António Costa

  • Mensagens: 1009
CS-TOX despede-se amanhã da frota, indo como voo posicionado para GIG.

Nesses voos de posição podem levar passageiros? Ou seja, pode aproveitar uma determinada rota e operar comercialmente? É que neste caso concreto se assim não fôr é uma pipa de massa em fuel deitada fora.
Mas aí tem o problema de mandar um avião que não vai voltar. Ou seja os pax que supostamente o avião traria depois quando voltasse a LIS vão de quê? Táxi? Era sempre preciso mandar um voo extra a seguir nesse caso.
Imagino que esteja estipulado no contrato de leasing quem é que paga o quê no processo de phase out.

Por vezes faz muito sentido um voo extra numa determinada "perna", não tem nada a ver com quem vai tem de voltar. A minha pergunta é se é possivel fazê-lo em termos legais.

RMSR

  • Mensagens: 14
Um voo de posição não leva passageiros, não só por não existir voo de regresso mas por outras implicações. Primeiro, como o nome indica, reposiciona uma aeronave com um fim especifico. As taxas aeroportuárias são diferentes. não requer stand com desembarque de passageiros, nem handling de bagagem. Há casos em que se apoveita um voo de posição para fazer transporte de carga aérea, embora não seja comum, até poderia ser o caso porque gig tem volume de carga aérea para isso.

RMSR

  • Mensagens: 14
Legal é. mas nao seia um voo de posição seria um charter.

António Costa

  • Mensagens: 1009
Um voo de posição não leva passageiros, não só por não existir voo de regresso mas por outras implicações. Primeiro, como o nome indica, reposiciona uma aeronave com um fim especifico. As taxas aeroportuárias são diferentes. não requer stand com desembarque de passageiros, nem handling de bagagem. Há casos em que se apoveita um voo de posição para fazer transporte de carga aérea, embora não seja comum, até poderia ser o caso porque gig tem volume de carga aérea para isso.

Ok, obrigado pelo esclarecimento.

CS-TMT

  • Mensagens: 2051
    • Facebook
Nesses voos de posição podem levar passageiros? Ou seja, pode aproveitar uma determinada rota e operar comercialmente? É que neste caso concreto se assim não fôr é uma pipa de massa em fuel deitada fora.
A legislação (penso que nacional, mas não sei se é a internacional) não permite levar passageiros sem levar tripulação de cabine.


Mas aí tem o problema de mandar um avião que não vai voltar. Ou seja os pax que supostamente o avião traria depois quando voltasse a LIS vão de quê? Táxi? Era sempre preciso mandar um voo extra a seguir nesse caso.
Imagino que esteja estipulado no contrato de leasing quem é que paga o quê no processo de phase out.
Não será o último voo que a TAP faz para o Rio de Janeiro, logo os passageiros e tripulações poderiam voltar noutros voos.


Um voo de posição não leva passageiros, não só por não existir voo de regresso mas por outras implicações. Primeiro, como o nome indica, reposiciona uma aeronave com um fim especifico. As taxas aeroportuárias são diferentes. não requer stand com desembarque de passageiros, nem handling de bagagem. Há casos em que se apoveita um voo de posição para fazer transporte de carga aérea, embora não seja comum, até poderia ser o caso porque gig tem volume de carga aérea para isso.
Foi o que aconteceu comigo em Dezembro de 2002 quando fui à Madeira em A330. Para lá o voo ia completamente "à pinha" (poucos dias antes da famosa passagem de ano), para cá foi um voo de posição, em que trouxemos algumas toneladas de carga, maioritariamente correio.
REG/CSTMT SEL/LRDQ OPR/LXR

JetPhotos
PlanePictures
Flickr

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1895
Sim mas vai sempre ter excesso de pax para cá. Vai ter de arrumar +/- 250 pessoas noutros voos da TAP que não deve ser giro... Além do mais é literalmente uma rotação que não vai ser feita o que significa que o voo de regresso tem de ser cancelado por literalmente não haver avião para o fazer. E lá está notificar todos os pax que vão ter de ir noutro horário (alguns deles vão perder ligações) e muitos outros problemas logísticos associados a cancelar um voo.
Basicamente só para poupar uns trocos a conta vai ficar muito mais cara provavelmente

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1895
E já para não falar da carga que também vai ter de ser alocada noutros voos e os voos para GIG costumam ir sempre bem compostos no porão... Razão pela qual recebem muitas vezes o avião preferido do nosso caro VNE

toto1100

  • Mensagens: 4011
Porque é que haviam de ter que cancelar um hipotetico voo de regresso que nunca existiu?
Se queriam vender lugares no voo pra la vendiam, nao era nada de extraordinario. Companhias a venderem lugares em voos de posicionamento é o pão nosso de cada dia.
O maior problema neste caso ate seria a tripulação que teriam que voltar a ocupar lugares que podiam ser vendidos.


 
Legal é. mas nao seia um voo de posição seria um charter.

Oi?! Charter em honra de que santo? Quem o estava a contratar?

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1895
Porque é que haviam de ter que cancelar um hipotetico voo de regresso que nunca existiu?
Se queriam vender lugares no voo pra la vendiam, nao era nada de extraordinario. Companhias a venderem lugares em voos de posicionamento é o pão nosso de cada dia.
O maior problema neste caso ate seria a tripulação que teriam que voltar a ocupar lugares que podiam ser vendidos.


 
Legal é. mas nao seia um voo de posição seria um charter.

Oi?! Charter em honra de que santo? Quem o estava a contratar?
Sim toto eu estava a referir esta situação numa hipótese em que o voo de posição estava a assegurar um voo regular. Se eles quisessem vender o voo de posição como voo extra então claro que não havia este problema.

toto1100

  • Mensagens: 4011
Ah pronto. Mas obviamente que teria que ser voo extra. Para voo regular nao servia de nada, que depois tinham que mandar outro avião para fazer o voo de regresso e ia dar ao mesmo.

CS-TOA

  • Mensagens: 419
Por acaso acontece várias vezes a ida de um avião para a ME em GIG levar passageiros, mas coincide com a saída de outro avião da ME de GIG e faz-se a troca, podendo fazer o voo de regresso com passageiros.
Flown:
A310: TEI/X
A319: TTA/B/C/D/E/F/G/H/I/J/K/L/M/N/O/P/Q/R/S/U/V
A320: TMW/TNG/H/I/J/K/L/M/N/P/Q/R/S/T/U/V/W/X/TQD
A321: TJE/F/G/H
A330: TFZ/TOE/F/G/H/I/J/K/L/M/N/O/P/Q/R/U/V/W/X/TRA/TUB/C/D/E/F/G/H/I/K/M/O
A340: KBM/TFW/X/TOA/B/C/D/TQM

MightyMouse

  • Mensagens: 232
A companhia vende bilhetes apenas de ida e a preços competitivos.
Não vejo drama em existir um voo com paxs de ida...

TAP153

  • Mensagens: 1120
Quem entra no Brasil por GIG não tem necessariamente que sair pelo mesmo aeroporto... a política tarifária da TAP nem penaliza por isso.

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1895
A companhia vende bilhetes apenas de ida e a preços competitivos.
Não vejo drama em existir um voo com paxs de ida...
Não há drama nenhum se for um voo extra. Como é óbvio não se escala um avião para uma rotação regular quando se sabe previamente que ele não volta.

MightyMouse

  • Mensagens: 232
A companhia vende bilhetes apenas de ida e a preços competitivos.
Não vejo drama em existir um voo com paxs de ida...
Não há drama nenhum se for um voo extra. Como é óbvio não se escala um avião para uma rotação regular quando se sabe previamente que ele não volta.

Mas é precisamente o que se fala.
Um voo de posição levar Paxs...

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 
Total 114+-1=113 ms, db 0 ms, php 113 ms