GoncaloRibas

  • Mensagens: 1066
Sei que me vou repetindo mas... sabem que essa da tap ser vital para portugal é um bocado insultuoso para quem não é servido pelo aeroporto de Lisboa, Lisboa!= Portugal. Digam a TAP é vital para a região de Lisboa, que poderei discordar ou não, agora Portugal quando não é a principal companhia em nenhum dos aeroportos nacionais excluindo Lisboa. Por amor da santa. 

A de pagar impostos então é o cumulo??? Como é não havia de pagar??? e que impostos são esses ??? Se disser IVA ou SS é para ignorar..
Também é a principal operadora em FNC

brunodias

  • Mensagens: 5015
Fazendo a ligação principal a Lisboa

jopeg

  • Moderador
  • Mensagens: 1622


Boas contas!

Podes adicionar a esse exercício matemático o facto da TAP ter pago ao Estado, só em impostos, 328M€ em 2019? É que seguindo essa contabilidade que fazes, se calhar chegamos à conclusão que até dá “lucro” ao Estado manter a TAP aberta? Ou estou a ver mal as contas?
328.000.000€ / ano dá sensivelmente 27.000.000€ por mês
Ou 900 mil euros por dia... de impostos que a TAP paga.

De onde se pode concluir que contas de merceeiro qualquer um faz?

Estimado,

Não vi esses números no Relatório e Contas de 2019. Vi um valor manifestamente mais baixo.

Cumprimentos,

Jopeg

nunopinheiro

  • Mensagens: 5714
se este quadro não diz tudo não sei o que diz ...
a ser vital é clarinho como a agua onde será com 56% dos passageiros sim.. é importante...
« Última modificação: 23 de Maio 2020, 23:32:12 por nunopinheiro »


Blasted

  • Mensagens: 15
Qualquer empresa paga impostos.

Para isso é preciso que exista. E já agora, em Portugal. Porque a pagar impostos lá fora, com o “mercado a funcionar”, já tens exemplos por cá e neste mesmo sector.

Não se trata de justificar com isto o salvamento da empresa, mas sim os argumentos para a “deixar falir” e a sua validade, ou neste caso a falta dela.

O que me parece é que falamos do “salvamento” de uma empresa num quadro pandémico e não porque estivesse a ser mal gerida. Porque, sejamos honestos na argumentação, a generalidade das empresas do sector estão a pedir - e a obter - apoio estatal. Apoio esse que passa obrigatoriamente pelo crivo de Bruxelas, que analisa com métricas baseadas na viabilidade e histórico de operação das empresas - ou seja, tenta-se que a ajuda seja proporcional; tenta-se que a ajuda incida apenas como compensação pela perda de tráfego e em momento algum se fala em salvar empresas que são inviáveis.
Penso que seria mais interessante percebermos, por proporcionalidade, qual o valor que Bruxelas autorizará e se esse valor será suficiente para viabilizar a existência da empresa até à normalização da operação. Porque se olharmos para as contas da empresa, não é difícil ver sinais de crescimento e de resultados positivos. Por acaso, até é o que a direção da empresa pede: o mesmo critério de ajuda dado aos concorrentes diretos. Nem mais, nem menos.

Não é por acaso que não fosse esta pandemia estaríamos aqui provavelmente a discutir a venda da empresa, por valores superiores aos investidos aquando da privatização. Não foi assim há tanto tempo...

Não quero estar aqui a contribuir para as guerrilhas do costume, mas acho mais útil discutir-se com base em dados concretos e de forma honesta do que com contas de merceeiro para “popularizar” reações superficiais e pouco fundamentadas.

Falar em Iberias e Vuelings e Barcelona, desculpem-me, é não ter noção do que se passa na aviação ou no turismo. Porque a TAP não é estratégica para o turismo, mas por acaso Barcelona é das maiores ameaças a Lisboa como Hub; Imagino Lisboa entregue a um desses players e a consequência disso para a nossa exploração turística... Claro que o “mercado” ia funcionar :rolleyes:

Blasted

  • Mensagens: 15
Estimado,

Não vi esses números no Relatório e Contas de 2019. Vi um valor manifestamente mais baixo.

Cumprimentos,

Jopeg
[/quote]

Caro Jopeg,

Retirado dos resultados consolidados da TAP SGPS 2019, em anexo.

Maia

  • Mensagens: 317
Citação

Para isso é preciso que exista. E já agora, em Portugal. Porque a pagar impostos lá fora, com o “mercado a funcionar”, já tens exemplos por cá e neste mesmo sector.

Não se trata de justificar com isto o salvamento da empresa, mas sim os argumentos para a “deixar falir” e a sua validade, ou neste caso a falta dela.

O que me parece é que falamos do “salvamento” de uma empresa num quadro pandémico e não porque estivesse a ser mal gerida. Porque, sejamos honestos na argumentação, a generalidade das empresas do sector estão a pedir - e a obter - apoio estatal. Apoio esse que passa obrigatoriamente pelo crivo de Bruxelas, que analisa com métricas baseadas na viabilidade e histórico de operação das empresas - ou seja, tenta-se que a ajuda seja proporcional; tenta-se que a ajuda incida apenas como compensação pela perda de tráfego e em momento algum se fala em salvar empresas que são inviáveis.
Penso que seria mais interessante percebermos, por proporcionalidade, qual o valor que Bruxelas autorizará e se esse valor será suficiente para viabilizar a existência da empresa até à normalização da operação. Porque se olharmos para as contas da empresa, não é difícil ver sinais de crescimento e de resultados positivos. Por acaso, até é o que a direção da empresa pede: o mesmo critério de ajuda dado aos concorrentes diretos. Nem mais, nem menos.

Não é por acaso que não fosse esta pandemia estaríamos aqui provavelmente a discutir a venda da empresa, por valores superiores aos investidos aquando da privatização. Não foi assim há tanto tempo...


Rais parta o Covid.
Tinha de aparecer esta coisa para interromper esta gestão de grande sucesso na TAP e os sucessivos anos de lucros.
« Última modificação: 24 de Maio 2020, 09:58:26 por jopeg »


brunodias

  • Mensagens: 5015
As pessoas que querem continuar a despejar dinheiro na tap lembram-se da covid, mas esqueceram os 200milhões de prejuizo nos ultimos 2 anos

Depois querem comparar ajudas a empresas que dão lucros com empresas que não dão

Podem dizer o que quiserem, mas para a tap o covid foi 1 dadiva de deus

nunopinheiro

  • Mensagens: 5714
As contribuições sociais não são impostos.

De resto como se pode ler no R&C.... in https://web3.cmvm.pt/sdi/emitentes/docs/PCS73393.pdf
Citação
A rubrica de taxas e impostos a pagar refere-se, essencialmente, a valores a pagar a diversas entidades, relacionados com taxas cobradas aos clientes nos bilhetes emitidos. A variação face a 31 de dezembro de 2018 decorre da sazonalidade da atividade, acompanhada pelo incremento da mesma.
Que diga-se de passagem taxas essas distribuídas por vários países..

Não dava grande merceeiro o senhor, Blasted..

Citação
O que me parece é que falamos do “salvamento” de uma empresa num quadro pandémico e não porque estivesse a ser mal gerida.
Nos últimos 40 anos deu por duas vezes lucro...

Citação
Não é por acaso que não fosse esta pandemia estaríamos aqui provavelmente a discutir a venda da empresa, por valores superiores aos investidos aquando da privatização. Não foi assim há tanto tempo...
acredita mesmo nisso???
« Última modificação: 24 de Maio 2020, 01:51:46 por nunopinheiro »


Joana Melo

O gozo que tudo isto me está a dar, quando leio todos os disparates de quem sempre desejou o fim da TAP. Temos qui de tudo. Gente que tentou entrar e não conseguiu, gente frustrada noutras áreas que gostaria de estar na aviação, mas não está nem nunca estará, miúdos mimados sem a mínima noção e apaparicados pelos papás que nunca fizeram nada de útil na vida, gente assalariada duma Companhia cuja negócio é muito mais outro que a aviação e que lhes lava o cérebro ao ponto de pensarem que trabalham para uma empresa séria (mesmo depois de terem falido a outra e terem ficam a dever milhões de euros), etc., etc.

E depois é hilariante vê-los a dar uma de vitória, quando eu sei que é exatamente o contrário. Claro que haverá uma redução na operação e alguns despedimentos. Mas muitíssimo menos do que pensam e ainda menos nas rotas que esperam. É que a TAP e a aviação não funcionam na base de palpites de comentadores de bancada e de invejosos frustrados e ressabiados. Repetem incessantemente as mesmas frases e quando são confrontados com outras realidades, arranjam todas as desculpas e apoios entre os parceiros do ódio para justificarem as asneiras que debitam. Mas quando forem para a rua na empresa e nas áreas em que trabalham, o que irá acontecer mais que uma vez na vida e garantidamente, sairão com uma mão à frente e outra atrás. Os 1700 TAP's que poderão saír terão as condições que merecem.

O vosso ódio é o meu (e de muitos) regozijo. Bom Domingo.

toto1100

  • Mensagens: 5252
Uau, isto agora ja se aldraba de tal maneira que se diz que as taxas e impostos pagas pelo passageiros da TAP - e que a TAP até é paga para cobrar, ficando com uma percentagem do valor cobrado! - são impostos pagos pela TAP! E cumulo dos cumulos ainda se diz que essas taxas, cobradas por todo o mundo, são impostos pagos em Portugal!
Uau, somente uau.
Nestas 12 horas ja vimos que a TAP tem que ser salva porque podemos ter sempre uma guerra com Espanha e porque a TAP faz-nos o favor de ser paga para entregar impostos de terceiros a paises estrangeiros!

P.S.: Sim, realmente a empresa valer mais do que aquando a privatização era um feito extraordinário, tendo em conta que 61% da empresa foram comprados por a fantabulastica quantia de 10 milhões de euros. Não sei se não haverá mercearias a valer mais (não estou a gozar).

jpmane

  • Mensagens: 560
A única coisa que não se viu nestas 12 horas é um argumento válido da tua parte sobre o que quer que seja. As 24 horas que passas por dia aqui apenas servem para te entreteres a mandar abaixo o que toda a gente diz.

Bremem

  • Mensagens: 587
Meter lá 1000 milhões e tudo ficar na mesma é uma afronta aos portugueses.

Espero bem que prevaleça o bom senso.

Se for só 1000 milhões ... o Expresso de hoje fala em 1200 milhões.

https://expresso.pt/economia/2020-05-23-Covid-19.-Ajuda-do-Estado-a-TAP-pode-chegar-a-1200-milhoes

Ora se o Estado não coloca diretamente dinheiro na TAP desde 1999, temos 21 anos para esta breve conta:
1200000000€ / 21 anos = 57.142.857€ = 57 Milhões por ano
57142857€ / 12 meses = 4.761.905€ = Quase 5 milhões por mês
4.761.905 / 30 dias = 158.730€ = 150 mil euros por dia para manter a companhia a funcionar

Temos muito que agradecer às sucessivas administrações da TAP.

Jopeg

Boas contas!

Podes adicionar a esse exercício matemático o facto da TAP ter pago ao Estado, só em impostos, 328M€ em 2019? É que seguindo essa contabilidade que fazes, se calhar chegamos à conclusão que até dá “lucro” ao Estado manter a TAP aberta? Ou estou a ver mal as contas?
328.000.000€ / ano dá sensivelmente 27.000.000€ por mês
Ou 900 mil euros por dia... de impostos que a TAP paga.

De onde se pode concluir que contas de merceeiro qualquer um faz?

A que impostos se refere ?

Talvez seja bom antes de postar asneiras aprender a diferença entre taxas e impostos, obrigações declarativas e pagamentos efectivos.

O que a TAP paga de impostos é residual. As contribuições sociais são pagas pelos trabalhadores e pela entidade patronal com vista a uma contrapartida de seguro social ou outra.

Os trabalhadores tanto pagam essas contribuições a trabalhar para a TAP como a trabalhar para a Portugal air.

Seria mais útil era investigar quanto é que o lay off da TAP já custou aos contribuintes Portugueses e informar-se quanto é que o Estado já meteu na TAP à conta dos voos para a China ( ajustes directos / portal base), que deviam ser feitos por cargueiros a custar metade do preço.

Mas não ... as máscaras e os ventiladores têm de viajar nas cadeiras vermelhas ou verdes.

nunopinheiro

  • Mensagens: 5714
A única coisa que não se viu nestas 12 horas é um argumento válido da tua parte sobre o que quer que seja. As 24 horas que passas por dia aqui apenas servem para te entreteres a mandar abaixo o que toda a gente diz.
Ajudava que não viessem para para aqui com tretas... Como a dos 328 milhões de impostos. Ou que a companhia é vital para Portugal...

Tragam argumentos de geito e o pessoal tem de contrargumentar convenientemente. Vir com tretas que demora 10 minutos a descobrir não ajuda...
« Última modificação: 24 de Maio 2020, 09:51:00 por nunopinheiro »


New Engine Option

  • Mensagens: 3504
A única coisa que não se viu nestas 12 horas é um argumento válido da tua parte sobre o que quer que seja. As 24 horas que passas por dia aqui apenas servem para te entreteres a mandar abaixo o que toda a gente diz.

Ora aqui está o busílis da questão. Sem tirar nem por. Por isso é que não tenho comentado nada sobre isto e deixo para quando se souber das coisas. Não opino com base em fontes de notícias baseadas em fontes próximas de.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 
Total 97+0=97 ms, db 0 ms, php 97 ms