nunopinheiro

  • Mensagens: 6049
Vamos já entender uma coisa, para que no futuro não se meta tudo no mesmo saco...

Empréstimos não é a mesma coisa que aumentos de capital... Muita gente confunde as coisas..

Ambos são apoios mas incomparavelmente diferentes...

Empréstimos vão ter de ser pagos...
Quando se fala na imprensa em injeções de capital normalmente estamos a falar de um empréstimo, no entanto o pessoal gosta de achar que é dinheiro dado...

Agora estes 250 milhões a norwegen são um empréstimo, mas não deve durar muito a gastar e não resolve o problema, dívida já eles têm muita.

Bremem

  • Mensagens: 634
E muitas vezes os empréstimos são mesmo doações . A companhia torra o dinheiro e depois paga como ?

De qualquer forma, os acionistas têm de se chegar à frente. Ou metem dinheiro ou desaparecem do quadro societário. Quando o estado é acionista a coisa pode ter um contorno um pouco diferente.

Emprestar, só com plano de intervenção / recuperação e medidas claras para que as empresas tenham viabilidade.

nunopinheiro

  • Mensagens: 6049
Se uma empresa falhar o pagamento de um empréstimo então está em falha perante o estado e é coisa para tribunal...

De resto não discordo de controlo sobre a coisa...
« Última modificação: 20 de Março 2020, 14:12:43 por nunopinheiro »


jpmane

  • Mensagens: 593
Iremos ter muito mais empresas nacionalizadas e não só na europa. Da aviação e não só. A Renault, os nossos amigos da Vinci, a Saint Gobain e por aí fora estão em queda livre.  Não foi por causa da Air France que o Bruno Le Maire disse publicamente que se necessário nacionalizará grandes empresas em dificuldades. E o Lemaire não é propriamente um esquerdista...
Não me parece que nesta fase haja muita gente preocupada com a "concorrência desleal". E depois do que está a acontecer ninguém se irá queixar de concorrência desleal...tudo o que querem é sobreviver.
Deixando de lado o covid-19 e o que tristemente tem acontecido, quando isto passar, nem a Alemanha virá falar do défice e da dívida pública. Vão ser tempos interessantes.

nunopinheiro

  • Mensagens: 6049
A Renault, já tem uma boa participação do estado Frances, eles que aumentem o capital por todos os acionistas (de igual forma) que esta tudo como deve de ser..
« Última modificação: 20 de Março 2020, 17:18:48 por nunopinheiro »


brunodias

  • Mensagens: 5154
Iremos ter muito mais empresas nacionalizadas e não só na europa. Da aviação e não só. A Renault, os nossos amigos da Vinci, a Saint Gobain e por aí fora estão em queda livre.  Não foi por causa da Air France que o Bruno Le Maire disse publicamente que se necessário nacionalizará grandes empresas em dificuldades. E o Lemaire não é propriamente um esquerdista...
Não me parece que nesta fase haja muita gente preocupada com a "concorrência desleal". E depois do que está a acontecer ninguém se irá queixar de concorrência desleal...tudo o que querem é sobreviver.
Deixando de lado o covid-19 e o que tristemente tem acontecido, quando isto passar, nem a Alemanha virá falar do défice e da dívida pública. Vão ser tempos interessantes.

É muito bonito dizer que ninguem se vai preocupar com concorrencia desleal, mas numa altura em que vamos ter ai 99% em dificuldades, qual é o criterio para salvar a austrian e não a easyjet, salvar a iberia e não a ryanair, salvar a klm e não a wizz

Tudo bem que não são dos mesmos paises, mas porque salvar algumas e não outras, e pior, porque salvar 1 alitalia e se quiseremos mesmo 1 tap quando elas andam sempre com maus resultados e deixar as que tinham bons resultados morrer?

jpmane

  • Mensagens: 593
Serão decisões nacionais. Não me interessa estar a opinar o porquê de salvar uma e não outra. Eu estou apenas a afirmar como me parece que as coisas irão evoluir nem estou a dizer que desejo que assim se passe. O Estado Italiano salva a Alitalia porque dela dependem muitas famílias italianas, muitos empregos directos e indirectos. O que me parece claro é que não haverá processos por violação da política de concorrência. A decisão, histórica, hoje tomada pela CE é apenas o inicio.
« Última modificação: 20 de Março 2020, 21:30:39 por jpmane »


brunodias

  • Mensagens: 5154
Acho piada a esse argumento, salvam a alitalia porque dela dependem muitas familias italianas, então e as familias que dependem das outras companhias aereas não são pessoas?
No fundo querem fazer o mesmo de sempre junta tudo baralha de novo, o pior é que o resultado é sempre o mesmo, a alitalia daqui a uns tempos vai andar novamente em falência, e outras que eram rentaveis não existem porque alguem achou que se devia ajudar as que sempre viveram há grande e neste caso há italiana

Eu continuo na minha, querem salvar? força salvem todas ajudem todas
« Última modificação: 20 de Março 2020, 21:47:29 por brunodias »


jpmane

  • Mensagens: 593
Mas o Estado Italiano não tem responsabilidade nenhuma pela Ryanair, easyjet, Wizz, etc - detém sim parte do capital da Alitalia.
Quanto à Ryanair, easyjet, wizzair sem dúvidas que ninguém os impede de dialogar com as autoridades competentes se precisarem de ajuda - como a Lufthansa já admitiu ter começado a fazer. Se algum Estado o fizer força. Palpita-me que o governo Alemão será mais sensível à questão da Lufthansa que à situação de qq outra companhia mas se isto não parece ser lógico tudo bem.

Aliás, não me parece que em tempos de crise como essa que aí vem, que a responsabilidade dos Estados seja a de assegurar os bons resultados da empresa A, B, ou C. É sim de assegurar que as empresas sobrevivem, e que as pessoas mantêm os seus postos de trabalho. Muito poucos de nós, que aqui escrevemos, perante a crise que aí vem, teremos os postos de trabalho garantidos. É a economia mundial parada. Nada menos que isso.
« Última modificação: 20 de Março 2020, 22:12:02 por jpmane »


brunodias

  • Mensagens: 5154
Continuo na minha, ou se ajuda todas ou não se ajuda nenhuma, e se diz que os estados tem que assegurar que as empresas sobrevivem só me esta a dar razão
E para mim o pior é quando se quer ajudar alitalias que está falida secalhar há mais de 15 anos

nunopinheiro

  • Mensagens: 6049
jpmane mas atá a pouco o estado italiano detia 0% da companhia... isto vai tudo no fim parar ao tribunal de concorrência

seja como for ainda não se sabe bem os moldes da intervenção estatal na Alitalia, e o que se fala é na criação de uma Alitalia boa e uma má, avinho eu com cortes brutais na operação. O buraco são de 3 mil milhões e parece que precisa já de mais mil milhões, não vão tapar o buraco escavando mais...
« Última modificação: 20 de Março 2020, 23:01:35 por nunopinheiro »


brunodias

  • Mensagens: 5154
Eu sei que depois de eu dizer isto vai aparecer o pessoal a criticar, mas secalhar em vez de continuarem a bater na alitalia deviam aproveitar esta crise para refazer isto +- de novo, fazer as coisas de forma diferente, reformular as coisas e não continuar a meter dinheiro por ser giro
Quem diz alitalia diz muitas outras em que aquilo é muito mais vicios do que trabalho, e por isso andam sempre com a corda na garganta

toto1100

  • Mensagens: 5555
Easyjet esta semana pediu dinheiro ao governo britânico. Que fizeram eles também esta semana? Distribuíram 174 milhoes de libras em dividendos. Resultado? Abaixo assinado dos trabalhadores da empresa a pedirem ao governo para NÃO lhes darem dinheiro.

Bremem

  • Mensagens: 634
Eu sei que depois de eu dizer isto vai aparecer o pessoal a criticar, mas secalhar em vez de continuarem a bater na alitalia deviam aproveitar esta crise para refazer isto +- de novo, fazer as coisas de forma diferente, reformular as coisas e não continuar a meter dinheiro por ser giro
Quem diz alitalia diz muitas outras em que aquilo é muito mais vicios do que trabalho, e por isso andam sempre com a corda na garganta

Eu não critico. Aplaudo de pé.

Todos vamos ter de nos reiventar. Muitos profissionais de muitas empresas estão agora a trabalhar arduamente na renovação dos seus procesos para que de forma diferente as suas actividades possam continuar. Faça cada um a sua parte

Empresas falidas estarem de mão estendida à espera da esmolinha era o que faltava.

Porque eu, vocês, e tantos milhares continuamos a pagar os nossos impostos. Ainda ontem a segurança social não se esqueceu de tirar das nossas contas o valor devido. Com virus ou sem virus os impostos foram pagos.

O Estado espero que ajude. Mas a todos e com critérios claros.
« Última modificação: 21 de Março 2020, 09:34:00 por Bremem »


jpmane

  • Mensagens: 593
Sim - aliás um dos aspectos interessantes dos tempos que aí vêm é que aqueles que andaram a cascar no estado agora vão estar de mão estendida à espera da ajuda.

O David Neelman já anunciou quanto irá colocar a mais na TAP se necessário?

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
10 Respostas
2475 Visualizações
Última mensagem 30 de Julho 2015, 21:34:22
por PauloBR
1 Respostas
1088 Visualizações
Última mensagem 12 de Março 2018, 23:17:49
por brunodias
0 Respostas
408 Visualizações
Última mensagem 08 de Agosto 2016, 16:27:46
por pedferre
1 Respostas
949 Visualizações
Última mensagem 12 de Setembro 2016, 17:22:06
por ClearedForTakeOff
10 Respostas
2653 Visualizações
Última mensagem 05 de Maio 2018, 20:24:59
por eascensao

Total 103+0=103 ms, db 0 ms, php 103 ms