Acácio Pires

  • Mensagens: 942
    • Gostaria de debater o tema da aviação com um olhar centrado na sustentabilidade social e ambiental
Uma vez que vivemos numa situação de emergência climática e que o sector da aviação é aquele cujas emissões de GEE mais crescem, venho propor que se inicie um debate sério neste fórum sobre as medidas que necessariamente deverão ser adoptadas para que a actividade aeronautica possa reduzir o seu impacto climático.

O parlamento britânico acaba de delarar a emergência climática.
https://www.bbc.com/news/uk-politics-48126677

aviationlover

  • Mensagens: 882
Pronto, para este senhor que escreveu em cima será, vamos acabar com os aviões todos, ninguém mais voa, vai tudo de veleiro.

Acácio Pires

  • Mensagens: 942
    • Gostaria de debater o tema da aviação com um olhar centrado na sustentabilidade social e ambiental
Caro aviationlover, a Humanidade está confrontada com uma ameaça existêncial.

Como é que o meu caro amigo acha que a aviação pode ajudar a resolver o problema?

Deixo aqui uma fonte de dados que pode ser útil para o debate.
https://tourismdashboard.org/explore-the-data/carbon-emissions/

Mar10

  • Mensagens: 16
Vou deixar aqui algumas informações para que seja possível colocar na perspectiva correcta a questão colocada pelo sr. Acácio Pires:

1. As emissões de gases potenciadores do chamado efeito estufa têm diversas proveniências, de muitas actividades humanas. Uma delas são os transportes, que representam aproximadamente 20 a 25% do total de emissões. No entanto, a principal fonte de emissões destes gases é a produção de energia com cerca de 50% das emissões a nível mundial. A título de exemplo deixo um link para um artigo sobre esta temática:

https://ourworldindata.org/co2-and-other-greenhouse-gas-emissions


2. Dentro do sector dos transportes (que representam cerca de 20 a 25% das emissões, como vimos no ponto anterior), o principal poluidor é de longe o transporte rodoviário com cerca de 70% do total de emissões relacionadas com transportes. O sector da aviação é responsável por apenas cerca de 13% das emissões relacionadas com transportes. Deixo aqui um link para um artigo da Agência Europeia do Ambiente sobre o assunto e chamo a atenção para a fig.3:

https://www.eea.europa.eu/data-and-maps/indicators/transport-emissions-of-greenhouse-gases/transport-emissions-of-greenhouse-gases-11

Relacionando os dois valores referidos resulta que as emissões relacionadas com a aviação representam portanto  13% de 25% do total de emissões ou seja, cerca de 3,25% das emissões totais.

Não querendo retirar importância às questões ambientais, que são de facto importantes, a importância do efeito gerado pela aviação é muitíssimo secundário e de facto não tem uma relevância significativa no contexto geral.

A diminuição destas emissões e do seu efeito no ambiente do planeta depende certamente muito mais da evolução tecnológica que permita ir gradualmente substituindo os combustíveis fósseis por outras alternativas do que qualquer eventual alteração nas operações aeronáuticas.

Ou seja, respondendo à questão colocada, o impacto climático da aviação é negligível. A questão premente não será de todo essa mas sim a utilização de novas formas de energia e/ou combustíveis de uma forma geral em todas as actividades humanas, com especial relevância para a produção e distribuição de energia.

Cebola

  • Mensagens: 295
Aproveitando o link enviado pelo Acacio, os cruzeiros, são os que rapidamente e mais facilmente poderiamos fazer diferença.
Para alem de que o custo/beneficio face ao impacto que o turismo de cruzeiro tem face aos restantes modelos, é o modelo bem mais egoista uma vez que não influência positivamente um destino como os restantes modelos.

Tomás Ribeiro

  • Mensagens: 1432
Aproveitando o link enviado pelo Acacio, os cruzeiros, são os que rapidamente e mais facilmente poderiamos fazer diferença.
Para alem de que o custo/beneficio face ao impacto que o turismo de cruzeiro tem face aos restantes modelos, é o modelo bem mais egoista uma vez que não influência positivamente um destino como os restantes modelos.
Nem mais, alem do mais a quantidade de resíduos brutal gerada pelos cruzeiros. Adoro navios de cruzeiro mas sou dos primeiros a admitir que são do mais poluente e "desnecessário" que existe.

cruzov

  • Administrador
  • Mensagens: 474
Falemos de Aviação. Cruzeiros não é aqui.

nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
Sendo que os cruzeiros foram apresentados como forma alternativa e mais ecológica de transporte para o turismo vs o avião acho que é ontopic

toto1100

  • Mensagens: 3467
Nao eram cruzeiros, eram veleiros.

Cebola

  • Mensagens: 295
[quote link=topic=5329.msg120886#msg120886 date=1557252321]
Falemos de Aviação. Cruzeiros não é aqui.
[/quote]

Como forma de defender a aviação como mal necessário face ao seu custo/beneficio, julgo ser pertinente apontarmos outras fontes poluidoras.
Concordo que este é um assunto sensível e que tem de ser debatido.
Sou defensor do turismo como "ferramenta" economica e aqui, a ter de crucificar primeiro, aponto os cruzeiros pois para alem do poluição/beneficio, aponto tambem que a evolução dos navios em termos de se tornarem menos poluidores é bem mais lento que aviação.
Claro está que estes não dão tanto nas vistas como os transportes terrestres ou aereos...
« Última modificação: 07 de Maio 2019, 20:36:56 por Cebola »


nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
Sim veleiros. Nunca ficou claro se se referia a veleiros a vento mesmo, como um veleiro em média pode transportar meia dúzia de pessoas e demorar meses a atravessar o Atlântico eu e muitos outros ingeriram que deviam ser cruzeiros.

De qualquer forma nenhum deles é melhor do ponto de vista de emissões que o avião. São muito muito piores.
« Última modificação: 07 de Maio 2019, 22:26:36 por nunopinheiro »


brunodias

  • Mensagens: 4320
Os problemas climaticos existem, mas algumas partes é politica e interesses

Há uma imagem a circular por ai tipo banda desenhada, vai o homem no carro a ver se o fumo o a sair do carro e 1 fabrica ao fundo e o homem diz, sinto-me tão sujo
Depois no quadrado seguinte, esta o carro com um fio ligado há fabrica e a fabrica a mandar muito fumo e o homem, sinto-me tão limpo

Ou seja isto tem haver com os interesses do pessoal das energias electricas, porque para a produzir vai haver imensa poluição, e nem estamos a falar em baterias quando não puderem ser mais usadas

Eu falei logo na energia electrica porque já sei para onde o topico vai tombar vindo de onde vem

toto1100

  • Mensagens: 3467
Isso das baterias é um straw man.
O do "imensa" poluição a produzir energia eletrica obviamente é relativo, se se mudasse hoje 100% dos carros portugueses para eletricos com eletricidade produzida a gas natural, as emissoes do país cairiam a pique. E eram combustivel fossil por combustivel fossil. A unica maneira que talvez fosse verdade era com eletricidade do carvao, mas tirando a Alemanha ninguem é parvo a esse ponto.
Se é para falar com o mesmo rigor do Acacio nao vale a pena.

Nuno, eram veleiros de ricaços mesmo. Não eram cruzeiros.

nunopinheiro

  • Mensagens: 3845
Totó no entanto um problema que há é que a altura de consumo de pico para carregar as baterias automóveis será quando o pessoal chega do trabalho isso implica ligar as estações a carvão ou importar energia quase de certeza a carvão.

Vão ter de implementar métodos para  evitar que o pessoal carregue em carga rápida mal chegue a casa do trabalho.. idealmente carga l btw durante a noite apartir das 24 horas..  quando a capacidade instalada de vento é capaz de suprir boa parte disso...

Desculpem o oftopic....agora foi mesmo.

Sobre os veleiros de ricaços o senhor devia saber que eles muito raramente andam neles para grandes viagens e que contratam pessoal para os navegar ate um local onde os ricaços vão passar ferias. que por sua vez vão para la de avião.
« Última modificação: 08 de Maio 2019, 10:29:06 por nunopinheiro »


92rc

  • Mensagens: 84
Relativamente ao setor da aviação, temos de reconhecer que o atual modelo de negócio encontra-se numa procura constante da máxima eficiência o que acaba por beneficiar o meio ambiente. Por isso temos aviões cada vez mais eficientes/ amigos do ambiente. Só para exemplo, os novos CFM Leap 1A garantem uma poupança de 15% em consumo de combustível quando comparado com o motor de geração anterior o CFM56, sem falar na redução de emissões NOx que também tiveram uma redução substancial. Podemos também falar da adoção de materiais compóstios nos aviões de nova geração, na "morte" do concorde e do facto de não ter surgido, ainda, um substituto equivalente etc etc.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
35 Respostas
9623 Visualizações
Última mensagem 19 de Julho 2014, 10:18:18
por babribeiro
6 Respostas
1788 Visualizações
Última mensagem 14 de Setembro 2014, 11:27:47
por ClearedForTakeOff
0 Respostas
1282 Visualizações
Última mensagem 10 de Fevereiro 2014, 16:34:37
por ClearedForTakeOff
75 Respostas
15262 Visualizações
Última mensagem 05 de Fevereiro 2019, 05:51:51
por MiguelRei
428 Respostas
59628 Visualizações
Última mensagem 17 de Abril 2019, 20:55:29
por Tomás Ribeiro

Total 110+0=110 ms, db 0 ms, php 110 ms