jopeg

  • Moderador
  • Mensagens: 1503
Citação

Passageiros da TAP obrigados a dormir no aeroporto sem comida

07:00 por Diogo Barreto 0

Mais de 150 pessoas que no dia 24 iam fazer o voo de Paris-Lisboa foram obrigados a passar mais de 12 horas no aeroporto de Orly. Um passageiro contou à SÁBADO tudo o que se passou.


Mais de uma centena e meia de passageiros da TAP foram forçados a pernoitar no aeroporto de Orly, em Paris, França, entre a noite de segunda e terça-feira devido a uma avaria no avião. Passageiros denunciam ter ficado fechados sem comida numa sala de conferência e acusam a TAP de ter sido negligente para com os seus próprios passageiros.

Um dos passageiros, que preferiu manter o anonimato, contou à SÁBADO que estava no aeroporto de Orly para fazer a viagem de volta a Lisboa, depois de uma visita à Euro Disney com o marido e os dois filhos, um de seis e outro de 12 anos. Já estavam a bordo do avião que os deveria trazer de volta para Lisboa e que tinha hora de partida marcada para as 20h55 em França (19h55 em Lisboa).

Já depois de embarcados foram avisados de que o voo iria sair com um ligeiro atraso. Mesmo assim o aparelho fez-se à pista, sempre com o ar condicionado desligado. "Estava imenso calor e muitas pessoas até já se estavam a sentir mal", referiu o passageiro presente no voo.

Foi já na pista, por volta das 23h00, que o comandante informou os passageiros que o voo estava cancelado devido à avaria no ar condicionado e que teriam de voltar ao terminal de forma a poderem embarcar num outro avião que os trouxesse para Portugal, na manhã seguinte.

"Fomos todos no autocarro até ao terminal onde nos iriam dizer as horas do próximo voo e onde nos indicariam o hotel onde iríamos pernoitar", refere o passageiro. "Quando saímos do autocarro, uma funcionária do aeroporto pediu-nos para irmos para o terminal A16 onde nos dariam novas indicações".

"À chegada uma funcionária do aeroporto pediu-nos para irmos a correr, uma vez que o aeroporto fechava ás 23h30, para o terminal A16 no qual estaria um outro avião e a tripulação para nos levar para Lisboa, depois de uma corrida acelerada de 170 pessoas de várias idades, idosos e crianças, chegámos ao terminal A16 onde ninguém apareceu durante uma hora", conta o passageiro.

As horas continuavam a avançar e - conta o passageiro - as pessoas começaram a ficar com fome e cansadas, reforçando que no local estavam muitas crianças e alguns idosos. "Havia apenas uma máquina automática com bebidas e chocolates no terminal, mas não funcionava."

"Disseram-nos então para irmos para o balcão de check-in da TAP, para nos informarem, e foi quando lá chegámos que nos disseram que já não havia ninguém da TAP no aeroporto e que não havia também hotéis disponíveis na área e que estávamos por nossa conta."

"Foi então que uma funcionária do aeroporto nos informou que só no dia seguinte nos poderiam arranjar uma solução e disseram-nos que iam arranjar 100 camas e que davam prioridade às famílias para ficarem com as camas", explica a passageira que conta que foram de autocarro para uma nova zona do aeroporto onde estavam 100 camas, com uma garrafa de água ao lado e uma manta", no entanto, continuava a não haver comida.

Os passageiros foram informados para estarem prontos às 5h pois teriam um voo às 7h40 para os levar de volta para Lisboa, tendo de estar no check-in às 6h00.

Quando, no dia seguinte chegaram ao balcão para fazer o check-in, a funcionária da TAP – "a primeira que falou connosco" -, mostrou não estar a par da situação daqueles passageiros e que só tinha lugar para mais 30 pessoas no avião que devia partir às 7h00 para a capital portuguesa.

Os passageiros revoltaram-se e disseram que não abandonavam aquele local até arranjarem uma solução para todos. Foi então que apareceu uma segunda funcionária que arranjou uma nova solução e que iria emitir bilhetes para um voo às 7h40.

"Até este momento ainda não tinha havido um único pedido de desculpas por parte de ninguém da TAP", referiu a passageira, explicando que juntamente com os bilhetes, alguns passageiros receberam um vale de refeição para gastar no aeroporto., mas que pelos atrasos muitos não conseguiram deslocar-se para ir comer.

Quando embarcaram ficarem retidos durante vários minutos porque tinham sido emitidos quatro bilhetes a mais, havendo um problema de overbooking que não tinha sido antecipado e que estava relacionado com o facto de terem sido emitidos bilhetes a mais. Foi necessário refazer toda a listagem e só passado 1h50 da hora marcada para partida (7h40) é que o avião de facto descolou.

"Chegámos a Lisboa por volta das 11h00 locais, depois de mais de 12 horas de espera."

Mas nem tudo foi negativo, na viagem de volta. "A tripulação da TAP estava avisada da nossa situação e , tratou-nos super bem, com muita calma e serenidade, sempre a pedirem desculpa e o voo foi muito tranquilo."

Em jeito de conclusão, a família resume: "Passámos a noite no aeroporto, sem direito a alimentação, alojamento nem qualquer verba para despesas de bens necessários, com duas crianças. Apenas tivemos direito a águas. A TAP não deu qualquer apoio nem informação em qualquer momento. Uma situação inexplicável e desumana", lembrando ainda os custos que estes atrasos tiveram na sua vida: "Perdemos um dia de trabalho, um dos meus filhos perdeu a viagem de finalista de final de ano lectivo, para além de todos os transtornos emocionais e físicos causados com esta insólita situação".

Ligação ao Brasil

Outro testemunho destes acontecimentos é dado por cidadãos brasileiros que tentavam regressar de Paris para o Brasil e que foram também afetados pelo atraso do avião.

Em declarações à SÁBADO, um destes passageiro (que pediu para manter o anonimato) contava que quando os quatro passageiros que tinham como destino o Rio de Janeiro tentaram perceber o que poderiam fazer, já na manhã de terça-feira, para chegar ao seu destino, a funcionária da TAP "se mostrou incompetente e impotente" de início, mas que acabou por encontrar um voo da companhia aérea AirFrance que partiria do outro aeroporto parisiense, o Charles de Gaulle. Depois de duas horas para emitir os bilhetes de avião e os vouchers para o autocarro até ao segundo aeroporto, os quatro passageiros seguiram então para o aeroporto Charles de Gaulle.

"Chegando em Charles de Gaulle mais de uma hora depois, nao era mais possível fazer o despacho de malas. E, pior, nao há balcão da TAP em Charles de Gaulle, e a Air France falou que não poderia fazer nada porque [se tratava de] um ticket de TAP", explicou um dos passageiros à SÁBADO através de email.

Os passageiros tentaram contactar a TAP, mas dizem que das três primeiras tentativas o sistema da TAP falhou e as chamadas caíram (o passageiro refere que tentou através de quatro telefones diferentes, para assegurar que não se tratava de um problema dos telefones pessoais de cada um dos passageiros).

Depois de tentar obter um voo na AirFrance e outra na Swiss Air em que a TAP afirmou sempre não poder garantir o retorno do dinheiro das passagens, surgiu a hipótese de voar de Paris para Lisboa, Lisboa para Guarulhos (São Paulo) e Guarulhos para o Rio de Janeiro. O problema é que o tal voo iria partir de Orly, o aeroporto original onde tinham estado os quatro passageiros.

"Chegámos uns poucos minutos antes de TAP fechar o despacho de bagagem. No entanto, o voo a Lisboa saiu bastante atrasado", contou o brasileiro. "Por um lado, esse atraso foi bom, porque nos permitiu comer pela primeira vez em 18 horas. Por outro lado, o fato que o aeronave chegou em Lisboa atrasado significava que e a gente precisava correr pela segurança e o aeroporto para chegar na porta em tempo para nosso próximo voo. No entanto, esse voo também saiu com atraso de mais ou menos uma hora."


Fonte:
https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/passageiros-da-tap-obrigados-a-dormir-no-aeroporto-sem-comida

Algum exagero neste relato ? ou as coisas ocorreram mesmo assim ?

Jopeg

aviationlover

  • Mensagens: 1151
Acho um pouco estranho esta história, terminal A16? nunca ouvi falar em tal e claro pedem sempre anonimato, do que têm medo?
« Última modificação: 27 de Junho 2019, 11:05:59 por aviationlover »


Hawks

  • Mensagens: 741
Deve ser porta de embarque A16.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
0 Respostas
1568 Visualizações
Última mensagem 24 de Junho 2014, 00:30:51
por jopeg
19 Respostas
8386 Visualizações
Última mensagem 14 de Julho 2014, 19:30:40
por zulutango
31 Respostas
5862 Visualizações
Última mensagem 28 de Setembro 2014, 23:15:39
por Passageiro
0 Respostas
354 Visualizações
Última mensagem 04 de Julho 2015, 04:29:15
por PNC
0 Respostas
620 Visualizações
Última mensagem 01 de Novembro 2016, 01:47:09
por jopeg

Total 85+1=86 ms, db 0 ms, php 86 ms