VNE

  • Mensagens: 1446
New Engine Option, em relação aos 3 mil milhões sim esta a aldrabar. ou melhor pode estar ate só a induzir em erro quem o ouve, ver exemplo do toto.

Quanado o toto ou eu pedimos empréstimos para comprar casa os bancos todos somados ofereceram milhões de euros. Isto é quando fomos pedir simulações aos bancos todos eles preaprovaram os créditos, logo eu ou o toto poderíamos dizer a nossa família que já tinha aprovado x milhões de euros para comparar a casa se soma-se os créditos todos. Claro que é mentira que pudesse pedir todos os créditos porque só tinha uma casa para dar como garantia.

Estava capaz de jurar que eram a mesma pessoa, afinal vivem juntos!

RMSR

  • Mensagens: 18
Acho que se diverge bastante do tópico... Adiante o A319 estava previsto saír.. O A332 é um avião com muita importância para a TAP. O a339... Bom não estou a ver nenhum lessor a aceitá-los de volta então os sell and lease back... E não me parece que as outras companhias sejam burras. anunciaram que vão retirar os aparelhos. Resta saber o que farão com eles. O que me parece é que também não são mais espertos que os outros se pensarem que os vendem!
Num cenário mais negro entrega-se tudo é reabre-se a LAR a airatlantis e a Yes...

toto1100

  • Mensagens: 5275
A TAP pode ser incompetente, mas ate eles hao-de ter assinado contratos de leasing onde estao especificados como se efetua a quebra desse contrato. Se assinaram um contrato que obriga a ficar com o aviao ate ao fim do contrato sem qualquer possibilidade de o devolver, entao isso ja seria caso de prisao.
E eu esperaria que os avioes da TAP fossem todos de extrema importancia para a empresa; sao coisas um bocado caras para se comprar so porque sim.

Maioria do que se viu ate agora por esse mundo fora foi retirar aparelhos e envia-los para a sucata, por isso a questao de haver necessidade de os vender nao se coloca. A TAP tambem nao tem esse problema, que quase nao detem avioes, é so devolve-los ao lessor (se o lessor nao os quiser tem bom remedio: negoceia melhores condiçoes com a TAP - e sim, haver imensa gente a devolver avioes vai dar poder as companhias que nao os querem devolver, porque lhe da poder negocial).

E reparo tambem que nao comentaste a questao dos funcionarios que vao sair da empresa. Os avioes da TAP voam sozinhos? Ou toda a gente que esta a contrato a termo mais os que tem >60 anos eram todos superfluos e a companhia pode continuar a operar exatamente como antes sem eles? Se a TAP se quer livrar de tanta gente e nao se quer livrar de avioes ha aqui qualquer coisa que nao bate certo.
« Última modificação: 29 de Abril 2020, 15:03:07 por toto1100 »


Icterio

  • Mensagens: 734
    • Melhor ter sorte do que perícia.


Trazer este discurso da Maggie para um Fórum TAP é de extremo mau gosto...


Adob

  • Mensagens: 327


Maioria do que se viu ate agora por esse mundo fora foi retirar aparelhos e envia-los para a sucata, por isso a questao de haver necessidade de os vender nao se coloca. A TAP tambem nao tem esse problema, que quase nao detem avioes, é so devolve-los ao lessor (se o lessor nao os quiser tem bom remedio: negoceia melhores condiçoes com a TAP - e sim, haver imensa gente a devolver avioes vai dar poder as companhias que nao os querem devolver, porque lhe da poder negocial).



Obviamente que a TAP terá, tal como os restantes, que repensar os aviões que precisa nos próximos 2-3 anos.

A partir daí, entra-se num processo de damage control onde tem que se ver os contratos que permitem uma devolução ao lessor mais fácil (veja-se, o menos dispendiosa possível) e começar por aí.

Obviamente que, tendo em conta o contexto global onde toda a gente vai fazer isto, muitos lessor vão preferir a renegociação com novas condições porque não há ninguém a querer os aviões nos próximos meses/1-2 anos.

Pode mesmo chegar-se ao ponto onde a TAP consegue manter parte da frota encostada a pagar valores baixos de renda para ir reintroduzindo à medida das necessidades nomeadamente para os A339.

Olhando para a frota, ninguém/pouca gente vai querer os A339. Por vários motivos:
1. O modelo já não era propriamente popular
2. Boa parte das encomendas eram de lessors que estão a cancelar bem como da Air Asia. Isto levará a que os preços dos aviões novos de fábrica saiam ao preço da uva mijona...
3. A TAP tem versões com o pior MTOW do mercado por ter sido launch customer, logo as menos desejadas num mercado secundário.

Relativamente aos A320N, será sempre mais fácil encontrar outra casa, é uma questão de tempo e em 2 ou 3 anos voltarão a ser bens bastante transacionáveis.
« Última modificação: 29 de Abril 2020, 15:29:58 por Adob »


Jorge78

  • Mensagens: 2701
Os lessors também têm noção da atual realidade e devem ser mais flexíveis.
Do que adianta serem inflexiveis?

AECM

  • Mensagens: 474

3. A TAP tem versões com o pior MTOW do mercado por ter sido launch customer, logo as menos desejadas num mercado secundário.


Tanto quanto sei os A339 da TAP têm MTOW de 242 ton que é o máximo disponível até ao momento.

Carlos Manuel

Um dia alguém devia fazer uma conta “simples”: é mais barato manter a Companhia do regime, ou deixar cair e criar outra de novo, sem vícios e enteados?

Depende a quem perguntares; para os contribuintes que pagam a conta e resposta é uma.  Para os enteados que estão lá à décadas a resposta será outra.  Só que esses "enteados" tem muita força...  Não é por acaso que a TAP sempre fez questão de acolher uma boa dose de politicos e ex-políticos nos seus quadros.

Fala do Antonoaldo? Ou da Goldman Sachs que foi recrutar o Arnault e o Durão Barroso?

A Goldman Sachs é portuguesa ?

New Engine Option

  • Mensagens: 3530

3. A TAP tem versões com o pior MTOW do mercado por ter sido launch customer, logo as menos desejadas num mercado secundário.


Tanto quanto sei os A339 da TAP têm MTOW de 242 ton que é o máximo disponível até ao momento.

Verdade. Os A339 têm esse MTOW. Esta previsto o lançamento de uma versão com mais MTOW mas essa versão não está ainda disponível.
« Última modificação: 29 de Abril 2020, 18:47:47 por New Engine Option »


Adob

  • Mensagens: 327

3. A TAP tem versões com o pior MTOW do mercado por ter sido launch customer, logo as menos desejadas num mercado secundário.


Tanto quanto sei os A339 da TAP têm MTOW de 242 ton que é o máximo disponível até ao momento.

O MTOW 251t vai/ia começar a sair de fábrica em meados de 2020 e é face a esses que os da TAP vão concorrer no mercado.

Relembro que a Delta, já pré-COVID, adiou o calendário inicial para receber quase a maioria deles com o novo MTOW.

Acresce ainda que esta não é um simples upgrade de MTOW de papel (como aconteceu no A359 que tem possibilidade até de "retrofit" de alguns upgrades no MTOW): há modificações estruturais nas asas, fuselagem e trem de aterragem que fazem o peso ser idêntico às versões 242t.

As modificações incluem ainda prazos de manutenção mais alargados para o trem de aterragem, baixando os custos.
« Última modificação: 29 de Abril 2020, 20:47:29 por Adob »


CHALI

  • Mensagens: 270


3. A TAP tem versões com o pior MTOW do mercado por ter sido launch customer, logo as menos desejadas num mercado secundário.


Tanto quanto sei os A339 da TAP têm MTOW de 242 ton que é o máximo disponível até ao momento.

O MTOW 251t vai/ia começar a sair de fábrica em meados de 2020 e é face a esses que os da TAP vão concorrer no mercado.

Relembro que a Delta, já pré-COVID, adiou o calendário inicial para receber quase a maioria deles com o novo MTOW.

Acresce ainda que esta não é um simples upgrade de MTOW de papel (como aconteceu no A359 que tem possibilidade até de "retrofit" de alguns upgrades no MTOW): há modificações estruturais nas asas, fuselagem e trem de aterragem que fazem o peso ser idêntico às versões 242t.

As modificações incluem ainda prazos de manutenção mais alargados para o trem de aterragem, baixando os custos.

Os ultimos dois A339 deviam ser renegociados e ja vir com o MTOW de 251t!
« Última modificação: 29 de Abril 2020, 21:02:42 por CHALI »


gabiral

  • Mensagens: 54

New Engine Option

  • Mensagens: 3530
Os 321 LR CS-TXE (msn 9120) e CS-TXF (msn 9230) já estão prontos em Hamburgo.

Fotos

https://www.flickr.com/photos/mathiasdueber/49750793917/

https://www.flickr.com/photos/143531276@N06/49732257912/

Nuno

E muito serão precisos para os próximos meses.

VNE

  • Mensagens: 1446


3. A TAP tem versões com o pior MTOW do mercado por ter sido launch customer, logo as menos desejadas num mercado secundário.


Tanto quanto sei os A339 da TAP têm MTOW de 242 ton que é o máximo disponível até ao momento.

O MTOW 251t vai/ia começar a sair de fábrica em meados de 2020 e é face a esses que os da TAP vão concorrer no mercado.

Relembro que a Delta, já pré-COVID, adiou o calendário inicial para receber quase a maioria deles com o novo MTOW.

Acresce ainda que esta não é um simples upgrade de MTOW de papel (como aconteceu no A359 que tem possibilidade até de "retrofit" de alguns upgrades no MTOW): há modificações estruturais nas asas, fuselagem e trem de aterragem que fazem o peso ser idêntico às versões 242t.

As modificações incluem ainda prazos de manutenção mais alargados para o trem de aterragem, baixando os custos.

Os ultimos dois A339 deviam ser renegociados e ja vir com o MTOW de 251t!

Ou talvez não virem, pelo menos na data prevista.

AECM

  • Mensagens: 474

3. A TAP tem versões com o pior MTOW do mercado por ter sido launch customer, logo as menos desejadas num mercado secundário.


Tanto quanto sei os A339 da TAP têm MTOW de 242 ton que é o máximo disponível até ao momento.

O MTOW 251t vai/ia começar a sair de fábrica em meados de 2020 e é face a esses que os da TAP vão concorrer no mercado.

Relembro que a Delta, já pré-COVID, adiou o calendário inicial para receber quase a maioria deles com o novo MTOW.

Acresce ainda que esta não é um simples upgrade de MTOW de papel (como aconteceu no A359 que tem possibilidade até de "retrofit" de alguns upgrades no MTOW): há modificações estruturais nas asas, fuselagem e trem de aterragem que fazem o peso ser idêntico às versões 242t.

As modificações incluem ainda prazos de manutenção mais alargados para o trem de aterragem, baixando os custos.
Sim está em fase de certificação a versão de 251 ton e até pode haver ou não a possibilidade dos actuais A339 serem passíveis de upgrade técnico para essa versão. Agora também não é o mais correcto dizer que a TAP tem A339 com o MTOW mais baixo de todos.
« Última modificação: 29 de Abril 2020, 23:25:19 por AECM »


Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 
Total 112+0=112 ms, db 0 ms, php 112 ms