picarote

  • Mensagens: 114
... e num dia de temporal, com a pressão atmosférica fora do normal (mais baixa??), com altitudes baixas o erro de altímetro seria assinalável.

visitante01

  • Mensagens: 10
e alguns dos senhores acha que um qualquer piloto deste mundo, vai voar a noite, a baixa altitude, em tempo marginal “pendurando” numa altitude retirada de uma qualquer carta com pouca precisão relativamente a obstáculos, ou voar uma rota já pre-estabelecida e conhecida mas com uma margem tão baixa reltaviament ao solo e/ou obstáculos sem usar outras referências?

se fossem IFR, e limitados por possíveis níveis de gelo, a primeira ação seria subir

Spark

  • Mensagens: 5673
    • A internet nos dias de hoje são 2 veículos: o hypetrain e o hatewagon. ALL ABOARD!!!
A nova aeronave que veio substituir o acidentado também é um Agusta mas mais pequeno.

CS-HHH Agusta A109E aqui fotografado em 2013 pelo "nosso" Carlos Seabra.

picarote

  • Mensagens: 114
Quero crer que a experiência dos pilotos não o permitiria. As únicas coisas que temos como certas são as cartas, com os obstáculos assinalados (existem torres naquele local há mais de 50 anos) e que a aeronave voava abaixo da altitude de segurança. Falta saber o motivo.

As condições de vento durante a aproximação e sobrevoo da encosta e da serra, podem "atirar" uma aeronave desta dimensão, para baixo??

visitante01

  • Mensagens: 10
A nova aeronave que veio substituir o acidentado também é um Agusta mas mais pequeno.

CS-HHH Agusta A109E aqui fotografado em 2013 pelo "nosso" Carlos Seabra.

20 cm mais pequena a fuselagem, mas com diâmetro de rotor 20 cm maior (aproximadamente)?

brunodias

  • Mensagens: 4355
Este pessoal esta habituado a voar sem radios por isso era 1 dia normal, agora a rotina pode ter causado também o acidente,tantas vezes passaram por ali perto e desta vez estavam alguns metros ao lado

1 vez a ir para mirandela, ainda na zona do douro fomos avisados que o heli ia para macedo e ia sem comunicações, alias na zona de mirandela comunicações certas só acima dos 4 ou 5 mil pes, podemos ter mais abaixo, mas não é sempre

visitante01

  • Mensagens: 10
Quero crer que a experiência dos pilotos não o permitiria. As únicas coisas que temos como certas são as cartas, com os obstáculos assinalados (existem torres naquele local há mais de 50 anos) e que a aeronave voava abaixo da altitude de segurança. Falta saber o motivo.

As condições de vento durante a aproximação e sobrevoo da encosta e da serra, podem "atirar" uma aeronave desta dimensão, para baixo??

pode por favor facultar uma carta onde estejam indicados todos esses obstáculos assinalados? então se formos para as “ventoinhas” eólicas... ui...

e não me refiro a uma “mancha” de símbolos mais ou menos espalhados numa determinada área e com a elevação do obstáculo predominante.

as altitudes de segurança valem o que valem, quando o nível de gelo é baixo, existe tectos baixos, ou apenas um detalhe ... o paciente tem limitações tais que não pode voar em altitude... sei de um voo algarve para lisboa, em que se contornou o espichei, porque passar por cima, poderia ser demasiado alto...certamente familiares e amigos terão ficado felizes, que as altitudes mínimas, de segurança e outros argumentos que por aqui vão, tenham sido adaptado e ponderado em função da realidade da situação.

eascensao

  • Mensagens: 342
Os Augusta A109E Power foram durante largo período de tempo os helicópteros ao serviço do INEM ...

Jorge78

  • Mensagens: 2467
as altitudes de segurança valem o que valem, quando o nível de gelo é baixo, existe tectos baixos, ou apenas um detalhe ... o paciente tem limitações tais que não pode voar em altitude... sei de um voo algarve para lisboa, em que se contornou o espichei, porque passar por cima, poderia ser demasiado alto...certamente familiares e amigos terão ficado felizes, que as altitudes mínimas, de segurança e outros argumentos que por aqui vão, tenham sido adaptado e ponderado em função da realidade da situação.

Mas nesta situação não havia qualquer doente dentro do helicóptero.
Nos casos de emergência é permitido voar abaixo da altitude mínima permitida?

picarote

  • Mensagens: 114
Quero crer que a experiência dos pilotos não o permitiria. As únicas coisas que temos como certas são as cartas, com os obstáculos assinalados (existem torres naquele local há mais de 50 anos) e que a aeronave voava abaixo da altitude de segurança. Falta saber o motivo.

As condições de vento durante a aproximação e sobrevoo da encosta e da serra, podem "atirar" uma aeronave desta dimensão, para baixo??

pode por favor facultar uma carta onde estejam indicados todos esses obstáculos assinalados? então se formos para as “ventoinhas” eólicas... ui...

e não me refiro a uma “mancha” de símbolos mais ou menos espalhados numa determinada área e com a elevação do obstáculo predominante.

as altitudes de segurança valem o que valem, quando o nível de gelo é baixo, existe tectos baixos, ou apenas um detalhe ... o paciente tem limitações tais que não pode voar em altitude... sei de um voo algarve para lisboa, em que se contornou o espichei, porque passar por cima, poderia ser demasiado alto...certamente familiares e amigos terão ficado felizes, que as altitudes mínimas, de segurança e outros argumentos que por aqui vão, tenham sido adaptado e ponderado em função da realidade da situação.
É óbvio que não estão marcados todos os obstáculos. Só os mais significativos, para a navegação. Os de maior cota. Nas cartas de VFR estão indicadas as torres com maior cota e sua sinalização, para Valongo e Monte da Virgem.

jeropiga

  • Mensagens: 258
e alguns dos senhores acha que um qualquer piloto deste mundo, vai voar a noite, a baixa altitude, em tempo marginal “pendurando” numa altitude retirada de uma qualquer carta com pouca precisão relativamente a obstáculos, ou voar uma rota já pre-estabelecida e conhecida mas com uma margem tão baixa reltaviament ao solo e/ou obstáculos sem usar outras referências?

se fossem IFR, e limitados por possíveis níveis de gelo, a primeira ação seria subir
O senso comum, também diria o mesmo. Mas há os Factores Humanos. Se já os estudou, concerteza encaixa este possivel cenário num dos Dirty Dozen...

visitante01

  • Mensagens: 10
sabe que o momento em que um helicóptero dedicado, de emergência médica,não tem paciente a bordo, levanta algumas discuccoes se deverá ter prioridade ou não - há quem defenda que não, pois não tem paciente a bordo, há quem pense o contrário, por ser um meio muito diferenciado e escasso e que deverá estar sempre pronto para uma eventual nova missão - e que não se sabe se não está em stand by a aguardar o status de disponível (e/ou regresso há base)

quanto ao resto, já viu alguma ambulância a anunciar marcha de emergência a passar sinais vermelhos, e a pisar traços contínuos?   

https://www.quora.com/What-are-some-instances-when-a-planes-captain-had-to-break-laws-for-safety-reasons

visitante01

  • Mensagens: 10
jeropiga,
pode desenvolver, pff?

picarote,
não percebeu o que eu disse então. Voar visual é isso mesmo, visual, olhar para fora, não é pegar numa carta, e porque diz lá que não há obstáculos, pode ser pr o QNH, colocar a altitude da carta, e voar descansadinho a brincar com tablet ou a tirar fotos...

picarote

  • Mensagens: 114
Certo.
Então estariam a voar por instrumentos. E ou se enganaram ou foram enganados por eles.

jeropiga

  • Mensagens: 258
Claro! Factores Humanos, é uma formação obrigatória para quem trabalha na aviação. Orienta as pessoas para cenarios onde possam ocorrer erros. Por exemplo, o cansaço, a pressão, o trabalhar de memória, o pensar que o trabalho está feito e o mesmo ficar incompleto, a falta de aderencia aos procedimentos actuais, falta de ferramentas, de luz, tudo isso pode afectar a performance humana. Se a tripulação não ajustou o QNH, isso foi concerteza por esquecimento. Isto porque, e assumindo que o voo era a 1500ft, se o helicoptero tivesse a essa altitude tinha passado por cima das antenas, seguramente.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Aviso: este tópico não tem nenhuma mensagem nova há, pelo menos, 90 dias.
A não ser que tenha a certeza que quer responder, por favor, considere a hipótese de criar um novo tópico.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
2 Respostas
560 Visualizações
Última mensagem 14 de Junho 2015, 23:50:49
por lynx95
2 Respostas
936 Visualizações
Última mensagem 23 de Novembro 2015, 23:12:31
por iSeven
0 Respostas
456 Visualizações
Última mensagem 18 de Agosto 2016, 00:28:56
por LapaG
11 Respostas
1570 Visualizações
Última mensagem 21 de Outubro 2016, 23:15:17
por Spark
31 Respostas
3323 Visualizações
Última mensagem 24 de Junho 2017, 15:30:47
por fredericolopes

Total 122+0=122 ms, db 0 ms, php 122 ms