brunodias

  • Mensagens: 5202
O unico jet bom para inter ilhas já não se fabrica, era o md95 depois conhecido por 717, ainda hoje a hawaiian o usa muito

Tudo o resto não foi feito para este tipo de voos de 20 minutos, os motores não foram feitos para isso, alias por alguma razão usam turboprop

CS-TUK

  • Mensagens: 292
En voei na SATA várias vezes em voos LIS-FNC ou FNC-LIS e considero que o serviço era equivalente ao da TAP...

Também me surpreende o facto de dizerem que a operação não foi rentável...
Se não foi rentável terá sido devido às opções tomadas nos acordos feitos com a TAP e com o baseamento de tripulações.

Aliás, várias vezes defendi que, uma das alternativas que eu via para evitar a concorrência direta entre duas companhias aéreas públicas, e que considero seria a opção mais lógica se houvesse a tal fusão "SATA internacional" com a TAP que muitos aqui defendem, consistia em ser feito um acordo entre a TAP e a SATA, em que a SATA Internacional faria todos os voos de e para as ilhas em codeshare totalmente integrado (com acesso a toda a rede da destinos nas mesmas condições) com a TAP.
Só os voos para a Madeira são cerca de 8 a 9 voos diários de Lisboa (8 LIS-FNC e 1 LIS-PXO) e 2 a 3 voos diários OPO-FNC)

Óbvio que poderão dizer que isto não traz nada de útil comparando com ser a própria TAP a fazer os voos, mas assim poderiam ser mantidas as duas empresas, focando-se e especializando-se cada uma delas num determinado tipo de mercado.

Se a SATA fosse assumir todos os voos de e para as ilhas, teria ocupação mais que suficiente para os seus aviões e tripulações, ficando a TAP com a missão de crescer nas ligações internacionais...

Talvez fosse uma situação win win e até acho que a SATA teria boas condições para servir bem o Porto Santo e a Madeira. Por exemplo, tendo um Dash8 400 baseado em Porto Santo ou na Madeira poderiam fazer além das duas ligações diárias FNC-PXO-FNC, fazer PXO-LIS diário no verão (e 4 vezes por semana no inverno) e até o FNC-FAO 2 a 3 vezes por semana, como chegaram a fazer durante alguns verões.

E não falo de regionalismos, até porque sou natural da Madeira (embora já não viva na Madeira há mais de 20 anos) e não me parece que houvesse algum problema em ser a SATA a fazer este serviço...

...Pois... Mas, isso era se Portugal fosse um país onde se pensa... Mas, infelizmente Portugal não é um desses países!...

Franmed

  • Mensagens: 1404
O unico jet bom para inter ilhas já não se fabrica, era o md95 depois conhecido por 717, ainda hoje a hawaiian o usa muito

Tudo o resto não foi feito para este tipo de voos de 20 minutos, os motores não foram feitos para isso, alias por alguma razão usam turboprop

Olha..bom exemplo o Hawaii com os 737 da Southwest no interilhas....

sdo

  • Moderador
  • Mensagens: 728
O unico jet bom para inter ilhas já não se fabrica, era o md95 depois conhecido por 717, ainda hoje a hawaiian o usa muito

Tudo o resto não foi feito para este tipo de voos de 20 minutos, os motores não foram feitos para isso, alias por alguma razão usam turboprop

Olha..bom exemplo o Hawaii com os 737 da Southwest no interilhas....
O Hawaii tem mais de 1.4 milhões de habitantes, os Açores estão à volta dos 250 mil. Não é comparável...

LAMPUKA

  • Mensagens: 166
Por partes:
A SATA não vai sair de cena, nem se vai cingir aos interilhas.😉
Os A220/E190 não são para o interilhas. Aí mantêm-se os Q200/400, aliás,  os aviões ideais.
Ninguém está a defender a compra desses modelos. Apenas se comenta um plano apresentado há alguns anos, em que depois da substituição da frota A310 pelos A321, estava em estudo a renovação da frota A320, e neste caso com a possibilidade de diminuir a capacidade e dimensão dos equipamentos de forma a melhor se ajustarem quer às condições operacionais de determinados aeroportos e à sazonalidade da procura. Pico e Faial.
Por outro lado, homogeneizava-se a qualidade da oferta com aviões modernos em todas as rotas.
Tudo isto foi pré-Covid, pré-TAP,..., por isso é normal que possa ter sido alterado.
Aliás,  pelo que se percebeu, em vez de 4xA321NEO LR, teremos 3xA321NEO LR + 2xA321NEO, o que poderá ser um sinal (ou não), do desaparecimento do A320 por troca com os A220/E190.

toto1100

  • Mensagens: 5697
Como assim "Ninguém está a defender a compra desses modelos."? Tens aqui alguem a fazer exatamente isso.

LAMPUKA

  • Mensagens: 166

toto1100

  • Mensagens: 5697
O unico jet bom para inter ilhas já não se fabrica, era o md95 depois conhecido por 717, ainda hoje a hawaiian o usa muito

Tudo o resto não foi feito para este tipo de voos de 20 minutos, os motores não foram feitos para isso, alias por alguma razão usam turboprop

Olha..bom exemplo o Hawaii com os 737 da Southwest no interilhas....
O Hawaii tem mais de 1.4 milhões de habitantes, os Açores estão à volta dos 250 mil. Não é comparável...

Para alem disso, usar a Southwest como exemplo só da razao ao Bruno: é uma empresa com centenas de avioes e so com dois modelos (737NG e 737MAX). E sim, usa-os em algumas missoes menos optimas, como dentro do Hawaii (e so faz inter-ilhas no Hawaii basicamente para ocupar os avioes enquanto la estao á espera de voltar para o continente). Mas nao lhes passa pela cabeça andar a comprar 10 ou 15 modelos de avioes diferentes para todas as missoes diferentes que faz.

brunodias

  • Mensagens: 5202
Por partes:
A SATA não vai sair de cena, nem se vai cingir aos interilhas.😉
Os A220/E190 não são para o interilhas. Aí mantêm-se os Q200/400, aliás,  os aviões ideais.
Ninguém está a defender a compra desses modelos. Apenas se comenta um plano apresentado há alguns anos, em que depois da substituição da frota A310 pelos A321, estava em estudo a renovação da frota A320, e neste caso com a possibilidade de diminuir a capacidade e dimensão dos equipamentos de forma a melhor se ajustarem quer às condições operacionais de determinados aeroportos e à sazonalidade da procura. Pico e Faial.
Por outro lado, homogeneizava-se a qualidade da oferta com aviões modernos em todas as rotas.
Tudo isto foi pré-Covid, pré-TAP,..., por isso é normal que possa ter sido alterado.
Aliás,  pelo que se percebeu, em vez de 4xA321NEO LR, teremos 3xA321NEO LR + 2xA321NEO, o que poderá ser um sinal (ou não), do desaparecimento do A320 por troca com os A220/E190.

Tem noção da despesa que adicionou?

brunodias

  • Mensagens: 5202
O unico jet bom para inter ilhas já não se fabrica, era o md95 depois conhecido por 717, ainda hoje a hawaiian o usa muito

Tudo o resto não foi feito para este tipo de voos de 20 minutos, os motores não foram feitos para isso, alias por alguma razão usam turboprop

Olha..bom exemplo o Hawaii com os 737 da Southwest no interilhas....

Mas conseguiu ler todos os outros post em que falam em mais despesa?

Tirando o tamanho a southwest é igual há sata
1 type rating e linha de manutenção etc
Por alguma razão eles despacharam logo os 717

LAMPUKA

  • Mensagens: 166
Por partes:
A SATA não vai sair de cena, nem se vai cingir aos interilhas.😉
Os A220/E190 não são para o interilhas. Aí mantêm-se os Q200/400, aliás,  os aviões ideais.
Ninguém está a defender a compra desses modelos. Apenas se comenta um plano apresentado há alguns anos, em que depois da substituição da frota A310 pelos A321, estava em estudo a renovação da frota A320, e neste caso com a possibilidade de diminuir a capacidade e dimensão dos equipamentos de forma a melhor se ajustarem quer às condições operacionais de determinados aeroportos e à sazonalidade da procura. Pico e Faial.
Por outro lado, homogeneizava-se a qualidade da oferta com aviões modernos em todas as rotas.
Tudo isto foi pré-Covid, pré-TAP,..., por isso é normal que possa ter sido alterado.
Aliás,  pelo que se percebeu, em vez de 4xA321NEO LR, teremos 3xA321NEO LR + 2xA321NEO, o que poderá ser um sinal (ou não), do desaparecimento do A320 por troca com os A220/E190.

Tem noção da despesa que adicionou?
Eu não,  não adicionei nada. Eles é que decidiram por essa opção.
Limitei-me a informar o pessoal da novidade.

brunodias

  • Mensagens: 5202
É sinal ou decidiram?

Eu pessoalmente consigo ver 1 aumento da despesa, não consigo ver o resto, não consigo ver como adicionar mais 1 sub fleet vai reduzir despesas e aumentar lucros, e nem consigo ver 1 empresa que está no estado que está a receber aviões novos não contratados ainda

Mas já nos topicos da tap se fala sobre os emb E2 e o a220 e nunca entendi bem o porque, porque falam como se tivessem encomendados
« Última modificação: 29 de Julho 2020, 20:56:49 por brunodias »


Fpsantos

  • Mensagens: 7
A Azores Airlines vai introduzir na frota o A220, que pelo seu alcance e reduzidos custos de operação é o avião ideal para operação Açores-Europa mas também viável para a operação de voos para USA East Coast (por exemplo Boston). A frota será então composta por aeronaves A321neo / A321LR para as rotas core e A220 para os mercados de menor procura.

A Air Açores também deverá sofrer alterações na frota, com renovação dos Q200 e adição de pelo menos 2 aeronaves. Isto é essencial para poder aumentar a oferta de lugares nos meses de Verão. Com o turismo dos últimos anos tem havido falta de lugares disponíveis e voos sistematicamente lotados durante dias a fio, prejudicando a mobilidade dos Açoreanos.

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 

Tópicos Relacionados

  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
3 Respostas
952 Visualizações
Última mensagem 18 de Maio 2015, 10:15:41
por carlos cunha
0 Respostas
619 Visualizações
Última mensagem 24 de Novembro 2015, 21:40:38
por Flyz
66 Respostas
11986 Visualizações
Última mensagem 08 de Novembro 2018, 10:18:19
por unifi
77 Respostas
8456 Visualizações
Última mensagem 24 de Agosto 2016, 20:18:47
por HenriqueP
1 Respostas
1349 Visualizações
Última mensagem 24 de Julho 2016, 21:45:30
por Nyctalus

Total 92+0=92 ms, db 0 ms, php 92 ms