Ricardo Ferreira

  • Mensagens: 33
Ninguém se entende  :)

eascensao

  • Mensagens: 569
Relativamente à Madeira...

Sabe-se que a opção por apresentação de resultado ou realização dos testes à chegada é a solução que está em cima da mesa.
(Aliás neste momento já é uma opção para os residentes que não queiram fazer o confinamento em Hotel.)
Mas ainda não se sabe em que moldes, com que custos, com que alternativas... nem tão pouco se existe necessidade de os repetir a cada x dias (como nos Açores).

Tudo o que se tem sabido resulta de declarações e sobretudo respostas a jornalistas dadas pelo Presidente do Gverno Regional ou pelo Secretário Regional do Turismo e Cultura e depois extrapoladas e às vezes colocadas fora de contexto pela Comunicação Social.
Há que aguardar um bocadinho mais até que se saiba oficialmente o que vai acontecer.

Mas, neste momento, com a maioria (senão a totalidade) dos laboratórios credenciados a fornecer respostas aso testes em 48/72 horas fica em aberto a) o que faz o passageiro que realiza o teste à chegada durante esse período e b) o passageiro que fez o teste 48 a 72 horas antes da viagem e vê o voo atrasado para o dia seguinte por condições meteo terá que repetir o teste caso este já tenha entretanto mais de 72 horas ? E qual será a capacidade instalada de recolha de amostras e de processamento das mesmas ?

snoranora

  • Mensagens: 185
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.

Franmed

  • Mensagens: 1165
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.

Mas a Madeira recebe muitos turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....

Hawks

  • Mensagens: 900
Relativamente à Madeira...

Sabe-se que a opção por apresentação de resultado ou realização dos testes à chegada é a solução que está em cima da mesa.
(Aliás neste momento já é uma opção para os residentes que não queiram fazer o confinamento em Hotel.)
Mas ainda não se sabe em que moldes, com que custos, com que alternativas... nem tão pouco se existe necessidade de os repetir a cada x dias (como nos Açores).

Tudo o que se tem sabido resulta de declarações e sobretudo respostas a jornalistas dadas pelo Presidente do Gverno Regional ou pelo Secretário Regional do Turismo e Cultura e depois extrapoladas e às vezes colocadas fora de contexto pela Comunicação Social.
Há que aguardar um bocadinho mais até que se saiba oficialmente o que vai acontecer.

Mas, neste momento, com a maioria (senão a totalidade) dos laboratórios credenciados a fornecer respostas aso testes em 48/72 horas fica em aberto a) o que faz o passageiro que realiza o teste à chegada durante esse período e b) o passageiro que fez o teste 48 a 72 horas antes da viagem e vê o voo atrasado para o dia seguinte por condições meteo terá que repetir o teste caso este já tenha entretanto mais de 72 horas ? E qual será a capacidade instalada de recolha de amostras e de processamento das mesmas ?

A medida a ser implementada será a partir de 1 de Julho. O sistema a adoptar é semelhante ao da Islândia e ao do aeroporto de Viena onde os resultados são obtidos entre 3 a 6 horas. A capacidade de processamento é de 100 amostras / h. Em relação ao custo, efectivamente existe confusão em relação aquilo que é o custo do teste, o custo do teste imputado ao passageiro e o custo do teste imputado ao governo com base em acordos com subsistemas de saúde. A indicação actual é que não haverá custo imputado ao passageiro.

Em relação à forma como isto irá será posto em prática, se eu sou um turista e quero ir à Madeira 5 dias e sei que um teste é requisito obrigatório, seja à partida seja à chegada, provavelmente não quero correr o risco de fazer o teste só à chegada e se der positivo ficar confinado no mínimo 14 dias num sítio qualquer por minha conta. Provavelmente quero ir já com esse comprovativo na mão e fazer as minhas férias sem esse stress.

Em relação a variações devido a voos adiados, etc, isso certamente nada disso está pensado até porque o número de voos e passageiros em Julho será sempre limitado. Como disse, esta é uma situação de desbloqueio da quarentena obrigatória que está em vigor para todos agora. Não significa que em Setembro ou Outubro seja igual. De qualquer forma,  a autoridade regional de saúde decidirá sempre situações excepcionais com base caso a caso. Como há tempos, um casal do Porto Santo que chegou de Lisboa infetado e como tinham um bebé < 1 ano foi-lhes permitido cumprir quarentena em casa.

Hawks

  • Mensagens: 900
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.

Mas a Madeira recebe muitos turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....

O número de passageiros em Julho será sempre muito limitado. Não será um Julho normal, porque mesmo havendo voos, ainda não sabemos se haverá passageiros. Neste momento, a retoma do turismo na Madeira é apontada para Setembro/Outubro. O Inverno é muito relevante para a Madeira, para muitas unidades hoteleiras que trabalham com mercados específicod talvez até mais do que próprio Verão.

GoncaloRibas

  • Mensagens: 1066
« Última modificação: 23 de Maio 2020, 17:18:59 por GoncaloRibas »


snoranora

  • Mensagens: 185
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.
Novos casos é quase impossível de não voltarem a existir. Mesmo com os testes. É mas seguro garantir que só entram turistas de países que têm um nível de controlo da pandemia equivalente ou melhor do que nosso.
Mas a Madeira recebe
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.

Mas a Madeira recebe muitos turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....
turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....
Todos dias surgem novos casos e não é o teste que vai evitar que isso aconteça.
É mais seguro garantir que só entram turistas de países com controlo da pandemia equiparado ou melhor do que o nosso. Não se esqueçam que Portugal pertence ao espaço schengen e quando este abrir não sei qual a validade legal destas medidas. Só se Portugal decidir suspender o tratado.

jpmane

  • Mensagens: 560
Como é que a Madeira vai conseguir testar milhares de passageiros por dia ??

Cheira-me a bluff......

Haverá 2 opcões:

1) o passageiro faz o teste na origem por sua conta 72h antes da viagem, quando chegar à ilha apresenta o teste negativo e pode fazer as suas férias "normalmente" sujeitas às mesmas regras de distanciamento social, etc que todos os outros.

2) o passageiro faz o teste só à chegada à ilha. Mas tem de aguardar em confinamento o resultado do teste. E se o mesmo der positivo tem de cumprir quarentena obrigatória em local designado.

O passageiro é que escolhe. Mas eu diria que a maior parte dos turistas optará pela opção 1. A maior parte dos residentes optará pela opção 2.  Até será possível que alguns operadores turísticos que trabalham com determinado tipo de mercados incluam a realização de testes no "pacote".

Mas qual é a lógica disso? Ou se vai para as urgências mesmo sem sintomas para fazer o teste, ou convences o SNS a passar-te uma credencial para o fazer inventando sintomas ou pagas do teu bolso é isso? Ou pagas uma pipa de massa num laboratório privado se quiseres ir de férias à madeira ou então inventas sintomas para ires ao SNS. É essa a estratégia do candidato a PR para quem quer ir à Madeira?

jpmane

  • Mensagens: 560
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.

Mas a Madeira recebe muitos turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....

O número de passageiros em Julho será sempre muito limitado. Não será um Julho normal, porque mesmo havendo voos, ainda não sabemos se haverá passageiros. Neste momento, a retoma do turismo na Madeira é apontada para Setembro/Outubro. O Inverno é muito relevante para a Madeira, para muitas unidades hoteleiras que trabalham com mercados específicod talvez até mais do que próprio Verão.

O problema é se em setembro ou outubro estás com isto outra vez. O que é não é de todo improvável

toto1100

  • Mensagens: 5252
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.
Novos casos é quase impossível de não voltarem a existir. Mesmo com os testes. É mas seguro garantir que só entram turistas de países que têm um nível de controlo da pandemia equivalente ou melhor do que nosso.
Mas a Madeira recebe
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.

Mas a Madeira recebe muitos turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....
turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....
Todos dias surgem novos casos e não é o teste que vai evitar que isso aconteça.
É mais seguro garantir que só entram turistas de países com controlo da pandemia equiparado ou melhor do que o nosso. Não se esqueçam que Portugal pertence ao espaço schengen e quando este abrir não sei qual a validade legal destas medidas. Só se Portugal decidir suspender o tratado.

Se ha coisa que se sabe que resulta é "testar, testar, testar" (como diz a OMS). Foi assim que, p.e., a Coreia do Sul não deixou a pandemia progredir.
Essa discussão sobre o espaço Schengen nao é nada assim que funciona.

Hawks

  • Mensagens: 900
Como é que a Madeira vai conseguir testar milhares de passageiros por dia ??

Cheira-me a bluff......

Haverá 2 opcões:

1) o passageiro faz o teste na origem por sua conta 72h antes da viagem, quando chegar à ilha apresenta o teste negativo e pode fazer as suas férias "normalmente" sujeitas às mesmas regras de distanciamento social, etc que todos os outros.

2) o passageiro faz o teste só à chegada à ilha. Mas tem de aguardar em confinamento o resultado do teste. E se o mesmo der positivo tem de cumprir quarentena obrigatória em local designado.

O passageiro é que escolhe. Mas eu diria que a maior parte dos turistas optará pela opção 1. A maior parte dos residentes optará pela opção 2.  Até será possível que alguns operadores turísticos que trabalham com determinado tipo de mercados incluam a realização de testes no "pacote".

Mas qual é a lógica disso? Ou se vai para as urgências mesmo sem sintomas para fazer o teste, ou convences o SNS a passar-te uma credencial para o fazer inventando sintomas ou pagas do teu bolso é isso? Ou pagas uma pipa de massa num laboratório privado se quiseres ir de férias à madeira ou então inventas sintomas para ires ao SNS. É essa a estratégia do candidato a PR para quem quer ir à Madeira?

Não sei qual a relevância da candidatura a PR para o tópico. Mas se é para falar de estratégia, poucos casos, zero mortos, zero casos em lares e a primeira região do país a voltar ao "normal". Pelo menos até agora a estratégia funcionou.

Quanto ao que vai acontecer em Setembro/Outubro queres que não se faça nada e que se diga às pessoas que tudo o que elas estão a fazer agora é inútil porque vamos ter 2as e 3as e 4as ondas?

Hawks

  • Mensagens: 900
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.
Novos casos é quase impossível de não voltarem a existir. Mesmo com os testes. É mas seguro garantir que só entram turistas de países que têm um nível de controlo da pandemia equivalente ou melhor do que nosso.
Mas a Madeira recebe
Essas regras que a Madeira quere impor são um puro disparate. O que deviam fazer era abrir a chegada de turistas apenas de países em que os dados epidemiologicos estão ao mesmo nível que Portugal. Os mercados emissores de turistas para a Madeira tirando UK estão melhores que o nosso. Por outro lado qualquer passageiro com origem em países como por exemplo Brazil em que não existe qualquer controlo da pandemia deveriam ser obrigados a fazer o teste pago do próprio bolso e quarentena obrigatória de 14dias.

Mas a Madeira recebe muitos turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....
turistas.....impossível que entre milhares de passageiros desses países não existam muitos infectados....

O que se faz quando começarem a surgir os casos novamente ??

Ninguém em Portugal continental está preocupado com mais 30/40 casos, mas nas regiões autônomas a situação é muito mais sensível.....
Todos dias surgem novos casos e não é o teste que vai evitar que isso aconteça.
É mais seguro garantir que só entram turistas de países com controlo da pandemia equiparado ou melhor do que o nosso. Não se esqueçam que Portugal pertence ao espaço schengen e quando este abrir não sei qual a validade legal destas medidas. Só se Portugal decidir suspender o tratado.

Tens razão que o teste não evita, por si só, o aparecimento de novos casos. O teste permite detectar quem é actualmente positivo e isolar essa pessoa para que não contamine outros. O princípio por trás da testagem em massa é esse. É claro que risco zero é uma porta completamente fechada. Não podemos ter risco zero, então abrimos a porta com testagem.

Quanto à outra sugestão. A Madeira não tem autonomia para banir voos de outros países. E qual vai ser o critério para carregar no botão e fechar tudo? À 2af olhamos para os números da Alemanha que têm 20 novos casos e dizemos que são benvindos e à 6af se tiverem 2000 novos casos pede-se ao Governo para banir os voos da Alemanha? O que é proposto ser feito ao nível dos testes é aquilo que pode ser imposto localmente.

pedferre

  • Mensagens: 538
Ja se adivinhava o Trump proibe a entrada de brasileiros nos EUA, ja nos vamos passar a ter cada vez mais voos para o Brasil. :)

toto1100

  • Mensagens: 5252
Os brasileiros estão ha bastante tempo ja proibidos de entrar na UE.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 
Total 125+0=125 ms, db 0 ms, php 125 ms