Rex

  • Mensagens: 1221
- Em determinados sectores/departamentos há maior "tradição" de prémios/objectivos, como nas vendas/marketing por ex. São normais em grandes empresas. Desconheço os detalhes deste caso TAP....

- Outra realidade é que por vezes também se contratam pessoas abaixo do preço "mercado" mas compensando/aliciando com prémios por objectivos.

- E como já referido uns departamentos podem cumprir objectivos mesmo a empresa dando prejuízo

- Até o Estado distribui prémios a inspectores por ex. e não dá "lucro", nas Finanças na cobrança coerciva de dívidas e hoje até se soube que também vai haver na Segurança social

- Dos 5 ou 6 nomes que li até agora não me pareceu que fosse problema de boys, até "gostava" que fosse pois implico mesmo muito com isso. Mas aguardo por mais pormenores, podem estar mais escondidos

- De qualquer forma compreendo que isto é um pouco incompreensível para a maioria num ano de bastante prejuízo


Para finalizar, "parabéns" sarcástico a todos os envolvidos, estalar esta polémica em pleno período de subscrição das obrigações da TAP, isto nem inventado, clap clap clap


Scarto

  • Mensagens: 157
Entao os contratos nao o permitem e estavam á espera de receber bonus?!  :o Os contratos so sao para cumprir quando da jeito?
Mas nao duvido que os acordos laborais nao tenham tal coisa. E nao sei porque, cheira-me que nao vai fazer parte de nenhuma exigencia futura. Ainda se corria o risco de se comecar a medir produtividade e promover as pessoas por merito, e la alguem quer essas coisas.

E nao trabalhas na TAP mas sabes "alguns departamentos a que essas pessoas pertencem, não atingiram obviamente os objectivos". Ou seja, anda alguem a dizer ca para fora quais eram os objetivos e se foram ou nao cumpridos. Mas isso nao faz nada para criar mau ambiente laboral, claramente.

Se até o nome de TODOS que ganharam o "prémio" já anda por ai...

toto1100

  • Mensagens: 3565
Tu cada post mudas o discurso. Ha uma grande diferenca entre saber o nome das pessoas, e saber quais eram os objectivos dos seus departamentos e o que tinha sido atingido em cada caso. Que foi o que tu primeiro afirmaste: "alguns departamentos a que essas pessoas pertencem, não atingiram obviamente os objectivos".

aviationlover

  • Mensagens: 937
Estou como o NEO, em tempos de prejuizos não deveria haver nem bonus nem prémios, pode não ter haver uma coisa com outra mas que é imoral é, desculpem os que dizem o contrário.

Capitão do Fim

  • Mensagens: 224
Se alguém consegue dar a volta a um prejuízo de 100 milhões e o transforma em prejuizo de 1 milhão, não deverá ser recompensado pelo trabalho que fez? Eu acho que sim. Haverá áreas onde as coisas melhoraram substancialmente, e outras onde não se conseguiu grandes melhoras. Devem umas ser recompensadas pelo bom trabalho que fizeram, independentemente do resultado final? Acho que sim também.

Ou seja, prémios por mérito? Com certeza que sim. Mas dados de forma objectiva, transparente e clara.

Nada tenho contra prémios por mérito, que até devem ser desligados de resultados finais. Agora, quando não se sabe quais os critérios por detrás, a sua atribuição dá azo a todo o tipo de especulação.

Não sei, por exemplo, que objectivo a Dra. Stéphanie Silva conseguiu ultrapassar nos 6 meses de 2018 que esteve na companhia. Mas se o mesmo era ambicioso (e, novamente, não sei qual era) e ela ainda assim o conseguiu concretizar em tão pouco tempo, então poderá ser uma boa mais-valia para a empresa. E merece ser recompensada por isso.

Se, por outro lado, o objectivo era tão baixo que foi facilmente realizado, então fica a dúvida sobre quem e como é que foi estabelecido. Como a Sra. aparentemente é também mulher do presidente da CML, naturalmente que não ajuda à percepção de que o prémio poderá ter sido bem atribuido...

Seja como for, precisamente porque a política de criação de prémios por objectivos estará a ser pouco transparente, é que estas dúvidas aparecem. Não digo que seja má ideia, antes pelo contrário. Agora a sua implementação necessita de ser rápidamente polida, sob pena de subverter o que poderia ser uma boa ferramenta de gestão. Porque poderá a levar ao inverso do que se pretende. E isso poderá ter consequências desastrosas.

Uma coisa boa nisto tudo. Ficou na ordem do dia um sistema de mérito. A ver se é bem aplicado, o que implica transparência e conhecimento comum dos vários objectivos, o que não acontece hoje.

aviationlover

  • Mensagens: 937

toto1100

  • Mensagens: 3565
Entao afinal houve gente da area da M&E a receber bonus (3o premio mais alto).
E parabens a quem mandou divulgar a lista, deu mais uma enorme vitoria politica ao Costa. Se a lista foi mandada divulgar pelo PSD (nao espantava, achavam que o iam queimar com a questao da mulher do Medina) enterrarem-se de uma maneira que so visto.

Uma das pessoas que recebeu 110k foi o gestor de receita. A receita so aumentou 273 milhoes de euros. Se fosse vendedor da Avon ou agente imobiliario receberia muito mais em termos percentuais.

Ao Observador ja explicavam que quando mudam o titulo da noticia tem que mudar o link tambem, senao fica-se a ver qual era o titulo inicial.

E claro, o CEO da TAP confirmou tudo o que eu e outros estavamos aqui a dizer: é absurdo achar que os premios so tenham que ver com resultados financeiros da empresa. E afinal parece que ate ja foi negociado com os sindicatos. Ao menos quando vem tentar meter veneno á preco publica convem ter os factos corretos.

Citação
Antonoaldo Neves lembrou que o programa de prémios implementado na empresa — que resultou de acordos com os sindicatos do setor — tem três componentes (empresa, departamentos e desempenho individual) e que a componente dos resultados da empresa não foi paga a nenhum trabalhador conforme previsto, uma vez que a empresa obteve prejuízo em 2018.
« Última modificação: 06 de Junho 2019, 15:37:33 por toto1100 »


Bremem

  • Mensagens: 415
Se alguém consegue dar a volta a um prejuízo de 100 milhões e o transforma em prejuizo de 1 milhão, não deverá ser recompensado pelo trabalho que fez? Eu acho que sim. Haverá áreas onde as coisas melhoraram substancialmente, e outras onde não se conseguiu grandes melhoras. Devem umas ser recompensadas pelo bom trabalho que fizeram, independentemente do resultado final? Acho que sim também.

Ou seja, prémios por mérito? Com certeza que sim. Mas dados de forma objectiva, transparente e clara.

Nada tenho contra prémios por mérito, que até devem ser desligados de resultados finais. Agora, quando não se sabe quais os critérios por detrás, a sua atribuição dá azo a todo o tipo de especulação.

Não sei, por exemplo, que objectivo a Dra. Stéphanie Silva conseguiu ultrapassar nos 6 meses de 2018 que esteve na companhia. Mas se o mesmo era ambicioso (e, novamente, não sei qual era) e ela ainda assim o conseguiu concretizar em tão pouco tempo, então poderá ser uma boa mais-valia para a empresa. E merece ser recompensada por isso.

Se, por outro lado, o objectivo era tão baixo que foi facilmente realizado, então fica a dúvida sobre quem e como é que foi estabelecido. Como a Sra. aparentemente é também mulher do presidente da CML, naturalmente que não ajuda à percepção de que o prémio poderá ter sido bem atribuido...

Seja como for, precisamente porque a política de criação de prémios por objectivos estará a ser pouco transparente, é que estas dúvidas aparecem. Não digo que seja má ideia, antes pelo contrário. Agora a sua implementação necessita de ser rápidamente polida, sob pena de subverter o que poderia ser uma boa ferramenta de gestão. Porque poderá a levar ao inverso do que se pretende. E isso poderá ter consequências desastrosas.

Uma coisa boa nisto tudo. Ficou na ordem do dia um sistema de mérito. A ver se é bem aplicado, o que implica transparência e conhecimento comum dos vários objectivos, o que não acontece hoje.

Percebo a boa fé deste post, mas tenho dúvidas sobre grande parte.

Eu acho que todos estas pessoas recebem ordenado para cumprir as suas funções e ao fazê-las bem não fazem mais nada do que cumprir as suas obrigações profissionais. Atribuir ao cumprimento das obrigações um prémio extraordinário acho muito estranho.
Qualquer dia qualquer aterragem perfeita dá origem a um prémio ao Comandante, qualquer artigo de jornal excelente dá um prémio ao jornalista, qualquer cirugia de sucesso dá um prémio ao médico etc .. etc ...

Bónus sempre houve e vai haver em muitas empresas. Mas resultantes de um plano claro e de todos conhecido. O que se está a passar é constrangedor para as pessoas que vêm o seu nome na parça pública e para a companhia foi um autêntico tiro no pé numa altura do lançamento obrigacionista em que se falou de 32 riscos! agora há mais 1 .... desculpe o seu investimento pode ir para prémios.
Realmente o pior é sempre possível. Qualquer pessoa que tem  alguma relação com a TAP sabe que a tensão laboral é permanente e agora antes do verão lembram-se de uma coisa destas para espicaçar os ânimos.

Mas que feito justifica 110 000 euros de prémio ? reduzir prejuízos ? mas isso é um feito ? isso era gerir de forma competente e justificar o ordenado recebido ? o que por acaso até nem aconteceu. Tiveram mas é 100 milhões de prejuizo.

toto1100

  • Mensagens: 3565
Citação
Bónus sempre houve e vai haver em muitas empresas. Mas resultantes de um plano claro e de todos conhecido.

Que absurdo. Os objetivos pessoais sao para serem conhecidos pela propria pessoa e os seus superiores. Tal como os maus resultados assim o sao. Nao é para andar a fazer publicidade.
A RGPD alias protege informacao laboral como essa.

aviationlover

  • Mensagens: 937
Quando deu lucro todos receberam, agora que deu prejuizo só alguns, está mal ou recebiam todos ou não recebia nenhum. E depois dá azo a que se fale, pelos vistos houve alguns que não receberam qualquer bónus e que têm com o mesmo nivel de 2 membros que receberam.

toto1100

  • Mensagens: 3565
Quando deu lucros todos receberam como assim? Quando é que isso aconteceu?
Pois, isso do "nivel" mostra bem que continuam a perceber patavina do que sao bonus. Os bonus nao sao por presenca, sao por merito. É perfeitamente natural duas pessoas no mesmo nivel receberem bonus totalmente diferentes.
Esta questao do merito realmente faz confusao a muita gente. É muito mais facil nivelar por baixo.
« Última modificação: 06 de Junho 2019, 16:19:30 por toto1100 »


CS-TTK

  • Moderador
  • Mensagens: 1374
... ou recebiam todos ou não recebia nenhum ...
Entao se voce cumprir com os seus objetivos consistentemente ao longo dos anos e um colega seu os falhar consistentemente ao longo dos anos.. devem os dois receber ou nenhum receber?

Se as empresas portuguesas cultivassem mais a cultura do premio por merito, melhorariam a sua produtividade. Claro, que quando me refiro a merito quer dizer capacidade de trabalho, execucao e obtencao de resultados e nao o merito de ser familiar de A, B ou C...
« Última modificação: 06 de Junho 2019, 16:32:07 por CS-TTK »


Bremem

  • Mensagens: 415
Citação
Bónus sempre houve e vai haver em muitas empresas. Mas resultantes de um plano claro e de todos conhecido.

Que absurdo. Os objetivos pessoais sao para serem conhecidos pela propria pessoa e os seus superiores. Tal como os maus resultados assim o sao. Nao é para andar a fazer publicidade.
A RGPD alias protege informacao laboral como essa.

Agora fartei-me de rir .... A RGPD protege informação como esta ..... ainda me continuo a rir .... confundir objectivos pessoais com planos de prémios ou bónus .... mas verdade seja dita assumiu aqui que sempre recebeu premios e a sua empresa nunca deu lucros ... PUDERA.
« Última modificação: 06 de Junho 2019, 16:41:07 por Bremem »


toto1100

  • Mensagens: 3565
Pá LOL
"confundir objectivos pessoais com planos de prémios " que genial realmente.
Sim, onde é que ja se viu premiar o merito individual. ::)

"mas verdade seja dita assumiu aqui que sempre recebeu premios e a sua empresa nunca deu lucros ... PUDERA."

Que falta de nocao. :o
Um exemplo avulso: CEO da Uber. Lucros zero? (Prejuizos de $1.8 mil milhoes para ser exato) Salario? 1 milhao de dolares (mais accoes). Bonus? 2 milhoes.
A Amazon nos primeiros 10 ou 15 anos da historia nunca deu lucro. Acham mesmo que nunca distribuiram um bonus que fosse durante esse tempo todo? Ó pá, a serio.

E sim, obviamente que a RGPD protege isso. Nem se percebe exatamente qual seria a duvida.

Um bocado mais de nocao do mundo precisa-se.
« Última modificação: 06 de Junho 2019, 17:14:37 por toto1100 »


POLHAS

  • Mensagens: 376
    • Gosto de aviões
Boa tarde a todos,
eu sempre trabalhei por objectivos e sempre tive prémios quando atingia os meus objectivos , independentemente se as organizações davam lucro ou não , não  vejo  nada de estranho receber prémios  quando eles estão  contratualizados,  tal como foi comentado anteriormente os trabalhadores que tem nos seus contratos prémios por objectivos , devem sempre os receber independentemente do resultado das mesmas , normalmente  quando estão objectivos  contratualizados esses trabalhadores recebem menos mensalmente do que a média do mercado na sua área.

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
5 Respostas
806 Visualizações
Última mensagem 25 de Junho 2015, 00:15:26
por Spark
6 Respostas
689 Visualizações
Última mensagem 13 de Agosto 2015, 10:11:10
por Spark
4 Respostas
902 Visualizações
Última mensagem 07 de Março 2016, 18:59:29
por lrad
Tap novos destinos 2018

Iniciado por Flyz « 1 2 ... 6 7 » TAP

94 Respostas
10156 Visualizações
Última mensagem 20 de Março 2017, 23:59:19
por Spark
Palpites para novas rotas TAP 2018

Iniciado por ZG « 1 2 ... 34 35 » TAP

513 Respostas
54339 Visualizações
Última mensagem 18 de Dezembro 2018, 14:29:42
por TAP153

Total 108+0=108 ms, db 0 ms, php 108 ms