efpmeneses

  • Mensagens: 1054
En voei na SATA várias vezes em voos LIS-FNC ou FNC-LIS e considero que o serviço era equivalente ao da TAP...

Também me surpreende o facto de dizerem que a operação não foi rentável...
Se não foi rentável terá sido devido às opções tomadas nos acordos feitos com a TAP e com o baseamento de tripulações.

Aliás, várias vezes defendi que, uma das alternativas que eu via para evitar a concorrência direta entre duas companhias aéreas públicas, e que considero seria a opção mais lógica se houvesse a tal fusão "SATA internacional" com a TAP que muitos aqui defendem, consistia em ser feito um acordo entre a TAP e a SATA, em que a SATA Internacional faria todos os voos de e para as ilhas em codeshare totalmente integrado (com acesso a toda a rede da destinos nas mesmas condições) com a TAP.
Só os voos para a Madeira são cerca de 8 a 9 voos diários de Lisboa (8 LIS-FNC e 1 LIS-PXO) e 2 a 3 voos diários OPO-FNC)

Óbvio que poderão dizer que isto não traz nada de útil comparando com ser a própria TAP a fazer os voos, mas assim poderiam ser mantidas as duas empresas, focando-se e especializando-se cada uma delas num determinado tipo de mercado.

Se a SATA fosse assumir todos os voos de e para as ilhas, teria ocupação mais que suficiente para os seus aviões e tripulações, ficando a TAP com a missão de crescer nas ligações internacionais...

Talvez fosse uma situação win win e até acho que a SATA teria boas condições para servir bem o Porto Santo e a Madeira. Por exemplo, tendo um Dash8 400 baseado em Porto Santo ou na Madeira poderiam fazer além das duas ligações diárias FNC-PXO-FNC, fazer PXO-LIS diário no verão (e 4 vezes por semana no inverno) e até o FNC-FAO 2 a 3 vezes por semana, como chegaram a fazer durante alguns verões.

E não falo de regionalismos, até porque sou natural da Madeira (embora já não viva na Madeira há mais de 20 anos) e não me parece que houvesse algum problema em ser a SATA a fazer este serviço...
Cumprimentos
Élvio Meneses

toto1100

  • Mensagens: 5957
Tenho duvidas que isso nao fosse cartelizaçao (logo ilegal).
O que podia ser feito era uma joint-venture, onde muito do que dizes já seria possivel fazer. Mas as joint-ventures fazem-se quando por motivos legais nao é possivel fundir as duas empresas. Joint-venture entre duas empresas em que nada as impede de se fundirem nunca vi nenhum caso (mas é possivel que exista).

jmms

  • Mensagens: 99
E se for o Governo de Cabo Verde a subsidiar? Não poderia ser uma alternativa?

Alternativa a quê ?

Cabo Verde não tem uma companhia ? Vão subsidiar a SATA em vez da sua própria companhia ? Sim, claro....

Deve ser como a operação da Madeira....um flop total...depois alguém pagou as contas...e certamente não foi o Governo da Madeira.....

São apenas ideias mirabolantes de gestores que olhem para empresas públicas como jogos de simulação.....e claro os tontinhos açorianos vão logo atrás......

Se eu disser os 'tontinhos continentais'; 'tontinhos madeirenses'; 'tontinhos ribatejanos', ou até mesmo 'tontinho ponta delgadense' (para ser mais concreto), sou banido ou o meu comentário leva edição?? Já se torna banal este 'tontinho' andar a insultar os outros 'tontinhos' todos meramente pelo seu descontentamento político sobre a região.
« Última modificação: 14 de Julho 2020, 15:38:13 por jmms »


LAMPUKA

  • Mensagens: 198
Cheira-me a recalcamento, mas podem ser só alguns excessos no "calor" da discussão
Fazer o quê...
Quanto à SATA, que tanto deveria dizer a TODOS os Açorianos, tem no meu entender a sua última hipótese agora.
O Covid, por incrível que pareça, veio dar fôlego a muitas empresas que pela sua dimensão vão ser ajudadas de alguma forma.
E o tempo necessário a se reorganizarem. Pelo menos assim se espera.
Por esta altura já deveríamos estar na desgraça do costume, avarias, falta de pessoal e equipamentos, atrasos, ACMI's...
Têm um ano para mostrar o que valem. É como se fosse um periodo de carência num empréstimo. Que o saibam aproveitar, na Madeira, Cabo Verde, Guiné Bissau, China, não me interessa.
Desde que não contrariem o principal, que é serem um instrumento para servir os Açores e os Açorianos e potenciarem o seu desenvolvimento.
O mesmo digo em relação à TAP.  Não acho que o timing destas mudanças tenha sido ao acaso...
E vejo-a mais como uma empresa para levar o nome de Portugal lá fora.
Se a intenção principal for a mesma da SATA, então é fácil.  Procurem novos destinos, tragam-nos novidades.
Chover no molhado, sinceramente...

Franmed

  • Mensagens: 1566
Ahhh....o que dizer de um presidente de uma companhia aérea que diz que não podem divulgar planos de despedimentos porque colocam em causa a segurança dos voos...

https://observador.pt/2020/07/23/divulgar-plano-de-reestruturacao-da-sata-seria-causador-de-confusao-significativa/

Também é curioso que o mesmo que dizia que a restruturação da SATA ia doer agora diz que não existirão despedimentos, cortes de rotas, etc....

Portanto vai doer aos contribuintes novamente e tudo ficará igual

Que venha a troika e rápido
« Última modificação: 25 de Julho 2020, 15:34:37 por Franmed »


New Engine Option

  • Mensagens: 3926
Julgo que não é a segurança dos voos que está em causa, mas sim a operação porque pode comprometer reservas caso anunciem já que rotas serão cortadas e afins.

Franmed

  • Mensagens: 1566
Julgo que não é a segurança dos voos que está em causa, mas sim a operação porque pode comprometer reservas caso anunciem já que rotas serão cortadas e afins.

Não foi o meu entendimento

Quando se diz "não queiram voar num avião em que o piloto não sabe se terá emprego amanhã" parece-me óbvio...

Claro que é tudo treta......mais uma manobra para não divulgar o plano

Aliás não acham curioso que não haja divulgação sobre resultados de 2020 ? Nem o do 1° trimestre ?

É assim a vida na "venezuela" portuguesa
« Última modificação: 25 de Julho 2020, 22:24:55 por Franmed »


New Engine Option

  • Mensagens: 3926
Julgo que não é a segurança dos voos que está em causa, mas sim a operação porque pode comprometer reservas caso anunciem já que rotas serão cortadas e afins.

Não foi o meu entendimento

Quando se diz "não queiram voar num avião em que o piloto não sabe se terá emprego amanhã" parece-me óbvio...

Claro que é tudo treta......mais uma manobra para não divulgar o plano

Aliás não acham curioso que não haja divulgação sobre resultados de 2020 ? Nem o do 1° trimestre ?

É assim a vida na "venezuela" portuguesa

Não foi a associação que eu fiz, mas pronto...
Quanto à não divulgação de resultados, concordo.

LAMPUKA

  • Mensagens: 198
Primeiro trimestre, 21 milhões negativos. 
18 na Azores Airlines e 3 na Air Açores.
Complicado...

Aviation Market

  • Mensagens: 70
Primeiro trimestre, 21 milhões negativos. 
18 na Azores Airlines e 3 na Air Açores.
Complicado...

Foram quase em linha com o resultado do 1T 2019
- 20,84 m€; Azores Airlines com -16,85m€ e Airt Açores com -3,99m€

O efeito COVID ainda está por vir no 2T, mas segundo consta estão mais 2 A321LR para chegar
« Última modificação: 28 de Julho 2020, 08:59:33 por Aviation Market »


LAMPUKA

  • Mensagens: 198
Se estavam encomendados...
Além disso, pelo menos o TSF deverá ser devolvido.

Ricardo Ferreira

  • Mensagens: 109
Vocês acham mesmo assim tão descabido que se um piloto tiver a incerteza de ter um emprego no dia seguinte, que tal afecta a segurança do voo? É que isso é das coisas mais discutidas nas aulinhas de CRM. Esse motivo pode estar a ser usado como desculpa mas não é descabido.
« Última modificação: 28 de Julho 2020, 09:42:42 por Ricardo Ferreira »


toto1100

  • Mensagens: 5957
Entao neste momento nao podia haver avioes voar, que qualquer piloto que achar que o seu emprego está seguro está bastante iludido.

Ricardo Ferreira

  • Mensagens: 109
Há muita informação que não vem para fóruns públicos mas garanto-lhe que durante este período, o número de incidentes por hora voada aumentou. Por variadíssimos motivos obviamente mas, o stress e/ou ansiedade não ajudou.

LAMPUKA

  • Mensagens: 198
Até acho isso uma treta.
Mais fácil era assumir que não querem mostrar. Isso até compreendia.
Não faz sentido andarem pouco a pouco a mostrar as coisas. Gerem, no fim do ano prestam contas e depois seria decidido por quem de direito o desempenho.
Isso é transparência, o resto é excesso.
E há sempre informação que convém não divulgar precipitadamente. Nesse plano deverão estar as linhas mestras dos próximos anos da companhia.  Não acho correto ser desde já público.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
3 Respostas
1036 Visualizações
Última mensagem 18 de Maio 2015, 10:15:41
por carlos cunha
0 Respostas
664 Visualizações
Última mensagem 24 de Novembro 2015, 21:40:38
por Flyz
66 Respostas
12253 Visualizações
Última mensagem 08 de Novembro 2018, 10:18:19
por unifi
77 Respostas
8678 Visualizações
Última mensagem 24 de Agosto 2016, 20:18:47
por HenriqueP
1 Respostas
1412 Visualizações
Última mensagem 24 de Julho 2016, 21:45:30
por Nyctalus

Total 105+0=105 ms, db 0 ms, php 105 ms