toto1100

  • Mensagens: 4703
Por isso é que eu falei em salarios medios.
E quem trouxe primeiro os salarios dos pilotos ate nem fui eu*. Nao se pode usar como exemplo os salarios altos quando da jeito para uma coisa e os salarios baixos quando da jeito para outra.

(*Ainda outro dia, noutra conversa, houve alguem a sugerir que o estado lhes devia pagar a 100% para irem para casa em pre-reforma).
« Última modificação: 26 de Março 2020, 13:28:28 por toto1100 »


Acácio Pires

  • Mensagens: 1206
    • Gostaria de debater o tema da aviação com um olhar centrado na sustentabilidade social e ambiental
Caro nunopinheiro, mas uma empresa com dimensão da TAP, seja de que sector económico for, tem muito mais implicações do que receitas para a segurança social. Já nem falo dos empregos directos e do número de famílias afectadas mas também dos postos de trabalho indirectos que serão afectados por via do encerramento de empresas que um possível encerramento da TAP implicaria.
E como o país, erradamente, apostou tudo no turismo nos últimos anos, será difícil de equacionar que a opção recaia sobre uma TAP "versão Alitalia nacionalizada".

Acho que a opção do governo será esperar pelo que resultará das negociações a nível Europeu pois seguramente o sector da aviação será alvo de um pacote de investimento europeu.

Não podia estar mais de acordo.
Quando um país está demasiado dependente dum sector, sobretudo dos mais voláteis, arrisca-se a sofrer de forma desproporcionada os efeitos de uma crise como esta.

Portugal não pode voltar a depender do turismo como dependia até aqui ... é muito perigoso.

O pacote de ajuda à aviação, como a outros com forte impacto climático, tem que implicar contrapartidas. No caso da aviação, o minimo que se exige é que comece a pagar os  impostos como os outros.

toto1100

  • Mensagens: 4703
Sim, os paises com pouco turismo estao a passar incolumes por esta crise.

nunopinheiro

  • Mensagens: 5071
Portanto deduso que muita gente aqui está 100% de acordo com a injeção de capital do governo regional Açoreano na SATA ?

E acham que o mesmo deverá ver feito na TAP?

Se sim nada a dizer ao menos são consistentes, não sei porque mas desconfio que não...

E já agora o que pensam sobre as outras companhias a operar em Portugal? O mesmo? Ou diferente...?
« Última modificação: 26 de Março 2020, 14:27:35 por nunopinheiro »


Icterio

  • Mensagens: 599
    • Melhor ter sorte do que perícia.
Let them die.

Outras virão para ocupar o lugar.  Se existe necessidade haverá quem a preencha.

"Survival of the fittest".

jpmane

  • Mensagens: 347
nunopinheiro - ser uma companhia de aviação de uma região ULTRA PERIFÉRICA e ter como vocação fazer voos inter ilhas com tarifas ou subsidiadas ou baixas não é a mesma coisa que fazer dinheiro em voos Bordéus - Porto ou Bordéus - Lisboa. Se a rota Bordéus - Porto ou Bordéus - Lisboa não der dinheiro, fecha-se a rota e arrumou. Tenta-se outra qualquer.  Se a rota Flores - Corvo ou Flores - Ponta Delgada der prejuízo faz-se o quê?? Corta-se a rota e deixa-se o pessoal do Corvo isolado? Ou arruma-se com as outras ilhas e mete-se tudo na terceira e ponta delgada para aí as rotas que houver já poderem dar lucro?
Eu tenho a minha empresa. O que faço, faço-o para maximizar o meu lucro. Mas há certo tipo de serviços que não têm que dar lucro que diabo. E por isso é que o Estado social tem mecanismos para corrigir isso mesmo.

Espanta-me que a argumentação nesta fase continue a ser a mesma que era antes do que chegou e vai chegar. É sinal que muita gente ainda não começou a sentir nos bolsos as dificuldades o que é bom. Mas chegará o dia e não será só na aviação. Que diabo, eu tinha comprado uma mísera cama: na semana anterior ao Marcelo declarar o estado de emergência ligaram-me logo a dizer que já estavam todos em casa "a ver o que vai acontecer" e a fábrica de passos de ferreira já não estava a laborar...e a fábrica em Espanha também não.....e isto foi a 12 ou 13 de Março. Veremos em Junho ou Julho quantas fábricas por esse país fora terão condições para laborar.

Franmed

  • Mensagens: 1044
nunopinheiro - ser uma companhia de aviação de uma região ULTRA PERIFÉRICA e ter como vocação fazer voos inter ilhas com tarifas ou subsidiadas ou baixas não é a mesma coisa que fazer dinheiro em voos Bordéus - Porto ou Bordéus - Lisboa. Se a rota Bordéus - Porto ou Bordéus - Lisboa não der dinheiro, fecha-se a rota e arrumou. Tenta-se outra qualquer.  Se a rota Flores - Corvo ou Flores - Ponta Delgada der prejuízo faz-se o quê?? Corta-se a rota e deixa-se o pessoal do Corvo isolado? Ou arruma-se com as outras ilhas e mete-se tudo na terceira e ponta delgada para aí as rotas que houver já poderem dar lucro?
Eu tenho a minha empresa. O que faço, faço-o para maximizar o meu lucro. Mas há certo tipo de serviços que não têm que dar lucro que diabo. E por isso é que o Estado social tem mecanismos para corrigir isso mesmo.

Espanta-me que a argumentação nesta fase continue a ser a mesma que era antes do que chegou e vai chegar. É sinal que muita gente ainda não começou a sentir nos bolsos as dificuldades o que é bom. Mas chegará o dia e não será só na aviação. Que diabo, eu tinha comprado uma mísera cama: na semana anterior ao Marcelo declarar o estado de emergência ligaram-me logo a dizer que já estavam todos em casa "a ver o que vai acontecer" e a fábrica de passos de ferreira já não estava a laborar...e a fábrica em Espanha também não.....e isto foi a 12 ou 13 de Março. Veremos em Junho ou Julho quantas fábricas por esse país fora terão condições para laborar.

Esse discurso falacioso sobre a SATA já enjoa...Quem perde milhões é a Azores Airlines que faz muitas rotas para proveito político do Governo.

Qual o serviço público de uma rota Açores-Cabo Verde ?? Ou Lisboa-Salvador ?

Bremem

  • Mensagens: 521
E tantas outras rotas e decisões que foram tomadas onde nunca se lembraram do serviço público.

Serviço público não é para dar lucro , mas é para a haver equilibrio e boa gestão para assim poder continuar a servir os açorianos.

Ou os passeios para compras a Boston também são serviço público ?
« Última modificação: 26 de Março 2020, 17:00:52 por Bremem »


nunopinheiro

  • Mensagens: 5071
mas no caso da SATA ainda se pode falar em algum serviço publico, se bem que esse ate nem parece que é o que perde mais dinheiro... Pior é o caso de outras que reclamarão os mesmos apoios e não fazem qq serviço publico. mas já sei aí é ódio que o pessoal tem..
« Última modificação: 26 de Março 2020, 16:54:18 por nunopinheiro »


Bremem

  • Mensagens: 521
É incrível a quantidade de gente que continua a desejar mal a uma coisa que é nossa. Lamentável que nem nesta crise certos infelizes não se remetam ao silêncio. Gente triste, pequena e miserável.

Miserável é este post. Lembro-me bem quando o estado através do anterior governo voltou à TAP as criticas que lhe fizeram e as criticas que fizeram aos defensores da participação estatal.

Se hoje não tivesse lá o Estado e fosse só a Altantic G ... onde estava a empresa hoje ? Já estava a fazer companhia á Aigle azur à muito tempo.

Agora quando se pede que haja uma refundação e uma limpeza do balanço da empresa por razões óbvias, também somos todos traidores ?

Se não sabe olhar para um balanço pergunte a quem sabe.
« Última modificação: 26 de Março 2020, 20:18:17 por jopeg »


nfty

  • Mensagens: 232
Querem salários altos ,perguntem a um controlador aéreo quanto ganha ,cerca de 10000 euros brutos,e agora com pouco transito nos ares até estão mais descansados

brunodias

  • Mensagens: 4764
Talvez mas deverá ser uma percentagem superior a muitos zés da padaria

E isso é razão para continuar a mandar dinheiro para 1 buraco sem fundo?

brunodias

  • Mensagens: 4764
É incrível a quantidade de gente que continua a desejar mal a uma coisa que é nossa. Lamentável que nem nesta crise certos infelizes não se remetam ao silêncio. Gente triste, pequena e miserável.

Miserável é este post. Lembro-me bem quando o estado através do anterior governo voltou à TAP as criticas que lhe fizeram e as criticas que fizeram aos defensores da participação estatal.

Se hoje não tivesse lá o Estado e fosse só a Altantic G ... onde estava a empresa hoje ? Já estava a fazer companhia á Aigle azur à muito tempo.

Agora quando se pede que haja uma refundação e uma limpeza do balanço da empresa por razões óbvias, também somos todos traidores ?

Tenha juízo! Se não sabe olhar para um balanço pergunte a quem sabe.

É a velha conversa, orgulho nacional, mas depois é sempre a somar prejuizos, mas claro os maus são sempre os outros, vejam que ainda há pouco tempo era culpa do aeroporto, culpa do tempo, culpa do alcatrão, culpa da tinta das marcações da pista, nunca foi culpa do pessoal da tap

Eu acho que não li mal, por exemplo o pessoal da qantas reduziu ordenados, penso que outros também, na tap querem é ajudas e subsidios, reduzir despesas?? isso nunca

jpmane

  • Mensagens: 347
nunopinheiro - ser uma companhia de aviação de uma região ULTRA PERIFÉRICA e ter como vocação fazer voos inter ilhas com tarifas ou subsidiadas ou baixas não é a mesma coisa que fazer dinheiro em voos Bordéus - Porto ou Bordéus - Lisboa. Se a rota Bordéus - Porto ou Bordéus - Lisboa não der dinheiro, fecha-se a rota e arrumou. Tenta-se outra qualquer.  Se a rota Flores - Corvo ou Flores - Ponta Delgada der prejuízo faz-se o quê?? Corta-se a rota e deixa-se o pessoal do Corvo isolado? Ou arruma-se com as outras ilhas e mete-se tudo na terceira e ponta delgada para aí as rotas que houver já poderem dar lucro?
Eu tenho a minha empresa. O que faço, faço-o para maximizar o meu lucro. Mas há certo tipo de serviços que não têm que dar lucro que diabo. E por isso é que o Estado social tem mecanismos para corrigir isso mesmo.

Espanta-me que a argumentação nesta fase continue a ser a mesma que era antes do que chegou e vai chegar. É sinal que muita gente ainda não começou a sentir nos bolsos as dificuldades o que é bom. Mas chegará o dia e não será só na aviação. Que diabo, eu tinha comprado uma mísera cama: na semana anterior ao Marcelo declarar o estado de emergência ligaram-me logo a dizer que já estavam todos em casa "a ver o que vai acontecer" e a fábrica de passos de ferreira já não estava a laborar...e a fábrica em Espanha também não.....e isto foi a 12 ou 13 de Março. Veremos em Junho ou Julho quantas fábricas por esse país fora terão condições para laborar.

Esse discurso falacioso sobre a SATA já enjoa...Quem perde milhões é a Azores Airlines que faz muitas rotas para proveito político do Governo.

Qual o serviço público de uma rota Açores-Cabo Verde ?? Ou Lisboa-Salvador ?

Certo. Erros desses são erros de má gestão - o que é diferente da natureza da empresa. Acompanho o seu raciocínio relativamente a esses erros.

jpmane

  • Mensagens: 347
E tantas outras rotas e decisões que foram tomadas onde nunca se lembraram do serviço público.

Serviço público não é para dar lucro , mas é para a haver equilibrio e boa gestão para assim poder continuar a servir os açorianos.

Ou os passeios para compras a Boston também são serviço público ?

Boston já me parece que não concordo consigo. Parece-me uma rota óbvia para uma companhia como a SATA.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
10 Respostas
2353 Visualizações
Última mensagem 30 de Julho 2015, 21:34:22
por PauloBR
1 Respostas
992 Visualizações
Última mensagem 12 de Março 2018, 23:17:49
por brunodias
0 Respostas
349 Visualizações
Última mensagem 08 de Agosto 2016, 16:27:46
por pedferre
1 Respostas
884 Visualizações
Última mensagem 12 de Setembro 2016, 17:22:06
por ClearedForTakeOff
10 Respostas
2510 Visualizações
Última mensagem 05 de Maio 2018, 20:24:59
por eascensao

Total 100+0=100 ms, db 0 ms, php 100 ms