 02 de Fevereiro 2016, 21:18:33
por lrad
11 Respostas
2555 Visualizações
Última mensagem 09 de Junho 2016, 07:59:15
por iloper
0 Respostas
686 Visualizações
Última mensagem 22 de Setembro 2016, 12:26:47
por LapaG
47 Respostas
5012 Visualizações
Última mensagem 15 de Setembro 2017, 12:17:36
por nunopinheiro

Total 112+0=112 ms, db 0 ms, php 112 ms