toto1100

  • Mensagens: 3610
Cada desculpa mais esfarrapada.

New Engine Option

  • Mensagens: 2304
Não se cobra só na PGA, cobra-se também noutras empresas por esse mundo fora. A medida serve para estancar a saída de pilotos nos primeiros anos depois de uma formação até aqui toda custeada pela empresa. Assim, com parte do custo dessa formação a recair sobre o piloto, ainda que em menor proporção, este certamente não poderá sair tão facilmente, não perdendo a companhia um importante e valioso recurso humano.
« Última modificação: 11 de Setembro 2018, 20:14:45 por New Engine Option »


CS-TUK

  • Mensagens: 204
...Pois... O problema de fundo continua é a ser outro... Sem dinheiro, como podem fazer tudo o que se propõem??? Quanto à falta de pilotos essa é geral e vai tocar a todos, principalmente aos que menos bem os tratarem. Deixem explodir os mercados Chinês e Indiano e depois falamos!...

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1526
E o novo A321 neo cs tjj já tem nome. Gonçalo velho Cabral

New Engine Option

  • Mensagens: 2304
Era isso que vinha aqui referir: o TJJ vai-se chamar Gonçalo Velho Cabral.

Major Alvega

  • Mensagens: 237
...Pois... O problema de fundo continua é a ser outro... Sem dinheiro, como podem fazer tudo o que se propõem??? Quanto à falta de pilotos essa é geral e vai tocar a todos, principalmente aos que menos bem os tratarem. Deixem explodir os mercados Chinês e Indiano e depois falamos!...

O mercado chinês já explodiu há algum tempo e os que estão la querem correr de la para fora a sete pés.. nem tudo na vida são $...
E mesmo sendo mau, viver em Portugal ainda é um paraíso.

MA

CS-TJF

  • Mensagens: 245
    • cs-tjf
E o novo A321 neo cs tjj já tem nome. Gonçalo velho Cabral


Descobridor da ilha de S.Miguel, curiosamente para onde voou no 1º dia de funcionamento...

New Engine Option

  • Mensagens: 2304
...Pois... O problema de fundo continua é a ser outro... Sem dinheiro, como podem fazer tudo o que se propõem??? Quanto à falta de pilotos essa é geral e vai tocar a todos, principalmente aos que menos bem os tratarem. Deixem explodir os mercados Chinês e Indiano e depois falamos!...

O mercado chinês já explodiu há algum tempo e os que estão la querem correr de la para fora a sete pés.. nem tudo na vida são $...
E mesmo sendo mau, viver em Portugal ainda é um paraíso.

MA

Plenamente de acordo. São mais a vir neste momento para Portugal, arrependidos de terem ido para as Arábias e Ásia por dinheiro, que aqueles a sair.

New Engine Option

  • Mensagens: 2304
E o novo A321 neo cs tjj já tem nome. Gonçalo velho Cabral


Descobridor da ilha de S.Miguel, curiosamente para onde voou no 1º dia de funcionamento...

Não há coincidências!

Major Alvega

  • Mensagens: 237
Não se cobra só na PGA, cobra-se também noutras empresas por esse mundo fora. A medida serve para estancar a saída de pilotos nos primeiros anos depois de uma formação até aqui toda custeada pela empresa. Assim, com parte do custo dessa formação a recair sobre o piloto, ainda que em menor proporção, este certamente não poderá sair tão facilmente, não perdendo a companhia um importante e valioso recurso humano.


Foram criados escalões de F/O há uns anos precisamente para custear este encargo com a formação que a empresa tem.
Mas o problema, na minha opinião nem está aqui. O errado são as escolas de aviação andarem a vender sonhos ao preço do ouro e o pessoal sair de la com capacidades teóricas e praticas (de pilotagem) ao nível das que tinham quando entraram (com a diferença de terem carteira aliviada em milhares de euros).

As empresas vão ter que retomar a formação própria. Irem buscar gente nova as escolas secundarias e darem-lhe a formação.

MA

caparica

  • Mensagens: 593
Esta decisão foi porque na Portugália já se pagava e a decisão foi não ter duas politicas diferentes na mesma empresa

palavras do Antonaldo

Citação
Nós já cobrávamos isso na Portugália, é uma prática da indústria,
as outras companhias aéreas também o fazem. É óbvio que pode
mudar a decisão de alguma pessoa, que decida ir para outra
companhia aérea, mas tudo bem, faz parte da vida. O que não
posso é ter duas políticas diferentes na mesma companhia

Havia a hipótese de igualar, deixando de cobrar na PGA. De resto, o que eu tinha a dizer, o nunopinheiro já disse.

Capitão do Fim

  • Mensagens: 226
Não se cobra só na PGA, cobra-se também noutras empresas por esse mundo fora. A medida serve para estancar a saída de pilotos nos primeiros anos depois de uma formação até aqui toda custeada pela empresa. Assim, com parte do custo dessa formação a recair sobre o piloto, ainda que em menor proporção, este certamente não poderá sair tão facilmente, não perdendo a companhia um importante e valioso recurso humano.

A medida vai ter o efeito contrário ao pretendido. Não só não estanca a saída, como vai levar a menos entradas. Basta ver os comportamentos análogos que a Força Aérea tem para com os seus Pilotos, sem sucesso.

A tendência da industria também já não é esta (ainda que haja quem a pratique nos dias de hoje), havendo até quem já pague "signing bonuses" para atrair Pilotos.

Vejamos a seguinte situação. Um piloto, no início de carreira, formado em escolas civis, já investiu mais de 70.000€ "apenas" para ter o papel azul (estou a incluir todos os custos do curso, custo de vida enquanto se tira o curso, horas, material de estudo e equipamento (headsets, etc)).

A sua licença tem uma validade de 6 meses. Ou seja, após 6 meses tem de fazer os testes e cumprir com os mínimos de experiência recente. Isto acontece a todos os 6 meses.

Se enveredar por fazer um Type Rating, vai largar mais uns 40-60.000€, dependente do tipo de aeronave. E tem experiência nula no avião, o que lhe vale perto de zero. Para alêm de ter de cumprir com o requisito de 6 meses de experiência recente e revalidação.

Entrando na TAP agora, vão para o fim de uma fila muito longa, e primeiro que cheguem a Comandantes, vai demorar facilmente mais de dez anos (mesmo com todo o crescimento anunciado). E não é garantido, de todo, que passem na avaliação.

Após isto, acham que alguém que já passou por isto, quando entra numa companhia aérea, está na disposição de ver o seu vencimento diminuído em 833€ durante 3 anos? Mesmo quando em companhias ao lado lhe aliciam com vencimentos maiores, e com progressões mais rápidas, o que acham que vai acontecer?

Não só não concorrem, como os que concorrem, na primeira oportunidade, dão o salto para outro sitio onde lhes paguem melhor e lhes deem uma progressão de carreira mais rápida. E nem é preciso ir muito longe em Lisboa. Basta atravessar a rua e ir vestir de laranja, para estar a fazer um emprego que é essencialmente 99% igual ao da TAP, mas com perspectivas bem melhores.

Esta medida, para além de injusta e incorrecta (por ter sido aplicada a quem não tinha concorrido nestes pressupostos, fazendo com que já tenha havido desistências), é contrária à Lei Geral do Trabalho e ao Acordo de Empresa.

Pretende-se cobrar três vezes a formação aos Pilotos que escolherem a TAP. Primeiro, com um escalão de vencimento diferenciado para os Pilotos recém entrados (que dura dois anos, e depois outros dois). Segundo, com uma cláusula de indemnização compensatória, no caso de saírem antes de três anos. E terceiro, agora, com estes 30.000€ divididos por 36 meses.

Curiosamente, ao Eng. Neves fez confusão que se cobrasse na PGA os 30.000€ e na TAP não. Daí, diz ele, ter aplicado esta medida.

Curiosamente, digo eu, porque os Pilotos da PGA não tem as mesmas condições de trabalho e de vencimento que os da TAP, e aí não o vi preocupado. Antes pelo contrário, quis até que persistisse esta diferença, quando o SPAC apresentou uma proposta para fundir os dois quadros de Pilotos.

Este é um dos aspectos mais negativos que vi na entrevista, mas que ainda não tinha assinalado aqui (o outro tem a ver com a contabilização do trabalho nocturno e o dec.-lei 139).

Espero que assumam o erro e sejam mais criativos na atracção de novo talento. Isso seria, novamente, surpreender pela positiva. Veremos.

Capitão do Fim

  • Mensagens: 226
Plenamente de acordo. São mais a vir neste momento para Portugal, arrependidos de terem ido para as Arábias e Ásia por dinheiro, que aqueles a sair.


Conheço quase todos os que saíram, e desses cerca de 60, apenas conheço 4 casos que voltaram (3 para a EAA e 1 para a EasyJet). Posso estar enganado, mas não vejo essa movimentação a acontecer.

CS-TUK

  • Mensagens: 204
...Pois... O problema de fundo continua é a ser outro... Sem dinheiro, como podem fazer tudo o que se propõem??? Quanto à falta de pilotos essa é geral e vai tocar a todos, principalmente aos que menos bem os tratarem. Deixem explodir os mercados Chinês e Indiano e depois falamos!...

O mercado chinês já explodiu há algum tempo e os que estão la querem correr de la para fora a sete pés.. nem tudo na vida são $...
E mesmo sendo mau, viver em Portugal ainda é um paraíso.

MA

Plenamente de acordo. São mais a vir neste momento para Portugal, arrependidos de terem ido para as Arábias e Ásia por dinheiro, que aqueles a sair.

Caros: Não sei se neste momento são mais os que estão a regressar do que os que estão a sair... Acredito que pilotos experientes já a caminharem para "entradotes", portanto, quase de certeza comandantes, estejam a querer voltar para ficarem mais perto de família, amigos e etc... Mas, também creio que entre os mais novos o caso muda muito de figura. Agora: O que me parece que, correntemente esse parece não ser o target onde a TAP quer centrar a sua política de contratações... Até porque não tem sequer dinheiro para isso!...

...E repito, do meu modesto ponto de vista de analista de mercado que também sou: Não! Os mercados Chinês e Indiano, verdadeiramente ainda não explodiram! Pelo contrário! São ainda mercados recém-nascidos por assim dizer e ainda têm de comer muita "papinha" até explodirem!...

Tenham uma boa noite!... :)

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1526
Caramba eu fico assustado com tanta coisa má com o processo de seleção e entrada na TAP. Não é que tenha ouvido falar muito bem dos processos de entrada na Ryanair e da easyJet mas para um gajo como eu que quer ser piloto isto é quase desmotivador (e assustador).
Por acaso não tinha muito essa noção de que havia muita gente a voltar das arábias e da China... Porque é que isso está a acontecer?

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 
Total 137+1=138 ms, db 0 ms, php 138 ms