IL62M

  • Mensagens: 117
TSF/Lusa
PARTILHAR

PUB
Dezenas de pessoas protestaram junto ao escritório da Transportadora Aérea Portuguesa (TAP) em Bissau devido ao atraso da chegada das suas malas de viagem, considerando que o serviço que está a ser prestado "é horrível".


PUB
"Cheguei na terça-feira e não recebi nenhuma das cinco malas. Viajei com um criança de três meses e outra de três anos. Aqui na TAP ninguém nos diz nada", afirmou Solange Guissange.

Revoltada, Solange Guissange disse que a companhia lhe deu 100 dólares, mas questionou o que faz com aquele dinheiro com duas crianças.

"Não aceito isto", lamentou.

Outra passageira, Tamará Cá, que também viajou pela TAP, mas na quinta-feira, com uma bebé, não recebeu nenhuma das cinco peças de bagagem, incluindo a que podia ter trazido consigo na cabine.

"Tinha direito a duas malas de 23 quilogramas e paguei mais duas", disse, explicando que não recebeu nenhuma mala e uma delas trazia o único leite que a bebé pode beber e que não há em Bissau.

Carlos Tibúrcio, um português que trabalha há dezenas de anos na Guiné-Bissau e que viaja com frequência entre os dois países, disse que os "serviços estão horríveis" e que "as coisas não funcionam".

"As informações da TAP são incorretas", lamentou, salientando que chegou na terça-feira e que se vai embora na quinta-feira.

Outras duas passageiras, que foram de férias a Bissau, e que também chegaram na terça-feira, ainda não receberam as malas.

"Desde 16 abril que há pessoas que não têm mala e a única resposta que temos tido da TAP é que talvez no próximo voo", disse Astrides Costa Pina, lamentando que as férias se tenham tornado num momento de 'stress'.

A Lusa contactou a TAP em Bissau e em Lisboa, mas ate ao momento ainda não obteve resposta.

Num alerta na página oficial da TAP na Internet, a companhia aérea adverte que há restrições de bagagem nos voos com destino a Bissau devido a "limitações de espaço" nos aviões, nomeadamente no período da Páscoa, entre 06 de abril e 21 de abril, no verão, entre 20 de junho e 15 de agosto, e no Natal, entre 11 de dezembro e 06 de janeiro de 2020.

No mesmo alerta, a TAP salienta que nas viagens com destino a Bissau não é permitido excesso de bagagem da franquia associada à tarifa, nem compra de peças de bagagem extra.

"Apenas serão aceites o número de bagagens indicadas no bilhete e cuja soma das três dimensões (altura, largura, comprimento) não ultrapasse os 158cm, com peso máximo de 23kg, em classe económica, e de 32kg, em classe executiva.

A limitação aplica-se a todos os bilhetes, independentemente do tipo de produto adquirido ou estatuto de Passageiro Frequente, com exceção dos bilhetes tap|discount, onde apenas será possível adicionar uma peça de bagagem", sublinha.

Mas, apesar das restrições em vigor, a TAP continua a vender e a aceitar malas extras para os voos com destino a Bissau.


https://www.tsf.pt/economia/interior/clientes-da-tap-sem-bagagem-criticam-servico-horrivel-da-transportadora-para-bissau-10824871.html

Bricarte

  • Mensagens: 52
Deve ser por isso que hoje está lá um 321N. Os ultimos voos tem sido em 320 e 319. A Carga foi na frente das malas. Se é assim, que aceitou vender excesso de bagagem falhou. Se não é assim pelo menos uma mala por passageiro deveria ter seguido. Isto não está bem explicado. H-de haver aqui no froum companheiros , que já vão esacabulhar e ficamos já todos a saber. Não deixo de estar solidário com os passageiros, pois  já me aconteceu e é uma treta. O meu patrão andou uma semana interia a alargar as minhas cuecas.
Belmiro Ricarte

IL62M

  • Mensagens: 117
É uma vergonha.
Fica a impressão que deixaram malas em LX pra levarem carga mais valiosa!

Flyz

  • Mensagens: 1207
Posso perguntar deonde é que os caros foristas tiraram a conclusão que a carga foi em frente das malas?? A politica da empresa é bem claro nesse ponto   1-pax, 2 - malas de pax 3- carga...

brunodias

  • Mensagens: 4484
Por vezes a politica da empresa diz algo mas a parte monetaria fala mais alto, não sei se será o caso

Agora a pergunta para quem não conheçe, o aeroporto não suporta aviões widebody?
Não quer dizer que não fosse perder imenso dinheiro, porque secalhar não enchiam, mas dava para levar as malas
Aqui o problema parece mais numa de muitas malas por passageiro

jeropiga

  • Mensagens: 263
Por vezes a politica da empresa diz algo mas a parte monetaria fala mais alto, não sei se será o caso

Agora a pergunta para quem não conheçe, o aeroporto não suporta aviões widebody?
Não quer dizer que não fosse perder imenso dinheiro, porque secalhar não enchiam, mas dava para levar as malas
Aqui o problema parece mais numa de muitas malas por passageiro

A EAA mete lá o 767. É wide body.

blue_monday81

  • Mensagens: 114
Seria viavel a Tap ter um cargueiro para este genero de rotas? Brasil, Cabo Verde,Angola, Guine?

Caravelle

  • Mensagens: 260
Na minha opinião pessoal, sim. Faria algum sentido uma pequena frota de A32XF que garantissem carga para os nossos destinos africanos e outros e até algum Brasil. A entrada de novo de A310 parece-me ultrapassada e outros wide-bodies parecem-me excessivos. Devido aos nossos laços com África e devido também à grande necessidade que existe de materiais/carga e correio, creio que um avião que possa usar um loader normal e infraestrutura que nem sempre esteja preparada para wide-bodies seria  factor vantajoso.
Não tem sido esse o posicionamento da empresa e compreendo que não seja nada fácil tomar uma decisão destas. Não sei também até que ponto haja estudos sobre isso.

Bons voos.
Daily flights to
EUROPE - AFRICA - AMERICAS

Simonsays

  • Mensagens: 318
    • Não há ventos favoráveis se não sabes para onde vais
existem planos para ter 2 ou 3 (nao me recordo) avioes de carga.
de mais pequena capacidade, nao sei se chegando a esses destinos, todavia

toto1100

  • Mensagens: 3871
Fontes para isso?

jeropiga

  • Mensagens: 263
o problema são politiquices, temas como companhia de bandeira, acordos bilaterais e... diria também..."gasosas". É obvio que o mercado africano (e brasileirio) de carga é muito apetecivel. Se ainda não está estabelecido por alguma razão será...

Bricarte

  • Mensagens: 52
Eu já tive situações em que as malas ficaram, por duas vezes, para meter carga e combustivel. Na TAP. Como passageiro. Foi esta a explicação em off, no destino. Por isso não acehi estranho. També já foi há uns anitos. e aind apor cima foi no A340. Maputo.
Belmiro Ricarte

Simonsays

  • Mensagens: 318
    • Não há ventos favoráveis se não sabes para onde vais
Fontes para isso?

As boas :)
Desculpe mas aguardemos mais um pouco

toto1100

  • Mensagens: 3871

Caravelle

  • Mensagens: 260
existem planos para ter 2 ou 3 (nao me recordo) avioes de carga.
de mais pequena capacidade, nao sei se chegando a esses destinos, todavia

Este seria um caso paradigmático da eventual redução de payload, acrescentando ACT's, pois nem sempre um avião de carga está carregado até à boca. Muitas vezes o volume supera o peso e com voos circulares, onde possam ser trocadas as tripulações até se podem fazer grandes distâncias e, quem sabe, tráfego regional, assim hajam direitos. Na verdade, uma plataforma logística concentradora não seria mal pensado - isto para África.

Bons voos.
« Última modificação: 24 de Abril 2019, 21:15:02 por Caravelle »

Daily flights to
EUROPE - AFRICA - AMERICAS

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Aviso: este tópico não tem nenhuma mensagem nova há, pelo menos, 90 dias.
A não ser que tenha a certeza que quer responder, por favor, considere a hipótese de criar um novo tópico.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 
Total 102+0=102 ms, db 0 ms, php 102 ms