nunopinheiro

  • Mensagens: 3657
Não é para mim claro se o aparelho devia ser grounded ou não. Não saber ao certo o que se passou não é de todo razão para não fazer nada.

O que sabemos até agora é que em circunstâncias muito parecidas dois aparelhos max tiveram incidentes catastróficos. E que não sabemos ao certo e com toda a certeza o que se passou.

Se no futuro tivermos um terceiro acidente, de quem será a culpa das centenas de vidas perdidas????

Percebo que economicamente era um desastre para a Boeing, mas na minha opinião até que se apure com um mínimo de certeza o que se passou  e que os incidentes não estão relacionados. Os aparelhos deviam ficar no chão... A não ser que as autoridades saibam algo que não saibamos...

Melhor agora do que daqui a um ano quando mais centenas de aparelhos estiverem no ar.
« Última modificação: 11 de Março 2019, 09:02:55 por nunopinheiro »


nunopinheiro

  • Mensagens: 3657
Sobre o "esticar". O que se vai dizendo é que pode ser um problema de instabilidade em certas condições limite causado pela mudança do centro de gravidade/trust do aparelho depois dos motores term sido puxados mais para a frente das asas.
Não foi bem esticar o aparelho, isso até teria o efeito contrário. Em relação aos momentos relativos criados por essa mudança.

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1252
Concordo com o Nuno. Dar ordem de grounding a todos os max não me parece uma decisão muito precipitada. Afinal de contas acabamos de ter 2 acidentes sem sobreviventes, com o mesmo avião e em circunstâncias muito parecidas...
Não é esperar para ver se estão relacionados e depois é que ficam no chão. Têm de ficar no chão até se perceber se não tiveram nada a ver.

Scarto

  • Mensagens: 148
Espero que ninguém se esteja a rir. No crash da Lion air houve medidas de velocidade até ao impacto. Neste caso não.
A China já deu ordens para todos os 737 max ao serviço de empresas Chineses ficarem em terra até haver esclarecimentos.

Não há medidas de velocidade,porque no LionAir usaram dados do Flightradar24 e aqui o próprio Flightradar24 confirma que só teve cobertura do voo nos primeiros 3 minutos,depois disso não havia capacidade na área para continuar a seguir.

O voo ainda andou uns minutos no ar "sem" dados.

RazeR550

  • Mensagens: 40
Concordo com o Tomás e com o Bruno em relação a colocar grounded todos os 737 MAX até mais informações. Sabemos que economicamente falando vai haver grande prejuízo para as companhias aéreas e para a Boeing mas neste caso como sempre na aviação a seguranca tem de estar em primeiro lugar.
« Última modificação: 11 de Março 2019, 09:33:07 por RazeR550 »


New Engine Option

  • Mensagens: 2016
Acho estranho a FAA e EASA não tomarem a mesma medida que a CAAC. Recorde-se que na altura dos B787, quando outras decidiram meter o aparelho no chão, a FAA só tomou a mesma decisão dois dias depois... Independentemente de os dois acidentes estarem ou não relacionados, é inegável a falta de confiança em torno da operaçao do equipamento. E se assim é, epá, por muito que custe, os aparelhos devem permanecer no chão até investigações que provem o contrário. Quanto ao Airbus estar-se a rir com isto tudo, acho de péssimo gosto o comentário, tendo em conta que nenhuma construtora está isenta de erros. Nem mesmo a Airbus, que também teve problemas iniciais com o A380.

Rex

  • Mensagens: 967
« Última modificação: 11 de Março 2019, 09:48:39 por Rex »


Spak

  • Mensagens: 5582
Para quem nao conhece esta cia:


Conheço, fizeram grande 'publicidade' no Instagram na altura que estrearam o 737 Max.

fhff

  • Mensagens: 8
Impressionante....ficou pulverizado. Desapareceu....que força tremenda nesse impacto.
Paz às almas dos passageiros e tripulação.

Hawks

  • Mensagens: 634
Tirado dum video


https://www.presstv.com/Detail/2019/03/11/590714/Ethiopia-Rescue-operation-continues-after-plane-crash-kills-157

Não consigo perceber bem, mas parece que o campo de destroços tem o quê? Meio hectar? Se tanto... Parece que foi mesmo nose dive... Qual a probabilidade de retirar a CVR e FDR utilizáveis de um cenário assim?

Nakano

  • Mensagens: 257

Cebola

  • Mensagens: 217
Sim, a Airbus não estará a rir concerteza e até deve estar a acompanhar o processo com muita atenção pois o nivel de competitividade no mercado é grande e a pressão efetuada para com os seus fornecedores também o é. Em suma, é uma situação complexa onde ninguem está isento de ser "vitima" de uma qualquer circunstância não detetada.
Para alem de que a Airbus tambem esta a braços com a avaria de um dos motores de um 380 da Air France, um tanto ou quanto semelhante a ocorrência da Qantas após descolagem de Singapura.
Como ja aqui mencionado, esperemos que consigamos entender o que aconteceu na Etiópia pois todos, no sector, só irão aprender com isto.
« Última modificação: 11 de Março 2019, 11:15:02 por Cebola »


Rex

  • Mensagens: 967
Claro, ninguém se ri com estas coisas.
Não percebendo inteiramente toda a vertente técnica, por alto o Lion Air terá a ver (ainda não há relatório final) com uma protecção que a Boeing adicionou ao MAX, protecção activada apenas por dados de um sensor que pode estar avariado, a dar dados errados. Por oposição na Airbus há redundância de sensores e se há dados contraditórios muda o modo e o piloto é que toma a decisão por ex. dum nose down para sair dum stall enquanto no caso do Max o avião toma essa decisão.

Mas eu recordo-me por ex. de um caso com os A330 (tem um episódio no Mayday) em que um sensor ao longo dum fluxo continuo de dados correctos enviava um registo completamente marado e uma lacuna no software não tratava o dado como sendo errado e desencadeava sozinho o nosedown furando a redundância. O software foi corrigido mas nunca se conseguiu descobrir porque é que o sensor fazia aquilo. Felizmente neste caso nunca houve vitimas.
https://aviation-safety.net/database/record.php?id=20081007-0

Cebola

  • Mensagens: 217
Acabei de ver na Sic noticias que a Indonésia tambem vai suspender as operações com o 737 MAX.
A Boeing suspendeu lancamento do 777X para poder se focar na investigação deste acidente.
A imagem da Boeing está agora danificada, para alem dos impactos financeiros previsiveis que todas estas accões terão.

Carnim

  • Mensagens: 889
Não percebo porque ainda não existem mais posições para deixar os aviões em terra, sinceramente percebo os custos acrescidos que isso poderá ter, mas nenhum dinheiro do mundo substitui uma vida, quanto mais estás todas...

Se fosse passageiro de um desses aviões podes ter certeza que mudava a minha viagem, porque seja o que for a confiança é zero.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
0 Respostas
669 Visualizações
Última mensagem 04 de Março 2015, 16:22:53
por jopeg
20 Respostas
1869 Visualizações
Última mensagem 01 de Junho 2017, 16:45:52
por hsousa
0 Respostas
366 Visualizações
Última mensagem 31 de Agosto 2018, 18:14:10
por MiguelRei
48 Respostas
5725 Visualizações
Última mensagem 07 de Dezembro 2018, 10:52:05
por Cebola
2 Respostas
439 Visualizações
Última mensagem 28 de Fevereiro 2019, 12:15:23
por CS-TOD

Total 108+0=108 ms, db 0 ms, php 108 ms