Flyz

  • Mensagens: 1290
Decidi abrir um tópico para falar das companhias em problemas sérios.
Temos:
-norwegian
-south African
-thai
-hong Kong airlines
-sata
-alitalia
« Última modificação: 02 de Dezembro 2019, 15:10:50 por jopeg »


TAP153

  • Mensagens: 1449
- Croatia Airlines
- TAP
- Kenya Airways

Icterio

  • Mensagens: 802
    • Melhor ter sorte do que perícia.
Este vai ser um tópico com muitas entradas...

AvGeekDiogo

  • Mensagens: 1116
  • LHR/EGLL
    • Instagram das minhas fotos de Plane Spotting
Decidi abrir um tópico para falar das companhias em problemas sérios.
Temos:
-norwegian
-south African
-thai
-hong Kong airlines
-sata
-alitalia

Por falar em Norwegian, acabaram de receber 6 slots em LHR (a única companhia que recebeu slots este ano) para o verão de 2020.. Provavelmente para longhaul.
« Última modificação: 01 de Dezembro 2019, 20:40:57 por AvGeekDiogo »


JSilvazito

  • Mensagens: 363
Não querendo ser maldizente, acho que o nome do tópico deveria ser companhias sem problemas sérios.
Como a aviação comercial mundial está gostava de saber quem é que está bem ou até menos mal.
Exceptuando aquelas que os estados estão por detrás ( as do golfo e muitas asiáticas e mais uma ou outra por esse mundo fora ) tudo o resto é o que se viu, o que se vê, o que se acha que se vai ver e as surpresas que podem acontecer... surpresas porque não conseguimos ainda ver.
Cumprimentos,

toto1100

  • Mensagens: 5798
Nao vejo porque é que as 5 grandes americanas e as 5 grandes europeias hao-de estar mal.

JSilvazito

  • Mensagens: 363
Nao vejo porque é que as 5 grandes americanas e as 5 grandes europeias hao-de estar mal.

Ok, Toto vamos considerar essas dez num universo de quantas centenas? E isso representa o quê? 0,1%, 3% ou 5%?. Mesmo que seja essa percentagem é infíma.
E mesmo quanto a essas que pelo menos parecem estar bem, sobretudo nas americanas, a história dá-nos inúmeros exemplos passados de surpresas de um dia para o outro. A aviação comercial norte-americana deve ser aquela que tem mais exemplos de falências, protecção de credores e episódios afins. Algumas safaram-se, muitas foram.
A crise da boeing pode vir a arrastar muito boa gente para o abismo se se prolongar e tudo leva a crer que está para durar.
Cumprimentos,

sailorman

  • Mensagens: 147
Acionando mais umas africanas:
      TAAG
      LAM

toto1100

  • Mensagens: 5798
Ok, Toto vamos considerar essas dez num universo de quantas centenas? E isso representa o quê? 0,1%, 3% ou 5%?. Mesmo que seja essa percentagem é infíma.
E mesmo quanto a essas que pelo menos parecem estar bem, sobretudo nas americanas, a história dá-nos inúmeros exemplos passados de surpresas de um dia para o outro. A aviação comercial norte-americana deve ser aquela que tem mais exemplos de falências, protecção de credores e episódios afins. Algumas safaram-se, muitas foram.
A crise da boeing pode vir a arrastar muito boa gente para o abismo se se prolongar e tudo leva a crer que está para durar.
Cumprimentos,

Bem, podem ser poucas em numero, mas as 5 americanas representam quase 90% do mercado la (que é o maior mercado do mundo) e as 5 europeias representam uma parte importante do mercado aqui (que é o 2.o maior mercado do mundo) - nao sei, de cor, a percentagem do mercado que representam.

O que interessa para avaliar a solidez de um mercado é a margem de mercado que as companhias em dificuldades representam, nao é o numero absoluto de empresas. Das companhias europeias aqui faladas, a unica que representa alguma coisa importante a nivel europeu é a Alitalia (dado ser a principal companhia de uma das maiores economias europeias), de resto sao todas companhias completamente marginais a nivel europeu. Das companhias maiorzitas que faliram nos ultimos anos na Europa, a Alitalia e a Air Berlin nao teve grande coisa a ver com condicoes de mercado, foi incompetencia da Etihad, a Thomas Cook dava dinheiro, quem faliu foi a empresa mae. Sobra quem de maior dimensao? A Monarch talvez, mas essa nem sequer era uma companhia tradicional.

E sim, é verdade que as companhias americanas passam a vida na falencia (das 5 grandes, a UA, AA e DL - mais as empresas que entretanto engoliram - declararam-na inumeras vezes, a Southwest e a Jetblue nunca). Mas isso tem mais a ver com o sistema de falencias nos EUA (e no Japao, que tambem foi criado pelos americanos) que é distinto do que existe no resto do mundo.
Na Europa uma empresa quando chega á falencia, normalmente ja tentou restruturar e quando declara falencia é ultimo recurso e pouco mais ha a fazer do que fechar. As vezes o tribunal ainda a tenta safar com o acordo dos credores mas é muito mais raro (em Portugal o Estado é artista em inviabilizar qualquer tentativa de reestruturacao; no setor textil foram aos pontapes as empresas que o estado vetou as tentativas de reestruturar).
Nos EUA, declarar falencia (nomeadamente "chapter 11", que é o que as companhias aereas usam quase sempre) é muitas vezes usado pela administracao para poderem reestruturar as dividas e retirar direitos aos trabalhadores (nomeadamente obrigacoes com reformas), e para passar por cima dos contratos com os credores. Nao declaram falencia "chapter 11" porque estao no risco imediato de fechar, é para reestruturar (para fechar é "chapter 14" penso; os "chapter" referem-se aos capitulos das leis de falencia).
O valor dos ativos na aviacao (avioes em si, terminais nos aeroportos - que nos EUA sao muitas vezes propriedade das companhias aereas - etc.) tambem ajuda a incentivar o uso do chapter 11: a tua empresa esta em dificuldades por falta de liquidez (que costuma ser o crime capital na aviacao), e o credor (ou um grupo de credores, mais provavelmente) vem-te bater á porta para pagares o que deves. Tu dizes "eu dinheiro nao tenho, fiquem la com 100 avioes e 20 portas num aeroporto qualquer (para os outros credores vao mais 200 avioes e outra 100 portas) ou entao vou declarar chapter 11 e logo se ve o que o tribunal decide". Boa sorte retirar grande retorno desses ativos, por isso mais vale deixar ir a tribunal e reduzir as dividas em X% do que ficar com ativos que nao sabemos gerir e teriamos que contratar alguem para os aproveitar.
« Última modificação: 02 de Dezembro 2019, 10:35:31 por toto1100 »


nunopinheiro

  • Mensagens: 6193
Os gestores de insolvência, estão boa parte deles muito bem na vida. ;(.

Lista das maiores

https://en.m.wikipedia.org/wiki/List_of_largest_airlines_in_Europe

As 6 primeiras devem ter uns 85% do mercado.   É fazer as contas...

Nota para a norwegen que é a oitava com aprox 38 milhões de Pax.

toto1100

  • Mensagens: 5798
Parece que menosprezei um bocado a Norwegian. :) (ou entao sobrevalorizei a Alitalia, mas embora sendo a principal companhia italiana, tem uma importancia para o pais que a Norwegian nao tem)
(tecnicamente mais importante que os passageiros em numero absoluto serao os lugares.km, mas tendo a Norwegian tanto longo curso, se calhar ainda fica mais acima nessa metrica)

A Norwegian se se aguentar no Verao de 2020 e 2021, depois vende os slots que ganhou em Heathrow e ja se safa mais uns tempos.  ;D
« Última modificação: 02 de Dezembro 2019, 10:30:11 por toto1100 »


jopeg

  • Moderador
  • Mensagens: 1686
Citação

TURCA ATLASGLOBAL SUSPENDE VOOS “ATÉ 21 DE DEZEMBRO”

28-11-2019 (16h47)


A companhia de aviação turca AtlasGlobal, considerada a segunda melhor companhia regional europeia nos prémios Skytrax, anunciou a suspensão de todos os seus voos “até 21 de Dezembro”, por grandes dificuldades financeiras.


Em comunicado a companhia afirmou precisar de tempo para se reestruturar e ‘refazer’ a tesouraria.


“Entramos numa nova fase de reestruturação para vos poder fornecer uma experiência de voo única”, diz a companhia nesse comunicado, realçando que sofreu atentados em 2015 e 2016 e que mais recentemente tem que enfrentar a desvalorização da lira turca.

O comunicado acrescenta que a contribuir para a deterioração da situação e aumento de custos esteve também a mudança para o novo aeroporto de Istambul.

A AtlasGlobal foi fundada em 2001, então como Atlasjet, tendo mudado a designação em 2015 e dedica-se a voos regulares e charters para os quais conta com um Airbus A320, sete A321 e três A330-200.


http://www.presstur.com/empresas---negocios/aviacao/turca-atlasglobal-suspende-voos-ate-21-de-dezembro/

Jopeg

toto1100

  • Mensagens: 5798
A Hong Kong airlines tambem esta a dar o badagaio.

nunopinheiro

  • Mensagens: 6193
Com a crise e o excesso de oferta vai cair bastante coisa nós 2-3 próximos anos..

zema

  • Mensagens: 647
A Hong Kong airlines tambem esta a dar o badagaio.


Pode ter sido azar mas os dois voos que fiz com eles foram os meus piores voos...avioes novos  (3 anos) num estado lastimavel (interior) serviço pessimo. Site e sistema de reservas completamente obsoleto. Foi tudo mto mau.
« Última modificação: 04 de Dezembro 2019, 00:17:50 por zema »


Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
1 Respostas
1126 Visualizações
Última mensagem 12 de Março 2018, 23:17:49
por brunodias
0 Respostas
430 Visualizações
Última mensagem 08 de Agosto 2016, 16:27:46
por pedferre
1 Respostas
1118 Visualizações
Última mensagem 12 de Setembro 2016, 17:22:06
por ClearedForTakeOff
10 Respostas
2708 Visualizações
Última mensagem 05 de Maio 2018, 20:24:59
por eascensao
1 Respostas
381 Visualizações
Última mensagem 08 de Setembro 2020, 00:38:06
por nunopinheiro

Total 117+-1=116 ms, db 0 ms, php 116 ms