CS-TOD

  • Mensagens: 241

Nyctalus

  • Mensagens: 319


Pelo video, parece que o avião subiu uns metros e perdeu sustentação.

Spak

  • Mensagens: 5525
Como se pode ver, na altura da descolagem chovia de caraças, o que está convencionado é continuar com a descolagem mesmo assim?

nunopinheiro

  • Mensagens: 3132
Spak acho que foi mesmo um azar do caraças e talvez inexistência de radar meteorológico, ele quando inicia o movimento nem esta a chover assim tanto, de repente é  que cai aquela borrasca já ia ele em velocidade de rotação. Dentro do azar ate foi uma sorte tremenda podia ter corrido muito muito pior.
« Última modificação: 02 de Agosto 2018, 12:07:55 por nunopinheiro »


Hawks

  • Mensagens: 526
A chuva em si não creio que seja um problema, directamente. Indirectamente, naturalmente que afecta tempos de travagem, etc.

A questão aqui é se a chuva intensa provinha de nuvens tipo Cumulonimbus que geralmente têm fortes correntes associadas e são identificáveis tanto a "olho nu" como nos radares e não é de todo aconselhável operar quando estão por perto. Atenção que não estou a referir que é o que se passou neste caso.

Nyctalus

  • Mensagens: 319
Sem querer especular, mas já o fazendo: poderia ser um microburst a levar o avião para o chão aquando a rotação?

wxman

  • Mensagens: 8
Num vídeo feito a partir de imagens duma webcam vê-se bem os típicos movimentos descendentes



Com a precipitação na forma de chuva e/ou granizo ocorre um movimento descendente de ar mais frio e pesado que pode ser uma cortina de chuva não muito traiçoeira em que o ar não desce a alta velocidade;
se cair com muita rapidez chama-se a isso um downburst, micro ou macroburst, conforme a dimensão espacial do mesmo.

Neste caso a base das nuvens parece bastante alta o que geralmente é indício de corrente descendente forte por razões que poderei explicar se necessario


No vídeo a atençãoremete-nos para a cortina de precipitação da esquerda que é muito intensa, há ali muita chuva e granizo e ar que desce




Mas mais à direita se observarem temos o que parece menos agressivo mas ilustra melhor estes fenónomos.

Revejam o vídeo e percebem que as imagens mostram um clássico microburst na fase inicial antes da massa de ar colidir com o solo, como se tivessem despejado um balde do céu, na última imagem desta sequência está a 1 ou 2 segundos de chocar com o solo.



Quando o microburst colide com o chão o ar diverge de forma turbulenta em todas as direcções na horizontal chegando a curvar para cima criando vortices pelo que é facil de antever o que isto pode fazer com um avião no ar próximo do solo. O cizalhamento do vento, mudanças bruscas na direcção e intensidade do vento quer na horizontal quer na vertical é o que se chama windshear.





Os aeroportos/ATC para lidar com este problema costumam ter acesso a radar meteorológico e/ou LLWAS
Desconheço a realidade deste acidente mas nunca são soluções 100% perfeitas, sobretudo nos instantes iniciais dum microburst.

O que idealmente acontece é que na presença dum Cb próximo há muita atenção para a eventualidade de ocorrer um fenomeno destes a qualquer momento

Finalizando, é necessário aguardar por mais informação e respectiva investigação pois pode até nem ter relação com as condições atmosféricas

Spak

  • Mensagens: 5525
Há um novo vídeo do acidente, desta feita do lado esquerdo do avião.


brunodias

  • Mensagens: 3911
O que vou contar de semelhante só mesmo ser 1 avião e 1 pista, de resto tudo é diferente, pesos velocidades meteorologia etc

1 dia num voo de instrução a solo mandaram fazer 1 bocado de voo alto e depois 3 toca e anda, quando vim para o primeiro toca e anda, ai a 10 metros do chão fui levado por 1 descendente que literalmente me atirou para o chão, felizmente já aconteceu quase no fim do curso e tive a rapidez de meter potência, mas mesmo assim foi 1 aterragem daquelas

Isto é mais numa de ver que pode acontecer a tal descendente como 1 user disse em cima em que parece que o avião perde a sustentação

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 803
Pelo pouco que percebi do vídeo não havia mesmo nada a fazer. O vento simplesmente atirou o avião contra o chão. Não quero parecer estúpido mas e o windshear predictive system?
Não me parece que tenham perdido sustentação, parece mesmo que foi o vento que lixou isto tudo. Mas pronto isto é só especular...

Byte Boador

  • Mensagens: 139
Há windshear para o qual façamos o que quer que seja, não há como colocar o avião a voar
“Success is not final, failure is not fatal.
It is the courage to continue that counts“

Winston Churchill

JGonzo

  • Mensagens: 203
Boa tarde Caros,
Desculpem se isso já foi falado aqui e eu não me apercebi. A meteorologia consegue prever este tipo de ventos? se não quer dizer que há situações em que o avião fica totalmente a mercê do tempo?

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Aviso: este tópico não tem nenhuma mensagem nova há, pelo menos, 90 dias.
A não ser que tenha a certeza que quer responder, por favor, considere a hipótese de criar um novo tópico.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
6 Respostas
1263 Visualizações
Última mensagem 04 de Dezembro 2014, 00:06:31
por Caravelle
45 Respostas
5904 Visualizações
Última mensagem 03 de Julho 2015, 11:26:43
por Spak
0 Respostas
722 Visualizações
Última mensagem 21 de Março 2015, 09:30:51
por leneoandrade
0 Respostas
533 Visualizações
Última mensagem 17 de Novembro 2015, 13:32:36
por ngouveia
1 Respostas
1471 Visualizações
Última mensagem 25 de Julho 2016, 13:21:33
por ricardo pereira

Total 93+0=93 ms, db 0 ms, php 93 ms