blue_monday81

  • Mensagens: 123
Este tópico será um exercício puramente teórico gosta de saber a vossa opinião para um cenário a longo prazo. Lisboa com o Montijo a funcionar a Portela cada vez mais um Hub estratégico para as ligações Europa/Américas/África e o Porto a funcionar como um bom complemento mais no Ponto a Ponto mas também um mini hub de apoio as rotas de longo curso da Tap.

Onde faria sentido a Tap comprar ou fundar uma subsidiaria? África? Seria Cabo Verde um bom ponto para um Mini Hub? Algum Pais no Leste da Europa? como ponto de partida para um ataque a Ásia? Apostar nos Açores como uma placa de distribuição para a rede que ja existe e a complementar a aposta nos Estados Unidos.

Eu sei que isto e algo que ou nunca será possível ou so seria viável num longo prazo mas gostava de saber quais serias as vossas apostas.

decio

  • Mensagens: 300
No longo prazo, eu nao vejo uma TAP em Lisboa e uma Iberia em Madrid. A industria na Europa esta em fase de consolidacao e vamos chegar a um ponto onde teremos apenas meia duzia de companhias aereas em todo o Continente. A peninsula Iberica e demasiado pequena para dois grandes "players".

A unica saida para a TAP e se juntar com outras companhias. Primeiro a Joint Venture com a Azul, que ja foi falada a tanto tempo, mas ainda nao andou pra frente. Segundo uma Joint venture entre o Grupo Azul/TAP com uma Americana, JetBlue, futura Moxy, ou outras.

aviationlover

  • Mensagens: 1205
Este tópico será um exercício puramente teórico gosta de saber a vossa opinião para um cenário a longo prazo. Lisboa com o Montijo a funcionar a Portela cada vez mais um Hub estratégico para as ligações Europa/Américas/África e o Porto a funcionar como um bom complemento mais no Ponto a Ponto mas também um mini hub de apoio as rotas de longo curso da Tap.

Onde faria sentido a Tap comprar ou fundar uma subsidiaria? África? Seria Cabo Verde um bom ponto para um Mini Hub? Algum Pais no Leste da Europa? como ponto de partida para um ataque a Ásia? Apostar nos Açores como uma placa de distribuição para a rede que ja existe e a complementar a aposta nos Estados Unidos.

Eu sei que isto e algo que ou nunca será possível ou so seria viável num longo prazo mas gostava de saber quais serias as vossas apostas.

Subsidiaria? deixem-se de sonhar e altas cavalarias, isso dá sempre treta viu-se oque aconteceu com a VEM, até grandes com poder financeiro como a Etihad quebram como aconteceu devido aos investimentos que fez ao comprar algumas companhias na Europa que a levaram quase à ruina, quando mais a TAP, que se deixe estar assim, crescer devagar e consolidar.
« Última modificação: 26 de Junho 2019, 08:39:54 por aviationlover »


Faro1910

  • Mensagens: 423
    • És de Faro, és Farense
No longo prazo, eu nao vejo uma TAP em Lisboa e uma Iberia em Madrid. A industria na Europa esta em fase de consolidacao e vamos chegar a um ponto onde teremos apenas meia duzia de companhias aereas em todo o Continente. A peninsula Iberica e demasiado pequena para dois grandes "players".

A unica saida para a TAP e se juntar com outras companhias. Primeiro a Joint Venture com a Azul, que ja foi falada a tanto tempo, mas ainda nao andou pra frente. Segundo uma Joint venture entre o Grupo Azul/TAP com uma Americana, JetBlue, futura Moxy, ou outras.

Já não existem 2 grandes companhias na península Ibérica.
A Iberia e Vueling pertencem a 1 grande (IAG), a TAP está sozinha só em teoria (ancorada em parceria com Azul, Gol, United e JetBlue) e ainda temos a Ryanair e a EasyJet. Se a TAP conseguir começar a dar dinheiro e crescer sustentadamente em 5 anos, creio que poderá ser adquirida por um grupo concorrente da IAG (e.g. Lufthansa). De outro modo, morrerá!

toto1100

  • Mensagens: 4012
Bem, tecnicamente a IAG é um conglemorado espanhol.

Faro1910

  • Mensagens: 423
    • És de Faro, és Farense
Auguro um futuro muito funesto se formos mesmo construir o Montijo e hipotecar qualquer hipótese de crescimento significativo da TAP nas próximas décadas, infelizmente  :'(.  Isto mesmo com tudo o que está previsto na Portela.

Bremem

  • Mensagens: 438
A longo prazo será dificil fazer previsões com os imponderáveis inerentes ao sector.
Estamos a falar de uma empresa técnicamente falida, alavancada em dívída num sector de risco.
Prevejo um aumento de capital próximo ( o que aconteceria numa empresa "normal") o que vai confrontar a companhia com uma realidade que espero esteja prevista. O estado terá de entrar mas pode ser considerado ajuda do estado o que será um problema.
Do ponto de vista operacional espero o melhor e muito sucesso em tudo. Na relação com o cliente não espero nada de novo. Ou seja muito marketing e pouca substãncia.

aviationlover

  • Mensagens: 1205
Como é que o Estado entra nesse aumento de capital? não sei como é que querem descalsar a bota, não podem por isso é que eles (Estado)não quiseram e não deixaram ir para bolsa se não perdem o controlo.

toto1100

  • Mensagens: 4012
Porque é que haviam de perder o controlo se fosse pra bolsa? Ir para bolsa nao significa que todo o capital esteja na bolsa.
Se o Estado quisesse mais controlo ate era o melhor que podia acontecer, que assim o capital dos privados ficava disperso por diversos accionistas.

TAP-A343

  • Mensagens: 20
O que a TAP precisa é de um aeroporto completamente novo em Alcochete com espaço suficiente para expansões futuras.

toto1100

  • Mensagens: 4012
Ou para vir a competicao sem limitacoes e dar-lhe cabo de vez do negocio.

aviationlover

  • Mensagens: 1205
Esperem sentados, não há dinheiro, só se descobrissem um poço de petróleo.

A340-400

  • Mensagens: 310
Como é que o Estado entra nesse aumento de capital? não sei como é que querem descalsar a bota, não podem por isso é que eles (Estado)não quiseram e não deixaram ir para bolsa se não perdem o controlo.

É fácil para não perderem o controlo tem q acompanhar a dispersão em bolsa.

toto1100

  • Mensagens: 4012

Faro1910

  • Mensagens: 423
    • És de Faro, és Farense
Esperem sentados, não há dinheiro, só se descobrissem um poço de petróleo.

Esse é o "argumento" de quem não tem argumentos e é do mais pobre e falacioso que existe. Não há dinheiro para fazer investimento reprodutivo, mas há dinheiro para deitar ao lixo.

A questão não é se há dinheiro, há dinheiro, e muito (Estado arrecadou em impostos 42 mil milhões de Euros em 2017). A grande questão é o que fazer com ele.

E nesta questão aeroportuária, alguém que perceba um bocadinho do assunto sabe que o aeroporto se pagará a si próprio muito rapidamente e gerará lucro a partir daí. Falta conhecimento, visão de futuro e coragem aos nossos decisores.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Aviso: este tópico não tem nenhuma mensagem nova há, pelo menos, 90 dias.
A não ser que tenha a certeza que quer responder, por favor, considere a hipótese de criar um novo tópico.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
7 Respostas
1374 Visualizações
Última mensagem 07 de Julho 2015, 21:54:49
por tareias77
0 Respostas
491 Visualizações
Última mensagem 15 de Novembro 2015, 13:03:05
por pampa14
0 Respostas
679 Visualizações
Última mensagem 13 de Fevereiro 2016, 12:23:33
por pampa14
3 Respostas
1085 Visualizações
Última mensagem 14 de Março 2016, 17:14:17
por otto
7 Respostas
1733 Visualizações
Última mensagem 28 de Setembro 2018, 15:42:59
por jc911t

Total 109+-1=108 ms, db 0 ms, php 108 ms