TAP153

  • Mensagens: 1551
Pelo  menos já li que há que atribuir culpas às administrações anteriores... um avanço, porque até há alguns meses atrás a última administração era brilhante na opinião de alguns membros. Visionária, que conseguiu milhões de passageiros, dezenas de novos aviões, expansão espetacular,  ocupações a beirar os 100%.....

Só quem não quis ver é que acreditou nos números libertados e mascarados para a comunicação social. O tal marketing Neelman, que ia pintar um avião com a bandeira de Portugal como a Azul tem um com a bandeira do Brasil.

Só questiono quantas vezes mais nos vão pedir uma segunda oportunidade. A TAP  e Portugal parecem ter uma relação de casamento doente, que não querem o divórcio e frequentam terapia de casal. Repetem isto vezes sem conta e ainda não perceberam que já não há sentimentos, morreram, já não há segundas oportunidades porque o mal infligido ao casamento foi tão profundo que nao há volta a dar.

Agora serão mais uns 5 mil milhões... fazem ideia da enormidade deste valor???, para atingir lucro em 2025, daqui a 5 anos ????, e até vão continuar a fazer o que fizeram até aqui.... Já viram as promoções? Chicago a 149 euros ida à saida de Lisboa.... já nem é preciso embarcar em Paris.

Lamento o mal que isso vai provocar aos funcionários mas na minha empresa já terminei 10 contratos, cada um foi uma farpa que me atormenta todos os dias.

É a realidade, wake up!

GoncaloRibas

  • Mensagens: 1395
Querem retirar um supervisor de longo curso e deviam também mexer na tripulação dia A319! Não percebo porque a TAP tem mais hospedeiros no avião que outras companhias similares  :o

Até a Easyjet tem 4 no a319. Os a319 vão se embora de qualquer das maneiras, mas claro que é necessário 4 pois esquece-se que a TAP tem uma classe executiva com um serviço muito bom e quando cheia, precisa de 2 ou até mais tripulantes. É facil de falar do que não sabe.


Relativamente a tirar o supervisor, isto sempre foi plano da companhia muito antes da pandemia e agora estão a usar isto tudo como uma desculpa. Digam NÃO a estes cortes.
E digo lhe a necessidade:
a) Precisa de alguém a supervisionar especialmente em aviões como os a330 neo com tanto passageiro, chefes de cabine apenas não são suficientes.
b) a TAP faz voos bastante longos, quem tomaria conta do sr comandante e pilotos? não pode esperar alguém que já está a tomar conta de passageiros ainda ter de dar de comer, verificar a cada meia hora etc os pilotos.
c) É uma promoção/subida de carreira que se deixar de existir, é nos tirada da profissão. Todos devemos ter direito a ir para promoções se quisermos dentro da nossa profissão! E assim o é que deve continuar. Diga não a estes cortes!!
A Easyjet tem 4 PNC nos A319 porque tem capacidade para mais de 150 pax, ao contrário da maioria das restantes companhias que operam esta aeronave.... Quando nem legislação básica como esta conhece

SaraSoares

  • Mensagens: 82
Querem retirar um supervisor de longo curso e deviam também mexer na tripulação dia A319! Não percebo porque a TAP tem mais hospedeiros no avião que outras companhias similares  :o

Até a Easyjet tem 4 no a319. Os a319 vão se embora de qualquer das maneiras, mas claro que é necessário 4 pois esquece-se que a TAP tem uma classe executiva com um serviço muito bom e quando cheia, precisa de 2 ou até mais tripulantes. É facil de falar do que não sabe.


Relativamente a tirar o supervisor, isto sempre foi plano da companhia muito antes da pandemia e agora estão a usar isto tudo como uma desculpa. Digam NÃO a estes cortes.
E digo lhe a necessidade:
a) Precisa de alguém a supervisionar especialmente em aviões como os a330 neo com tanto passageiro, chefes de cabine apenas não são suficientes.
b) a TAP faz voos bastante longos, quem tomaria conta do sr comandante e pilotos? não pode esperar alguém que já está a tomar conta de passageiros ainda ter de dar de comer, verificar a cada meia hora etc os pilotos.
c) É uma promoção/subida de carreira que se deixar de existir, é nos tirada da profissão. Todos devemos ter direito a ir para promoções se quisermos dentro da nossa profissão! E assim o é que deve continuar. Diga não a estes cortes!!
A Easyjet tem 4 PNC nos A319 porque tem capacidade para mais de 150 pax, ao contrário da maioria das restantes companhias que operam esta aeronave.... Quando nem legislação básica como esta conhece

A British Airways se tem a executive cheia também embarca 4 tripulantes no a319 para sua informação.

Tem razão não sei porque mencionei a Easyjet porque a TAP difere totalmente sendo um produto asério e não de low cost, e nacional.  Daí ser necessário uma tripulaçao de 4, pois há situações que a executiva vai até a fila 10. Não se esqueça que também com quantos mais tripulantes, mais trabalhado é criado, e mais impostos pagos. É como apostar na economia e dar frutos para crescer.
« Última modificação: 29 de Novembro 2020, 14:18:48 por SaraSoares »


SaraSoares

  • Mensagens: 82
Pelo  menos já li que há que atribuir culpas às administrações anteriores... um avanço, porque até há alguns meses atrás a última administração era brilhante na opinião de alguns membros. Visionária, que conseguiu milhões de passageiros, dezenas de novos aviões, expansão espetacular,  ocupações a beirar os 100%.....

Só quem não quis ver é que acreditou nos números libertados e mascarados para a comunicação social. O tal marketing Neelman, que ia pintar um avião com a bandeira de Portugal como a Azul tem um com a bandeira do Brasil.

Só questiono quantas vezes mais nos vão pedir uma segunda oportunidade. A TAP  e Portugal parecem ter uma relação de casamento doente, que não querem o divórcio e frequentam terapia de casal. Repetem isto vezes sem conta e ainda não perceberam que já não há sentimentos, morreram, já não há segundas oportunidades porque o mal infligido ao casamento foi tão profundo que nao há volta a dar.

Agora serão mais uns 5 mil milhões... fazem ideia da enormidade deste valor???, para atingir lucro em 2025, daqui a 5 anos ????, e até vão continuar a fazer o que fizeram até aqui.... Já viram as promoções? Chicago a 149 euros ida à saida de Lisboa.... já nem é preciso embarcar em Paris.

Lamento o mal que isso vai provocar aos funcionários mas na minha empresa já terminei 10 contratos, cada um foi uma farpa que me atormenta todos os dias.

É a realidade, wake up!

Nunca me viu a falar bem da administração anterior, posso lhe garantir...
Lamento que tenha terminado 10 contratos na sua empresa que certamente não é o Estado o dono e a triste realidade é que na TAP tb assim o é necessário e sou a primeira a dizer, tal como pessoas na groundforce em demasia vão ter de ir e sinto muito. Mas tripulantes já muito sofreram durante o início desta pandemia e já chega! Daí termos, como portugueses, de ser fortes e defender a TAP que sempre foi nossa, e ter orgulho nela e nos seus trabalhadores, e não inveja, como muita gente aqui.
« Última modificação: 29 de Novembro 2020, 14:13:09 por SaraSoares »


Icterio

  • Mensagens: 899
    • Melhor ter sorte do que perícia.
Não se esqueça que também com quantos mais tripulantes, mais trabalhado é criado, e mais impostos pagos. É como impostar na economia e dar frutos para crescer.

Ah é?  Então descobriste a pólvora!!  Quanto mais tripulantes melhor!!  Então toca a encher os aviões de tripulantes.  Olha, uma ideia; levem mais um piloto e co-piloto de reserva (no caso da primeira precisar de uma soneca) em todos os voos, mesmo os mais curtos.  Quantos mais, melhor, como dá mais impostos...
Não fazes a mais pequena ideia de como funciona a economia nem o que é uma economia de mercado.   O melhor mesmo é "impostar" na tua educação.

TAP153

  • Mensagens: 1551
Sabe uma coisa Sara (não interessa se esse é o seu nome), eu até sou solidário com a causa dos trabalhadores da TAP, o setor empresarial do estado foi muito afetado na última crise, tudo verdade mas questiono o que andaram a fazer os representantes do estado na administração da TAP? Todos se lembram das afirmações do Frasquilho, Buemos Aires, Cidade do México, Joanesburgo.... enfim onde esse sr. pisava o solo e se tivesse aeroporto era uma nova rota. Depois já não era bem assim, um fantoche que de aviões sabe muito pouco, ficou indignado com os bónus, porque não recebeu...claro, foi fazer queixinhas e aí azedou tudo.

Um governo que quis voltar a ter a maioria da TAP mas auto atou as mãos na gestão privada. Deu aval a nova dívida, acreditou em tudo que Neelman e Pedrosa lhe disseram, aplaudiu e incentivou o novo maravilhoso e lindo empréstimo obrigacionista espalhado por uma série de investidores portugueses incautos e pouco informados, outro BES.....

Esta reestruturação nem seques chama ao sacrifício esses mesmos obrigacionistas, sabe porquê? Por um lado não quer outro BES onde acabará por ter que indemnizar os investidores (nem sei o porquê disto, cada um devia ser responsável pelas suas decisões de investimento) e por outro lado, olhe quem está no plano de reestruturação, a BCG e o Deutsche Bank, sabe onde está colocada a vasta maioria, a mais recente e mais antiga, da dívida da TAP? No setor bancário alemão.

Isto tudo para lhe dizer, quem vai pagar são aqueles que nada tiveram a ver com isto, o tuga, muito deles nem nunca entraram num avião.

SaraSoares

  • Mensagens: 82
Sabe uma coisa Sara (não interessa se esse é o seu nome), eu até sou solidário com a causa dos trabalhadores da TAP, o setor empresarial do estado foi muito afetado na última crise, tudo verdade mas questiono o que andaram a fazer os representantes do estado na administração da TAP? Todos se lembram das afirmações do Frasquilho, Buemos Aires, Cidade do México, Joanesburgo.... enfim onde esse sr. pisava o solo e se tivesse aeroporto era uma nova rota. Depois já não era bem assim, um fantoche que de aviões sabe muito pouco, ficou indignado com os bónus, porque não recebeu...claro, foi fazer queixinhas e aí azedou tudo.

Um governo que quis voltar a ter a maioria da TAP mas auto atou as mãos na gestão privada. Deu aval a nova dívida, acreditou em tudo que Neelman e Pedrosa lhe disseram, aplaudiu e incentivou o novo maravilhoso e lindo empréstimo obrigacionista espalhado por uma série de investidores portugueses incautos e pouco informados, outro BES.....

Esta reestruturação nem seques chama ao sacrifício esses mesmos obrigacionistas, sabe porquê? Por um lado não quer outro BES onde acabará por ter que indemnizar os investidores (nem sei o porquê disto, cada um devia ser responsável pelas suas decisões de investimento) e por outro lado, olhe quem está no plano de reestruturação, a BCG e o Deutsche Bank, sabe onde está colocada a vasta maioria, a mais recente e mais antiga, da dívida da TAP? No setor bancário alemão.

Isto tudo para lhe dizer, quem vai pagar são aqueles que nada tiveram a ver com isto, o tuga, muito deles nem nunca entraram num avião.

Eu concordo consigo TAP153 e essas afirmações de novas rotas em cada visita que o homem fazia, faz todo o sentido o que diz! tudo sem cabeça! E é muito triste tamanhas escolhas más feitas terem nos levado aqui, assim como deixarem as Ryanairs e Easyjets etc entrarem em Lisboa. Para lhe dar um exemplo, nos nossos a320/19/21 tiraram nos galleys da frente so para meterem mais uma fila ou duas por avião. Para o português de fora isto é muito pouco e não diz nada, mas para trabalhadores naqueles aviões todos os dias, é tirar o seu local de trabalho e esperar que se "adapte" a um cubiculo que já era pequeno antes, apenas para ter mais filas e mais lucros/lugares vendidos. Esta direção nunca quis saber do interesse dos trabalhadores.
Se estes cortes forem para a frente, ao menos que a TAP seja nacional e daqui a uns meses ou anos o mundo volte a normalidade e os trabalhadores terão uma melhor chance de lutar pelos seus direitos e condições e restaurar cortes e aumentos congelados, seja através de negociações simpáticas ou mesmo greves se necessário.
« Última modificação: 29 de Novembro 2020, 14:38:55 por SaraSoares »


nunopinheiro

  • Mensagens: 6531
Sara as LCC entram não porque deixamos mas porque estão no seu direito, ha slots disponíveis no aeroporto elas podem entrar, como podem entrar em QQ aeroporto, pagam as taxas e acabou...
Em Heathrow não há slots logo não entram...e as taxas não compensam...
Que propõem que as taxas em Lisboa passem a 10x mais?
« Última modificação: 29 de Novembro 2020, 14:48:38 por nunopinheiro »


efpmeneses

  • Mensagens: 1079
Só para acrescentar duas filas de lugares....

Há quem seja muito longe da realidade do que se passa no resto do mundo... Esses 12 lugares em cada voo até  podiam ser o suficiente para a companhia ter lucros ou não...

Faz uma grande diferença ter 132 ou 144 pax num A319...

Como dizem e muito bem, os A319 vão embora, de certeza, mas nos A320 é igual... Mais 12 pax...

E dizer que o serviço de executiva da TAP no médio curso é muito bom.... Enfim....

Compreendo que num voo de 1h30 seja mais apertado fazer todo o serviço, mas em voos com pelo menos duas horas, não me venham dizer que não conseguem fazer o serviço....

E dizer que não se vê a easyJet ou Ryanair em LHR, mas depois referir CDG e só falar que não opera a Ryanair, é porque o discurso é como interessa.... Em CDG operam inúmeras low cost....

Percebo que é preciso garantir muita coisa, e não se podem fazer cortes cegos, mas se como as coisas estavam não dava lucro, há que mudar alguma coisa.

E para ser honesto preocupa-me mais os despedimentos e cortes na TAP ME do que os do PNC porque leva muito mais tempo a terminar um bom TMA do que um PNC. Não quero dizer com isto que fique contente com os despedimentos, mas é a minha opinião sincera.
Cumprimentos
Élvio Meneses

TAP153

  • Mensagens: 1551
A redução de frota dita a redução de trabalho de manutenção.  É uma consequência.

Caravelle

  • Mensagens: 302
Ficamos com capacidade para clientes terceiros, porque até os recusámos devido às dimensões da frota.

Nesse contexto, apesar de se poder amargar um bocado e ter que se limpar todas as funções que pertenceriam ao TA que estão historicamente na ME, a TAP ME tem viabilidade com frota TAP reduzida. E até sem TAP TA.

Bons voos.
Daily flights to
EUROPE - AFRICA - AMERICAS

brunodias

  • Mensagens: 5424
A quererem ficar com tanto 330 estou para ver como os vão encher, o mercado portugues é pequeno para isso

Devolver aviões alugados por 10/12 anos ao fim de 1/2 anos. Junte-lhe uma renda choruda. E por fim um avião sem qualquer saída no mercado. Está mesmo a ver um lessor a aceitar isso sem penalizações na ordem das largas dezenas de Milhões?

Não se tratar bem de querer. Acho que não há ninguém na TAP que queira 19 A330neo.
Mas de querer a poder...

Eu não disse que era facil ou barato, mas ficam com os aviões com rendas chorudas que não vão conseguir se pagar?
Secalhar mais vale hoje gastar 2 para no futuro ganhar 4

brunodias

  • Mensagens: 5424
O Sindicato comunicou isto ontem e certamente referem muitas observações que muitos de vocês se esquecem pois não entendem, uma vez que não sois vós a ser afetados:

"TAP AIR SE – SERS – SICONT - SIMA PORTUGAL SINTAC - SQAC - STHA
Governo escolheu despedimentos e cortes salariais para o Grupo TAP!
Ontem, pelas 17h, reunimos com o CA e CE TAP, onde nos foi transmitido, no âmbito do Plano de Reestruturação, o seguinte:
1. Modelo da intervenção do Estado Português na TAP, i.e. Resgate e Reestruturação com as consequências inerentes, impostas pela União Europeia.
(como sempre alertámos ao longo dos últimos meses, comparando com todos os Países Europeus que recorreram aos mecanismos COVID para fazer face a esta situação que é transversal ao mundo da Aviação)
2. Redução global de 3.000 trabalhadores do quadro, através de i) medidas voluntárias, como Rescisões por mútuo acordo, Licenças sem vencimento de longa duração, trabalho a tempo parcial e outros mecanismos ainda em análise, ao que devemos somar ii) despedimentos coletivos na dimensão necessária para chegar ao número de 3.000 trabaolhadores.
(aos 3.000 temos que somar os cerca de 1.600 trabalhadores contratados a termo que desde abril de 2020 até março de 2021 não renovaram ou renovarão, i.e. menos 4.600 num universo de quase 11.000 trabalhadores em janeiro de 2020)
3. No que concerne ao Pessoal de Terra, redução de 450 trabalhadores da M&E, mais 300 trabalhadores da sede, i.e. um total de 750 trabalhadores de Terra.
4. Corte de 25% na massa salarial, acima de um valor mínimo garantido, i.e. não há cortes nos salários mais baixos.
5.Abandono diz apoios –doGoverno-à retoma já a partir do doa 1 de Dezembro ,i.e.trabalho a full time sem reduções para todos. (esta medida nada tem de estranho, tendo em conta o objetivo do Governo, i.e. DESPEDIR 60 dias após os apoios recebidos).
Perante este cenário, demonstrámos desde logo o nosso profundo desagrado por não ter havido qualquer reunião de trabalho com os Sindicatos, o que levou à – tentativa de – apresentação de factos consumados, o que sempre dissemos que não aceitaríamos.
Mais uma vez transmitimos que somos o único País, na Europa a 27, que não recorreu aos me- canismos extraordinários criados pela UE para fazer face às consequências da pandemia!! É inexplicável e incompreensível esta situação.
O Governo Português foi o único – na Europa - que optou por este dramático e “funesto” formato, sabendo de antemão quais seriam as regras pré-definidas e as suas consequências, despedir, reduzir, eliminar, vender, ... Pior era impossível!
Nota: Pela segunda vez, apresentaram-nos previsões da IATA desatualizadas.
Mais uma vez, chegou a hora de unir, agregar e agir em conjunto, em nome de um bem maior, i.e. o Grupo TAP e todos os seus Trabalhadores, sem exceção!
Lisboa, 28 de novembro de 2020 "


Ainda não entendeu e nem os sindicatos entenderam que a ajuda tap em nada é igual há ajuda das outras companhias afectadas pelo covid?

brunodias

  • Mensagens: 5424
Fico pasmada com a falta de sensibilidade neste forum de alguns usuários. Criticam a TAP, os trabalhadores (que nada tem culpa deste vírus ou de más gestões passadas). Os trabalhadores particularmente tripulantes estão apenas a proteger os seus direitos e não há um único trabalhador que não entende o tamanho grave desta crise. Fui a primeira a dizer que concordo com partes da TAP a serem cortadas como a Groundforce que tem tanta gente sem fazer nada espalhada pelo aeroporto etc. Mas agora tentarem cortar ainda mais dos tripulantes que como alguém aqui disse "trabalha num tubo de metal durante horas" e fazer da profissão gato de sapato? Já agora vender raspadinhas? Por favor tenham respeito antes de fazer tais observações e tentarem comparar esta mesma a low costs sem direitos de trabalho. Os tripulantes da TAP sempre serviram o público com orgulho vestindo a camisola e estão aqui para o fazer por muitos mais anos, mas não tentem tratar estes fantasticos profissionais como vendedores de raspadinhas pois também lutaram muito para aqui chegar e só por terem inveja de não o terem conseguido, tentem melhorar e não deitar abaixo.

Pede respeito e aponta o dedo ao pessoal da ground force e diz que eles não fazem nada?
Pede respeito e ataca as low cost e os seus trabalhadores?'

Que falta de vergonha

brunodias

  • Mensagens: 5424
Sara toda a solidariedade com os funcionários, mas a realidade é muito simples, a arma destes é e sempre foi a greve. Infelizmente neste momento é uma não arma.
E não há milagres em QQ empresa se a greve deixa de ser eficaz como arma então a posição negocial dos funcionários fica pior... Quando é ao contrário os funcionários melhoram as suas condições...

É a vida...

Lamento discordar nunopinheiro . Sim, a greve poderá agora não ser eficaz mas isso não significa que os funcionários tem de aceitar tudo a torto e a direito. A TAP é uma companhia de bandeira e não um mcdonalds de raspadinhas no ar, como as low costs que operam de Lisboa. Os trabalhadores tem o direito a ser tratados com o mesmo respeito que outras companhias (que também estão a receber ajudas europeias) o são... tal como a Air France, KLM, etc. E para os que dizem que os prejuizos ja vem de trás, pois não tivessem deixado as Ryanair e easyjet etc entrarem em Lisboa Hub! não as vem em Londres Heathrow! não vem a Ryanair em CDG/ORY! e a British Airways graças a isto está muito bem. Agora não culpem os trabalhadores da TAP por essas low costs terem destruído muito mercado nos ultimos anos e obrigarem a reformular avioes, galleys mais pequenas, mais lugares por avião entre muitos sem nunca aumentarem o número de tripulantes a bordo por exemplo! E agora ainda querem tirar o supervisor no longo curso.

Que falta de noção, sempre a falar em Lisboa, em Faro não são portugueses? a tap presta 1 mau serviço em Faro, e as low cost foi das melhores coisas que puderam acontecer aos passageiros, as pessoas com menos possibilidades puderam começar a voar

Continua a comparar 1 cidade com 1 aeroporto com outra que tem no minimo 5

Resposta rápida

Com a resposta rápida pode escrever uma mensagem quando está a ver um tópico sem carregar uma nova página. Pode, ainda, usar o código BBC e os risonhos como usaria numa mensagem normal.

Nota: esta mensagem não irá aparecer até ter sido aprovada por um moderador.
Nome: Email:
Verificação:

 
Total 97+-1=96 ms, db 0 ms, php 96 ms